Quando os pais devem procurar um alergologista para o bebê?

Alergias podem acontecer na infância e saber identificá-las é essencial para o crescimento saudável

Os pais podem e devem procurar um alergologista para o bebê em qualquer idade. Diferentes alergias podem ocorrer na primeira infância, desde uma reação por um medicamento provocando urticária até lesões na pele com ressecamento e coceira na face, dobras de membros superiores e inferiores, como na dermatite atópica, por exemplo. Pode acontecer também alergia à picada de insetos com reações brandas até as mais extensas.

Alergia à proteína do leite de vaca em bebês pode acontecer e muitas vezes o diagnóstico passa despercebido. A criança pode apresentar sintomas gastrointestinais como diarreia, vômitos e sangue oculto nas fezes, além de sintomas cutâneos manifestando-se com dermatite atópica ou urticária e/ou sintomas respiratórios, com crises de tosse, chiado no peito e dispneia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, a criança pode desenvolver alergia à proteína do leite de vaca através da alimentação da mãe, ou seja, uma vez que a mãe ingere leite de vaca, derivados de leite (pão de queijo, manteiga, chocolate etc.) ou alimentos contendo traços de leite pode passar através do leite materno a alergia para o filho. Neste caso, a orientação é que a mãe suspenda a ingestão de leite de vaca, derivados ou alimentos contendo traços de leite.

Alergias respiratórias como rinite alérgica e asma podem acontecer também, mas nessa faixa etária há vários diagnósticos diferenciais possíveis, o que pode retardar o diagnóstico destas doenças. As crianças que frequentam creches e berçários nesta idade geralmente apresentam um impacto na saúde, tendo maior facilidade em adquirir infecções virais que, por sua vez, são fatores predisponentes para crises de asma e de rinite.

Em relação às alergias respiratórias, os exames indicados são determinação da IgE específica no sangue pelo método Immunocap ou teste cutâneo de leitura imediata. A IgE específica sérica pode ser realizada por meio de coleta de sangue a partir dos seis meses de idade. O teste cutâneo de hipersensibilidade imediata pode ser realizado em crianças pequenas, porém como o objetivo é realizar uma puntura em pelo menos 13 itens de alérgenos, as crianças tendem a chorar ou ficam impressionadas com a técnica do exame. Por esse motivo, em crianças pequenas, a IgE específica acaba sendo preferida. Os dois testes podem identificar sensibilidade à poeira doméstica (ácaros), epitélios de gatos e cães, fungos, polens, penas e baratas.

Tanto a IgE específica como o teste de puntura podem ser realizados para identificar sensibilidade à alimentos, especialmente para leite e frações e ovo (gema e clara), já que são as alergias alimentares mais comuns nesta faixa etária. Testes para identificar alergia à medicamentos não são realizados nesta faixa etária e acontecem especialmente a nível de pesquisa em hospitais escola.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Há um outro tipo de alergia denominada dermatite de contato, que é uma reação que acontece na pele devido a alguma substância que teve contato direto com a mesma, por exemplo: sabonete, hidratante, lenço umedecido, pomadas etc. O teste para identificar a substância que está ocasionando a alergia é chamado de teste alérgico de contato e não é realizado em bebês.