PUBLICIDADE

Mudras: para que servem os gestos de mão feitos no yoga?

Parte de um método milenar, os "gestos de poder" feitos com as mãos são benéficos para a saúde física, mental e energética

Os iniciantes na prática do yoga podem não estar muito familiarizados com o termo, mas os mais experientes já sabem bem o que é "mudra". A palavra significa "selo" em sânscrito e corresponde, mais popularmente, aos gestos feitos com as mãos durante os exercícios.

Também usada na meditação e até na medicina ayurveda, essa antiga ciência dos gestos surgiu na Índia há milhares de anos. Em busca de mais saúde, bem-estar e conexão, os yogis desenvolveram um conjunto de técnicas para ajudá-los a alcançar o equilíbrio pessoal - e é aí que entram os mudras.

Realizados em conjunto com a respiração, os gestos são utilizados para canalizar e guiar o fluxo de prana (a energia vital presente no cosmos) para alguma área específica do cérebro, que vai agir em benefício de determinadas partes do corpo e da mente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Os mudras são uma forma de comunicação não verbal que traz harmonia para a mente e podem gerar efeitos no nosso corpo, pois eles ativam as terminações nervosas do organismo", explica Ranise Silveira, professora de yoga.

Mesmo que os mais conhecidos sejam feitos com os dedos das mãos, há mudras que são realizados com a cabeça (olhos, boca e língua), contração de determinadas regiões do corpo ou com todo o corpo.

Como funcionam os mudras

Por canalizarem o fluxo de energia para determinadas áreas no cérebro, os mudras são um meio de conexão entre o universo e o humano. De acordo com os princípios do yoga, nosso corpo é composto pelos cinco elementos da natureza (terra, fogo, água, ar e éter) e cada um dos dedos das mãos corresponde a uma dessas forças que, quando harmonizadas, proporcionam equilíbrio em nossa saúde física, mental e energética.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Quando posicionamos nossos dedos em determinados gestos (mudras), há um estímulo gerado nas terminações nervosas presentes em nossas mãos, o que vai conduzir essa energia e gerar um efeito no nosso corpo e mente", explica Ranise.

Segundo a medicina ayurveda, o corpo humano é percorrido por milhares de canais de energia, chamados nadis, sendo que um grande número deles começa ou termina nas mãos. Denominados cientificamente como dutos de Bonghan, esses canais foram identificados e mapeados, confirmando a existência de uma rede formada por eles e que corresponde aos meridianos de energia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ao fazer o uso dos mudras, ocorre a união das extremidades destes meridianos, estabelecendo um circuito contínuo para que a energia possa fluir de forma equilibrada no corpo, eliminando bloqueios energéticos e promovendo saúde e bem-estar ao praticante.

"Através dos nadis e das práticas de respiração para a captação do prana, os mudras, em conjunto com a mente, conduzem a energia para o foco específico", afirma a especialista Rosana Khouri. Assim, o praticante é capaz de usar os mudras "tanto para retirar energias quanto para absorvê-las", acrescenta ela.

Os mudras e os chakras

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os chakras são circuitos energéticos presentes em nosso corpo. Eles possuem canais de energia (os nadis) que estão ligados aos dez dedos das mãos e se relacionam às estruturas física, emocional, mental e energética do ser humano. Desta forma, os mudras estão ligados diretamente aos chakras, uma vez que têm conexão direta com o canal de energia ao qual eles pertencem.

Os mudras na meditação

Os mudras auxiliam no encontro consigo mesmo e na busca pelo eu superior, assim, durante a meditação eles podem estimular o foco, evitando que a mente divague e mantendo a concentração no presente. Deste modo, Khouri diz que os mudras funcionam como "chaves", ajudando o indivíduo a evoluir em sua prática meditativa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Principais mudras

Pode ser estranho pensar que simples gestos com as mãos possam trazer tantos benefícios ao corpo e à mente. Mas seja para fins físicos, mentais, espirituais ou energéticos, eles conseguem ajudar. Os mudras podem promover equilíbrio, balancear a mente, acalmar emoções, animar a pessoa e até atenuar um quadro ansioso.

"Esses gestos atuam diretamente nas glândulas endócrinas, estimulando a produção de determinados hormônios, como a ocitocina e dopamina, ajudando no bem-estar físico, mental e emocional", explica o especialista Osnir Cugenotta.

Segundo a professora de yoga Ranise Silveira, para obter esses efeitos, é necessário praticar um mudra específico de 10 a 15 minutos, duas ou três vezes ao dia. "Mas os mudras não são efetivos se o corpo não estiver preparado para isso. Ele tem de estar muito bem condicionado, a mente purificada e atenta e o praticante precisa ter consciência corporal e mental para poder observar os benefícios", esclarece.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tipos de mudras

Para conhecer a técnica e usufruir de todas as vantagens que ela oferece, os especialistas indicam alguns mudras que podem ser realizados desde já em casa. Confira a seguir para que serve e como fazer cada tipo de gesto com as mãos:

Vayu Mudra: controla o elemento ar e trata muitas doenças do sistema nervoso, como Parkinson e dores reumáticas. Também controla pensamentos e a atividade mental

Foto: Minha Vida
Foto: Minha Vida

Surya Mudra: "O gesto do Sol", equilibra o elemento fogo no nosso organismo e gera muita energia no corpo. Terapeuticamente, é muito bom para dor de cabeça, obesidade e sensação de peso na cabeça. Indicado para combater depressão

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Foto: Minha VIda
Foto: Minha VIda

Prana Mudra: ajuda a absorver melhor as energias e os nutrientes e ativa o cérebro. Também auxilia a visão dos olhos e fortalece o sistema imunológico

Foto: Minha Vida
Foto: Minha Vida

Guiana Mudra: o mais tradicional usado na meditação, que estabiliza o elemento ar. Melhora o sono irregular, controla a parte emocional e transmite energia para o cérebro através do redirecionamento de prana nos nervos. Excelente para combater ansiedade

Foto: Minha Vida
Foto: Minha Vida

Yoni Mudra: simbolicamente, "fecha" os órgãos dos sentidos, levando o foco mental para o meio interno, aumentando a conexão com a nossa essência, aguçando a atenção e aumentando nossa concentração

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Foto: Minha Vida
Foto: Minha Vida