PUBLICIDADE

Adolescentes: Como diferenciar alimentação saudável de um transtorno alimentar

A busca por uma alimentação saudável na adolescência é, em princípio, positiva, mas é preciso entender qual é a motivação

A adolescência é a fase de transformação das crianças em adultos. Para encontrarem sua personalidade e individualidade os jovens experimentam diversos comportamentos diferentes, seja nas vestimentas, nos relacionamentos, nos estudos e também nos alimentos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mudanças de hábitos alimentares na adolescência são comuns e até mesmo esperadas. Na busca pela independência e autonomia os adolescentes tentam se afastar do padrão de seus pais e se aproximam de outros jovens, para juntos descobrirem um novo mundo.

O aumento da carga horária escolar e a vida social intensa levam muitos jovens a fazerem as refeições fora de casa e a assumirem a responsabilidade por sua alimentação. Com a liberdade em mãos e o afastamento dos olhos dos pais, podem surgir os erros alimentares, notoriamente a preferência por "junk food", mas também a seletividade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A busca por uma alimentação saudável é, em princípio, positiva, mas é preciso entender qual é a motivação. Maturidade? Modismo? Ideologia? Busca pela magreza? Adolescentes são muito suscetíveis à seguirem a moda, se comportando como a maioria do seu grupo, muitas vezes sem ter um objetivo específico.

Outros, influenciados por informações recebidas de amigos, professores, redes sociais e outras mídias, passam a acreditar que esse ou aquele alimento não devem ser consumidos, e ideologicamente passam a restringir o que comem. Já a busca pela magreza tem diversas causas, podendo ser genética, psicológica, psicossocial e outras.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mudanças corporais e padrão da magreza

Atualmente a magreza tem sido associada a beleza e ao sucesso profissional. Modelos, atores, atletas e pessoas de destaque na mídia têm seus corpos modificados pela tecnologia para parecem mais esbeltos, fazendo as pessoas acreditarem em uma magreza que não é real.

Além disso, a transformação do corpo, processo natural do crescimento, provoca um estranhamento em muitos adolescentes, principalmente nas meninas, que identificam as novas curvas adquiridas como "gordura" e fazem de tudo para manter seus corpos infantis, aos quais estão acostumadas.

A dieta saudável é baseada em quantidade e qualidade adequadas. A quantidade é relativa, depende da necessidade básica de cada indivíduo, sua composição corpórea, peso, altura e atividades físicas realizadas. Uma refeição balanceada deve conter alimentos de todos os grupos alimentares de forma equilibrada, assim como quantidade de líquidos diária adequada.

A busca por uma alimentação saudável por parte dos adolescentes é positiva, mas exige um olhar cuidadoso, não só para as motivações dessa procura, mas também pelo risco da restrição alimentar, resultado da falta de conhecimento das necessidades básicas de cada um. O impacto que isso pode causar na vida adulta é grande, uma vez que o corpo, na adolescência, ainda está em fase de formação.

Como identificar transtorno alimentar em adolescentes

Adolescentes que têm grande conhecimento do valor calórico dos alimentos, que passam muitas horas sem comer, que restringem cada vez mais a quantidade do que comem e/ou que se pesam com frequência, devem ser avaliados com muita atenção, sob o risco de estarem desenvolvendo algum transtorno alimentar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo o Manual de Doenças Mentais (DSM-5), os seguintes comportamentos levam ao diagnóstico de anorexia nervosa:

Caso se identifique o transtorno alimentar, o jovem deve ser encaminhado à equipe habilitada para iniciar o tratamento o quanto antes.