PUBLICIDADE

8 chás que ajudam a desinchar

As bebidas diuréticas estimulam a produção de urina e diminuem a retenção de líquidos

As bebidas diuréticas auxiliam no bom funcionamento dos rins, pois estimulam a produção de urina diária. Dessa forma, o organismo elimina as toxinas do corpo com maior frequência e consequentemente diminui a retenção de líquido e inchaço corporal.

Segundo a nutricionista Lícia D' Ávila, estudos mostram que algumas ervas têm o poder de diurese por conterem íons de metais presentes e, juntando com líquidos - como é caso do chás que são feitos com água -, serão diuréticas por si só.

Chás para desinchar - Foto: Rahand Shwany/Shutterstock
Chás para desinchar - Foto: Rahand Shwany/Shutterstock

Pensando nisso, listamos oito chás naturais com diversas propriedades, a fim de reduzir a sensação de corpo inchado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Chá de salsinha

O chá de salsinha tem ação diurética e, por isso, pode ser usado para diversas doenças já que é antioxidante, antialérgico e antitérmico. "Pessoas com hipertensão arterial, edemas diversos, retenção urinária e cistites podem se beneficiar deste chá", afirma a nutricionista Giovanna Oliveira, especialista da Clínica Dra. Maria Fernanda Barca.

Como fazer o chá: Em uma panela de chá coloque 500 ml de água e 2 ou 3 ramos de salsinha. Deixe ferver por 5 minutos. É recomendado beber até três xícaras ao dia.

No entanto, a nutricionista alerta que altas doses e uso prolongado pode causar náuseas, tonturas, hipotensão arterial, lesões renais e hepáticas crônicas, anemia e fototoxicidade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Contraindicações do chá: O chá de salsinha não é recomendado para quem tem pressão baixa, insuficiência renal, gravidez ou está amamentando. "O consumo da salsa em doses habituais como tempero, não oferece riscos em grávidas e lactantes", ressalta a especialista.

Chá de cavalinha

Por eliminar o sódio e água do organismo, o chá de cavalinha é considerado um chá potente para diurese. "Ele reduz a pressão arterial e também pode ser utilizado como anti-inflamatório e cicatrizante", explica a nutricionista Giovanna Oliveira.

Para ter atividade diurética é necessário se atentar à temperatura de preparo deste chá, que deve ser menor por conter substâncias sensíveis ao calor. "Evite o uso contínuo e prolongado (mais de 10 dias), pois o chá de cavalinha pode apresentar efeitos colaterais como dores de cabeça, anorexia e disfagia, provavelmente pelos alcalóides", aconselha.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como fazer o chá: Basta ferver 200 ml de água. Desligar o fogo, colocar uma colher de sopa da folha de cavalinha. Deixar em infusão por 5 minutos. Depois é só coar e beber.

Contraindicações do chá: Não devem tomar o chá de cavalinha as grávidas, lactantes, crianças, pacientes com disfunções cardíacas e renais, gastrite e úlcera. Além disso, a cavalinha pode ter interação medicamentosa com anticoagulantes, diuréticos, anti hipertensivos, cálcio e taninos, por isso deve ser evitada por quem faz uso desses medicamentos.

Chá de dente-de-leão

O dente-de-leão é tradicionalmente usado por ter papel diurético, a fim de estimular o fluxo urinário. Ele é muito benéfico para pessoas com predisposição a prisão de ventre, pois também possui poder laxante.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com a nutricionista Clarissa Hiwatashi Fujiwara, membro do Departamento de Nutrição da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO), apesar do papel diurético do dente-de-leão ser atualmente pouco estudado, ele apresenta alto teor de potássio em relação ao baixo teor de sódio e isso pode ser uma provável explicação para um efeito diurético.

Como fazer o chá: Ferva uma xícara de água. Depois de desligar o fogo, coloque um punhado das raízes da planta e deixe por infusão até a bebida amornar. Em seguida é só coar e beber.

Contraindicações do chá: O chá de dente de leão não deve ser tomado por pessoas com gastrite, úlcera gastroduodenal, cálculos biliares, obstrução dos ductos biliares e do trato intestinal. Além disso, este chá deve ser usado com cautela em pacientes com história de hérnia de hiato e esofagite.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Chá verde

A nutricionista Clarissa Fujiwara explica que, provavelmente, os flavonóides e alcalóides presentes no chá verde sejam responsáveis por estimular a atividade diurética.

"Além disso, estudos apontam que a cafeína, substância presente também no chá verde, atua nos rins inibindo a reabsorção de sódio nos túbulos proximal e distal, estimulando a excreção do mineral e, consequentemente, de água pelo organismo", explica.

Como fazer o chá: Em uma panela de chá ferva a água. Desligue o fogo e acrescente duas colheres de sopa da erva para cada litro de água. Deixe em infusão de 3 a 5 minutos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Contraindicações do chá: pessoas com tendência à pressão baixa não devem tomar chá verde.

Chá de hibisco

O hibisco ajuda a desinchar o corpo pois possui substâncias antioxidantes que têm efeito vasodilatador e cardioprotetor, auxiliando na prevenção do acúmulo de gordura.

"O chá de hibisco tem propriedades anti-inflamatórias, ação antiespasmódica, diurética, digestiva, calmante e até laxante", pondera a nutricionista Giovanna Oliveira.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como fazer o chá: Ferva 200 ml de água, desligue o fogo e acrescente 5 gramas (uma colher de chá rasa) da flor seca. Deixe em infusão de 3 a 5 minutos. Em seguida é só coar e beber.

Contraindicações do chá: O chá de hibisco não deve ser tomado por portadores de doenças cardíacas graves, devido à eliminação de eletrólitos que pode ocorrer com seu uso. Não é recomendado seu consumo durante a gravidez e amamentação.

Chá de chapéu-de-couro

O chapéu-de-couro é uma planta medicinal e seu chá tem ação energética, detoxificante, hipotensiva e diurética por ter efeito vasodilatador. "É indicado para artrite, reumatismo, sífilis, doenças do fígado e arteriosclerose. Alguns grupos indígenas do sul do Brasil fazem uso dessa planta como cicatrizante", explica a nutricionista da Clínica Dra. Maria Fernanda Barca.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como fazer o chá: Ferva 150 ml de água, depois desligue o fogo e adicione 1 grama de folhas da erva. Deixe descansando em infusão por 10 minutos. Coe e beba.

Contraindicações do chá: pessoas hipotensas, portadores de insuficiência renal, diarreia, espermatorréia e impotência não devem tomar o chá de chapéu-de-couro.

Chá de funcho

O funcho é conhecido popularmente como erva-doce. Ele é muito usado como diurético, digestivo e estimulante do apetite. "Pode ser usado também para cólicas abdominais e menstruais, digestão lenta, distensão abdominal e flatulência, diarreia, anorexia, hipogalactia, irregularidades menstruais e tosses produtivas", indica a especialista Giovanna.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como fazer o chá: ferva uma xícara de água, desligue o fogo e acrescente uma colher de sopa de erva doce. Deixe em infusão durante 10 minutos. Depois é só coar e beber.

Chá de cabelo de milho

O chá de cabelo de milho tem ação diurética e anti microbiana. Além disso, possui propriedades hipoglicemiantes, adstringentes, anti-inflamatórias, estimulantes do fluxo biliar e antialérgicas. "É usado contra problemas renais, nefrite, cistite, litíase renal, inclusive cálculos", ressalta Giovanna Oliveira.

Como fazer o chá: em uma panela de chá, coloque 500 ml de água para uma ou duas colheres de sopa de cabelo de milho. Quando a água ferver desligue o fogo. Tampe a panela por 10 minutos. Depois é só coar e beber.

Contraindicações do chá: pessoas com inflamação na bexiga e para pessoas com dificuldade para urinar devido inflamação da próstata não devem tomar o chá de cabelo de milho. Não é recomendado o uso durante a gestação e lactação.

De modo geral, é importante ter cautela com o consumo de bebidas diuréticas, pois a ingestão demasiada leva à desidratação, perda de eletrólitos no organismo, acarretando em alterações na contração muscular, tontura, sensação de fraqueza e até desmaio.