PUBLICIDADE

Acupuntura para orelhas não é mais dolorosa

Tratamento antes feito com agulhas agora usa apenas cristais e luzes

A auriculoterapia é uma técnica terapêutica que estimula pontos reflexos localizados na orelha, onde encontramos um mapa completo de um microssistema que representa o corpo humano. Estimular esses pontos, que são integrados ao sistema nervoso central, altera os sinais de desequilíbrio apresentados por órgãos ou tecidos do corpo.

O corpo humano e todos os seus componentes, como órgãos, vísceras e membros, estão projetados na orelha. Quando uma região do corpo esta em desequilíbrio há uma manifestação na região correspondente da orelha, indicando que a aquela determinada área do corpo deve ser tratada. Os estímulos feitos pela auriculoterapia auxiliam no tratamento da região comprometida.

Com esse tipo de estímulo podemos beneficiar idosos, crianças e pessoas que têm medo de agulhas com uma opção eficiente e indolor.

A auriculoterapia normalmente é utilizada ao final de uma sessão de acupuntura, para complementar o tratamento sistêmico. Porém, o que poucos sabem é que um tratamento completo pode ser feito só com a auriculoterapia. Bons auriculoterapeutas conseguem fazer um tratamento idêntico à acupuntura sistêmica apenas estimulando os pontos do pavilhão auricular. Uma sessão de auriculoterapia nesses padrões pode chegar a ter 60 minutos de duração e trazer os mesmos benefícios do que o tratamento feito com agulhas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O grande problema da auriculoterapia é a forma como a região é estimulada. Os materiais utilizados são as famosas agulhas e sementes, que são incômodas e doloridas. Porém, graças à cromoterapia, agora os terapeutas podem oferecer uma alternativa aos estímulos clássicos, trocando as agulhas por luz - a junção das duas técnicas leva o nome de cromoterapia auricular.

Na cromoterapia auricular os pontos selecionados pelo terapeuta recebem o toque de uma caneta com uma ponta de cristal, que emite luz colorida. Dentro da visão da Medicina Tradicional Chinesa, os órgãos e vísceras são representados por vários atributos, entre eles as cores e os alguns cinco elementos chineses. Juntando esses pontos, temos a seguinte relação:

Madeira - Verde - Fígado / Vesícula Biliar

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fogo - Vermelho - Coração / Intestino Delgado

Terra - Amarelo - Baco e Pâncreas / Estômago

Metal - Branco - Pulmão / Intestino Grosso

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Água - Azul Escuro - Rim / Bexiga

Sendo assim, após traçar uma linha de tratamento, o terapeuta pode usar as cores dos cinco elementos chineses como estímulo em sua seleção de pontos.

Outra opção é usar as cores do espectro como estímulos de sedação e tonificação, sendo as cores mais quentes (vermelho, laranja e amarelo) tonificantes e as mais frias (azul, azul escuro e roxo), sedantes. O verde é intermediário entre as cores frias e quentes, e é utilizado em pontos especiais para iniciar um tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com esse tipo de estímulo podemos beneficiar idosos, crianças e pessoas que têm medo de agulhas com uma opção eficiente e indolor.

Vale lembrar que a auriculoterapia e a cromoterapia são métodos complementares de manutenção da saúde. Substituir tratamentos médicos por tratamentos alternativos não é recomendado e é dever do terapeuta orientar o seu cliente.