PUBLICIDADE

É possível mudar o olhar diante das obrigações da vida?

A vida não precisa ser uma luta diária, e para isso, devemos enxergá-la através de um prisma menos pessimista

Eu estava em uma viagem no interior de São Paulo, acompanhado de meu namorado e seus familiares quando percebi que o olhar sobre a vida não precisava ser tão rígido como, em geral, os adultos levam. Já estava me sentindo calmo por estar em meio a natureza, longe do centro urbano, da rotina e de suas demandas.

Durante uma festa que ocorria ao ar livre, duas crianças brincavam ao redor de uma fogueira que elas mesmas criaram. Me juntei a elas, e percebi que seus diálogos não eram carregados de problemas. Entre diálogos sobre o calor do fogo, o céu estrelado e a beleza da lua, refleti sobre o quanto elas apenas estavam focadas no presente, vivendo e percebendo o bem-estar em fatos simples, como uma noite. E eu me permiti fazer o mesmo. Por alguns minutos, apenas me conectei à beleza do universo que está ao nosso redor, vivendo completamente aquele momento.

De acordo com a psicóloga Wanessa Moreira, experiências como essas são importantes, pois focar-se no presente nos faz sentir menos sufocados pelas obrigações da rotina. Isso acontece ao valorizarmos as pequenas coisas, que é um hábito comum às crianças.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A rotina é uma batalha?

Se você parar para refletir, somos cercados por obrigações desde os primeiros anos de nossas vidas. Durante nossa infância, precisamos ir para a escola. Na adolescência, precisamos estudar para os vestibulares e entrar em uma faculdade. Ao entrarmos na vida adulta, o leque de responsabilidades aumenta drasticamente. Nos tornamos reféns dos impostos, do emprego, da família e de diversos outros setores que demandam a nossa atenção.

Você provavelmente pode se sentir sufocado ao pensar em todos os deveres que a vida lhe dispõe. Entretanto, esta é uma visão gerada pelas decisões imediatistas que tomamos em nossa jornada. Ao despriorizar nossos sonhos em função da ânsia pelas realizações, acabamos vivendo em um mundo que constantemente nos cobra, mas que não se adequa à nossa essência.

Segundo Wanessa, a sensação que a rotina é uma batalha acaba resgatando antigos preceitos de sobrevivência que nos deixam em constante alerta. Sentir que o dia a dia é uma luta nos tira do presente, e faz com que não valorizemos detalhes e possibilidades que estão disponíveis ao nosso favor.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Portanto, antes de refletirmos sobre as obrigações que nos fazem mal, é preciso reavaliar os caminhos que decidimos seguir, pois são estes que podem atribuir valor negativo ao cotidiano. A especialista explica que ausentar-se de si mesmo, isto é, não dar atenção às coisas que lhe fazem bem, provoca danos psicológicos. Estar sempre na função do outro faz com que o brilho de nossa felicidade se apague esporadicamente.

Enxergando os deveres com outros olhos

Acordar cedo pode ser um pesadelo diário para diversas pessoas. Ficamos de mau humor por ter que levantar da cama quando estávamos confortáveis nela, e nos primeiros minutos em que despertamos, já nos preocupamos com o trânsito que iremos enfrentar para chegarmos ao trabalho e também sobre o que iremos precisar resolver no dia.

Entretanto, é possível quebrar este padrão de comportamento. Para Wanessa, acordar cedo pode ser algo positivo. "Quando conseguimos acordar um pouco antes do necessário, podemos até mesmo dedicar um tempo para nós". Coloque uma música relaxante para tocar, respire fundo e pense que você irá agir com boas intenções durante o dia. Ter a consciência de que você fará o seu melhor faz com que você não seja engolido pela rotina.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É preciso ter autoconhecimento, reconhecendo os próprios limites. Em alguns dias, simplesmente não somos capazes de expressar toda a nossa capacidade. Mesmo que isto aconteça, é preciso refletir que fazemos o possível com as ferramentas que temos disponíveis. Portanto, ao acordar, pense que as possibilidades da vida acabaram de se iniciar para você. Estar vivo é um presente diário.

Um trabalho que não é um reflexo de nossa personalidade também gera ansiedade e angústia frente aos deveres, pois a vida profissional requer ainda mais esforços. Ceder energia em coisas que não amamos, sem ter um propósito para isso, também atribui um sentido de fardo às nossas funções.

Entretanto, nem sempre é possível trabalhar com o que queremos, pois temos necessidades que estão acima de nós. Nestes casos, é possível adotar algumas medidas para sentir-se bem no ambiente de trabalho. Uma boa dica é evitar que a tensão se acumule, utilizando objetos relaxantes em horário de trabalho, como bolinhas de apertar. Escutar músicas que lhe tragam tranquilidade também pode ser útil.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fazer uma caminhada durante o horário de almoço também pode ser uma boa opção. "A caminhada reequilibra os padrões fisiológicos porque libera hormônios que promovem o bem-estar", explica o professor de educação física Márcio Aldecoa, em reportagem ao Minha Vida sobre como passar uma semana no trabalho com menos estresse.

Para a psicóloga Milene Rosenthal, refletir sobre os pontos que mais lhe causam estresse também pode ser uma boa alternativa, já que isto nos torna mais assertivos ao solucionarmos fatores problemáticos. Para saber mais sobre como você pode manter o bem estar em um trabalho que lhe causa estresse.

Você é o dono de seus rumos

Observe os detalhes de sua rotina. Para a especialista Wanessa Moreira, é possível usufruir do tempo que temos para nossos compromissos, absorvendo novos aprendizados e experiências. Entretanto, o tempo livre também deve ser valorizado para criar uma consciência que torna as obrigações e o prazer igualmente essenciais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Comemorar as suas vitórias diante dos afazeres, é reconhecer a sua força frente às adversidades e aos desafios. Entretanto, caso isto não seja possível, é necessário que você recalcule as rotas de sua trajetória. "A imprevisibilidade da vida pode ser uma grande oportunidade para confiarmos no fluxo da rotina, e na possibilidade de nos ajustarmos dentro das mais variadas situações", afirma Wanessa.

Para a psicóloga, a vida acontece de você para fora. O mundo que nos cerca é um reflexo de como o percebemos. Quando cultivamos bons sentimentos, encontramos um propósito no que fazemos, e paramos de executar funções automaticamente. Nossa sensação de frustração frente às obrigações pode ser combatida através de uma mudança de perspectiva.

Percebendo que sua vida é um acúmulo de obrigações

Ter a consciência de que levamos uma rotina repleta de obrigações e sem prazeres pode ser um momento difícil. Entretanto, não se desanime caso esta seja a sua realidade, pois a plasticidade da vida nos faz ter um vasto universo de chances para nos redescobrirmos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Wanessa Moreira indica um simples exercício: A auto observação por uma semana. Atente-se a frequência com que você reclama de suas questões, mesmo que seja em pensamento. Depois, analise se existe um excesso de preocupação em sua rotina, às vezes por situações que não chegaram a acontecer de fato. A reclamação e a preocupação podem ser um indicativo de que não estamos vivendo da maneira que gostaríamos.

O lado positivo das obrigações

A psicóloga ainda sugere enxergar as obrigações como a construção de um caminho. Todos deveres nos agregam valor, e mesmo quando estes não nos beneficiam, podemos utilizar a experiência da frustração para repensar nossas realidades, criando novas escolhas e hábitos que tornem nosso dia mais agradável.

"Tenha uma visão coerente da realidade, e observe a vida como ela é de fato", explica a especialista. Não é recomendável olhar apenas para o que nos falta, e sim para o que temos. Desfrutar e aceitar o que vivemos é o primeiro passo para atingir a harmonia entre as obrigações e o prazer. Depois disso, podemos construir a vida que desejamos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)