PUBLICIDADE

Cebola no quarto para amenizar tosse realmente funciona?

Depois do caso da mãe que colocou cebola no quarto e filho foi parar na UTI, médicas explicam os riscos desse método

A cebola se tornou popularmente conhecida como um "imã" de vírus e bactérias, funcionando como um descongestionante natural. Por isso, muitas mães e pais passaram a colocá-la cortada no quarto dos seus filhos resfriados durante a noite para que eles tenham um sono mais tranquilo. Porém, uma mãe resolveu seguir esse método e seu filho acabou parando na UTI.

O filho da Juliana Ishiara, Henzo, estava com sintomas típicos de um resfriado: com tosse, secreção e, principalmente, muita dificuldade para dormir. Durante a noite, ao perceber que a tosse não passava, Juliana começou a ficar preocupada e resolveu seguir uma dica que viu na internet.

Descascou e cortou uma cebola em quatro partes, colocou tudo em um prato e o posicionou próximo à cama do Henzo. Porém, o que ela não esperava é que essa ideia iria piorar a situação de seu filho. Segundo entrevista à revista Crescer, ele começou a ter uma crise de tosse muito forte, que não parava. Em poucos minutos, a dificuldade para respirar levou o menino a vomitar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A mãe de Henzo o levou para o pronto-socorro, onde o garoto teve que tomar injeção de adrenalina e fazer inalações de resgate com altas doses de medicamento. Depois, ficou internado na UTI por cinco dias e teve mais dois dias de observação. As enfermeiras do hospital que Henzo ficou internado relataram que outras crianças já passaram pela mesma situação após o contato com a cebola cortada.

Cebola no quarto ajuda na tosse?

A cebola é rica em vitaminas A e C, que fortalecem o sistema imunológico, enxofre, que possui a capacidade de aliviar os sintomas dos resfriados e quercetina, que auxilia no combate a diversas doenças do sistema respiratório. A pneumologista infantil Fernanda Bombarda explica que essas características podem somente ajudar a aliviar alguns sintomas e eliminar mais rapidamente o excesso de catarro.

Porém, ao ser cortada, a cebola libera um gás volátil à base de enxofre, que provoca justamente o cheiro característico."Para as crianças que desenvolvem uma hiper-responsividade brônquica, esses odores fortes, como de perfume ou até mesmo da cebola, podem desencadear uma crise. Logo essa hipersensibilidade pode provocar broncoespasmos e dificuldades na respiração", explica a médica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Recomendações para tosse

A especialista em pediatria e homeopatia Isis Pezzuol acrescenta que é necessário observar a tosse na criança. Segundo ela, se a tosse for ao ponto de incomodar o sono, é necessário se perguntar se é só uma gripe ou se ela está passando por uma insuficiência respiratória, por exemplo.

"Se for só uma tossinha, com uma corizinha, você pode até usar alguns tratamentos mais naturais, como soro nasal, inalação com soro e mel, lembrando que crianças antes de um ano não devem fazer ingestão de mel. Porém, se ela tosse a ponto de ficar incomodada demais, é o caso de pronto-socorro", afirma Isis.

Já a pneumologista infantil Fernanda Bombarda indica xarope como alternativa, porém lembra que todas as tosses têm um porquê e é necessário investigar mais a fundo as causas. "Um xarope que pode auxiliar é o de abacaxi com mel. O abacaxi é rico em bromelina, substância derivada da fruta, tem ação mucolítica, que dissolve o muco ou catarro e facilita a expectoração".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, a médica Isis Pezzuol afirma que o ideal seria o acompanhamento de um pediatra e a homeopatia como tratamento preventivo.

"Em muitos casos, a criança acaba saindo do PS com uma receita de cortisona e antibiótico que, a longo prazo, pode trazer danos. A homeopatia é uma alternativa de medicina preventiva", afirma Isis.

"A teoria da homeopatia diz que o medicamento carrega uma informação que, chegando em repetição até o cérebro, faz com que o corpo comece a trabalhar corretamente frente a algum estímulo inadequado. Justamente por causa dessa repetição, a gente percebe que, com a homeopatia, a criança adoece menos e, quando adoece, é mais fácil de controlar", completa a médica. Entenda o papel da homeopatia nas doenças infantis.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba tudo sobre tosse

Remédio caseiro para tosse: 12 opções aliviam o sintoma

Reconheça os sinais de que sua tosse não é normal

Tosse constante é um alerta de que os pulmões estão mal

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)