PUBLICIDADE

Tipos de sal: conheça as variedades disponíveis para consumo

Sal rosa, refinado, marinho? conheça os tipos de sal do mercado e escolha a melhor opção para consumo

Por Saulo Gonçalves, nutricionista (CRN4-20100239)

Ao longo da vida costumamos ouvir que o sal pode ser perigoso para a saúde, que ele seria mais maléfico do que benéfico para o organismo. Pois saiba que o cuidado com a ingestão não fica por conta apenas do sal refinado! Todos os tipos de sal requerem o mesmo cuidado. Não se engane!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Antes de explicar melhor a ação do mineral no corpo, entretanto, vamos conhecer os diversos tipos de sal disponíveis no mercado para esclarecer o mito criado em torno dessa substância.

Sal refinado - Mais comum do nosso dia a dia, esse tipo de sal passa por um processo de refinamento e perde a maioria dos seus minerais.

Sal Rosa - É extraído de camas cristalizadas de sal coberta com lava vulcânica há 200 milhões de anos. Esse sal do Himalaia é isento de agentes poluentes e contém 84 minerais, como cloreto de sódio, sulfato de cálcio, potássio, magnésio entre outros. Também possui uma porção menor de sódio se comparado ao refinado. Seu preço é elevado no mercado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sal marinho - Assim como o sal rosa, ele tem possui muitos minerais, cerca de 80 tipos importantes para o organismo.

Sal azul - Sal azul da Pérsia, também chamado de sal do Irã, é um dos tipos de sal extraído das mais antigas minas de sal do mundo. Quando não processado, também contém 84 tipos de minerais importantes para o bom funcionamento do organismo.

Sal dos Andes - Extraído de desertos de sal como o Uyuni, na Bolívia, este sal não tem origem em antigos lagos de água do mar como muitos pensam. Ele vem de erupções vulcânicas que despejam em lagos de água doce toneladas de lava enriquecida com sais minerais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sal kosher - Extraído de minas de sal, não é refinado e possui grãos maiores, sendo utilizado para preparar carnes kosher, tradicionais na cultura judaica.

Entre outros tipos de sal que encontramos nas prateleiras do mercado existem ainda o sal grosso, comum em churrascos, e o sal light.

Sal é sal!

Um ponto comum entre esses sais é que possuem minerais importantes para o bom funcionamento do nosso organismo, certo? Sim! Porém, alerto: SAL É SAL.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Não podemos utilizar um sal como principal fonte de minerais para nossa saúde - e qualquer sal que seja utilizado deve ser ingerido com cuidado. Uma alimentação balanceada em carboidratos complexos, proteínas, verduras e legumes já supre a quantidade ideal de minerais.

Vale dizer que existe um interesse das indústrias em vender esses tipos de sal que realmente possuem um número de minerais interessante para a saúde. Porém, para alcançar esses benefícios, as porções têm de ser muito grandes, em média 100g de sal para obter os minerais citados. Sem contar o custo elevado que encontramos...

Para concluir, afirmo que, independente do sal que você escolher, use em pouca quantidade - e pode, sim, optar tranquilamente pelo sal tradicional.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Uma opção mais saudável é misturar ervas naturais com um pouco do sal tradicional e fazer um SAL DE ERVAS, ou então GERSAL, que é uma mistura do sal marinho com gergelim.

Dica do Nutri: quanto mais temperos naturais e especiarias você utilizar, menos sal precisará botar nas preparações, agregando valor nutricional e saúde ao prato.