PUBLICIDADE

4 lições de casais que fortaleceram a relação na quarentena

Casais vivendo junto em quarentena contam os desafios, lições e aprendizados que o período têm proporcionado ao relacionamento

Gabriela e Gustavo começaram 2020 com grandes planos: casamento, lua de mel e casa nova. No dia 22 de fevereiro, aconteceu o casamento; logo em seguida, o casal embarcou em uma grande viagem pela Europa para celebrar a união.

Durante o roteiro, os dois visitaram a Itália, quando o país ainda não estava em quarentena. Porém, o coronavírus parecia acompanhá-los na viagem. Quando chegaram a Amsterdã, para visitar o irmão de Gustavo, a Europa estava começando a fechar as fronteiras e Gabriela entrou em pânico.

"Eu não parava de chorar e o Gustavo ficou um pouco irritado. Foi quando eu disse para ele que, ali, naquele momento, ele era a única pessoa com quem eu poderia contar e desabafar", lembra. Seu marido, então, entendeu que aquele era seu novo papel e teria que exercê-lo ainda mais com a pandemia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Passado o susto e de volta ao Brasil, os dois recém-casados ainda enfrentaram uma nova realidade ao morar juntos pela primeira vez - fato que coincidiu com a chegada do vírus ao país. E foi aí que os desafios (e aprendizados) como casal, de fato, começaram.

Histórias assim têm se repetido com outros casais que, como Gabriela e Gustavo, estão juntos durante toda a quarentena. Alguns, que nunca haviam morado juntos, passaram a dividir o mesmo espaço 24 horas por dia, 7 dias por semana. Outros tiveram que adaptar suas rotinas para não deixar o relacionamento se desgastar.

Desafios da quarentena em casal

Débora e Bruno também estão passando pelo isolamento juntos e estão aproveitando o momento para se conhecerem melhor. Mas, como qualquer outro casal, eles estão enfrentando alguns percalços. Para os dois, a quarentena veio acompanhada de um novo planejamento financeiro - algo um tanto quanto desafiador para o relacionamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com a psicóloga Adriana de Araújo, todo tipo de adaptação gera estresse. Nestes momentos mais tensos, podem haver brigas, falta de energia e até falta de paciência para se chegar a um acordo comum. E na quarentena, além do planejamento financeiro, há muitas outras questões que precisam ser discutidas e rearranjadas.

O trabalho em casa é mais um fator que está afetando a vida dos casais confinados, como é o caso de Natália e Victor, que também tiveram seus momentos de estresse na quarentena. Os namorados já moravam juntos há dois anos, mas ter paciência com o jeito e as manias um do outro está sendo um grande desafio neste período.

Natália explica que quando a pressão do trabalho é exaustiva, unida ao desgaste da quarentena, eles acabam descontando o nervosismo um no outro. E o casal não é o único que enfrenta este tipo de situação - ainda mais potencializada com os sentimentos conflitantes que a pandemia vem gerando na população.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como não poderia faltar na vida dos casais, as tarefas domésticas também são um ponto de conflito na vida a dois. Marina, por exemplo, diz que este foi um motivo de tensão com o namorado, Bruno, no início da quarentena. Super metódica com a limpeza da casa, ela estabeleceu uma rotina de cuidados domésticos para o período. Porém, o parceiro estava mais desencanado e não seguia as regras com tanta precisão - o que provocou alguns atritos entre eles.

Lições de amor na quarentena

Para contornar todos esses conflitos, a psicóloga Adriana de Araújo diz que é preciso aceitar que o momento é atípico e sempre conversar sobre seus sentimentos e emoções. Para estes casais, a paciência, a empatia, as finanças e as tarefas domésticas precisaram ser repensadas para manter o relacionamento saudável mesmo em tempos tão difíceis.

Débora e Bruno, por exemplo, conseguiram resolver as contas do casal. "Acreditamos que, para grande parte da população brasileira, a questão financeira é uma das maiores causas do conflito conjugal, mas com alegria, bom humor, paciência e perseverança conseguimos atravessar este momento juntos!", afirma Débora.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Já Natália diz que, apesar dos dias ruins, o casal está mais compreensivo um com outro e prestando mais atenção às necessidades do outro. "Eu gosto da possibilidade dos pequenos momentos de carinho no meio da jornada de trabalho: um chá que ele faz para mim, um pedaço de bolo que eu levo para ele, uma troca de meme, um comentário sobre o trabalho", conta.

Para acalmar os nervos, a psicóloga diz que é preciso intercalar os momentos de obrigações com períodos de leveza durante a rotina. Como Natália e Victor que, apesar dos horários de trabalho conflitantes (ele trabalha em horário comercial e ela trabalha até mais tarde), aproveitam as refeições, intervalos e a noite para conversar e até assistir série juntos.

No quesito dos cuidados domésticos, Marina e Bruno explicam que sentaram para conversar e decidiram flexibilizar as tarefas. "O que mais mudou foi a forma de nos comunicarmos. Aprendemos a ter mais paciência com as diferenças um do outro, que não ficavam muito explícitas no dia a dia, quando estamos trabalhando e saindo de casa", diz Marina.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, como os casais passam a conviver 24 horas por dia, muitas questões antigas e novas podem surgir. Apesar dos atritos que eventualmente aparecem, Ligia e Felipe estão conseguindo atravessar o momento com tranquilidade. Ela diz que a conversa, sinceridade, empatia e respeito com a individualidade um do outro foram essenciais.

"É legal porque, mesmo sob o mesmo teto, ele me incentiva a fazer atividades que costumo fazer sozinha, como ver uma série que só eu gosto, costurar, ler. E eu respeito as dele, como jogar videogame. Então, nos sentimos nós mesmos nessa nova realidade", afirma Ligia.

Como conclusão, Adriana de Araújo ressalta que o casal precisa atender a três pontos-chaves para enfrentar a quarentena com mais serenidade: adaptar-se ao momento, ao outro e a si mesmo. Junto a isso, ela acrescenta que o momento será de descobrimento das dinâmicas e funcionamentos do casal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Novas descobertas

Apesar das fases difíceis, a quarentena também tem promovido bons momentos aos casais, com novas descobertas e possibilidades. Natália e Victor aproveitaram o período para adotar uma cachorrinha. "Conheci o lado 'pai de pet' do meu namorado. Ele é muito carinhoso e paciente com a Lupe, a nova integrante", diz Natália.

A convivência 24 horas por dia também proporciona um maior conhecimento sobre o parceiro, como Débora e Bruno ressaltam. "Ele é paciente, bem-humorado e bom cozinheiro", descreve Débora. "Ela é dedicada, alegre, gosta de um bom papo, cozinha bem e descobri que é mais organizada do que eu imaginava", complementa o namorado.

Gustavo, marido da Gabriela, também notou que a esposa é boa na cozinha e os dois passaram a aproveitar a quarentena para cozinhar juntos. Ele, que antes não sabia sequer fritar um bife, aprendeu várias técnicas com Gabriela e agora estão sempre buscando novas receitas. "Cozinhar virou mais um hobby na nossa nova rotina", diz.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Já Marina e Bruno aprenderam a conversar e escutar mais um ao outro. "Antes, se tínhamos algum problema, era só não voltar tão cedo para casa ou fazer outra coisa, agora temos que enfrentar e chegar a uma resolução, não dá para fugir", reforça Marina.

Segundo a psicóloga, a convivência a dois mostra hábitos e maneiras diferentes de viver a vida e solucionar problemas. Estas descobertas podem tanto ser positivas quanto negativas, ainda mais na quarentena, quando o casal passa tanto tempo junto. Mas, como explica Adriana, a relação vai além do amor. "Inclui como nos sentimos com o outro, as atividades em comum e os valores e virtudes compartilhados", diz.

Planos futuros

Embora a quarentena envolva desafios e descobertas no tempo presente, ela também pode proporcionar a elaboração de planos para o futuro dos casais. Os recém-casados Gabriela e Gustavo já planejam organizar a casa nova, comprar móveis, utensílios e itens de decoração, que ainda não conseguiram fazer por conta da pandemia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Já para Marina e Bruno, o tempo de isolamento está sendo uma oportunidade para pensar no que farão no mundo sem o coronavírus. "Nós passamos horas sonhando e programando nossos passos para os dias sem o vírus, quais viagens faremos e o que mudou na nossa perspectiva de vida", conta Marina.

Enquanto alguns casais têm sonhos grandes, como Débora e Bruno, que pensam em aumentar a família após a pandemia, outros pensam apenas em retomar a vida cotidiana. Muitos relatam o simples desejo de poder voltar a sair juntos, ir ao cinema e viajar. Coisas pequenas que o coronavírus acabou tirando da rotina.

Colocando na balança, o saldo da quarentena para a vida destes casais está sendo positivo, como pontua Gustavo. "Acho que demos muita sorte, porque começamos nossa vida juntos justamente quando a maioria das pessoas não pode estar junto com quem gosta. Tenho certeza que a nova rotina pós-casamento é o que está tornando esse momento tão complicado em algo leve para nós dois".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)