Prolactina: o que é, sintomas e exame

A prolactina alterada pode causar impacto na vida da gestante

O que é

A prolactina é um hormônio produzido pela glândula hipófise, presente na parte inferior do cérebro. Uma de suas principais funções é a produção de leite em gestantes, para que ocorra a amamentação.

Foto: shutterstock/SeventyFour
Foto: shutterstock/SeventyFour

Exame de prolactina

O exame para identificar o nível de prolactina é realizado em laboratório, através da coleta de sangue.

De acordo com a especialista, há algumas orientações que devem ser seguidas antes de realizar o exame. Entres elas estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Exame de sangue: veja o trajeto do seu sangue após a coleta

Prolactina alterada

Quando o valor de prolactina no sangue está diferente do nível considerado normal, diferentes sintomas e efeitos podem ser notados pelo paciente.

O valor de referência que aponta a normalidade do hormônio é de 20 ng/mL (nanogramas por mililitro) de prolactina presente na corrente sanguínea.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Valores abaixo do normal não causam tanta preocupação para o médico. E para valores elevados, costumamos pedir uma segunda dosagem para confirmar a alteração", conta a ginecologista e obstetra Ana Raquel Gouvêa.

Prolactina alta

Quando o nível desse hormônio está acima do esperado, o quadro clínico se torna mais preocupante. O aumento da prolactina pode se manifestar de diferentes maneiras.

Alguns sintomas da prolactina alta são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ainda há a possibilidade do aumento da prolactina estar associado a um tumor que produz o hormônio, chamado de prolactinoma. De acordo com Ana, nesse caso, os sintomas podem se manifestar através de dores de cabeça e alterações visuais.

Prolactina baixa

A ginecologista Ana Raquel Gouvêa explica que, no geral, o nível baixo de prolactina pode causar impacto clínico se ocorrer no período da amamentação, pois a baixa do hormônio no corpo está associada com a diminuição na produção de leite ou preparo inadequado das mamas durante o período gestacional.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamentos de prolactina alta

Quando a causa da prolactina alta é associada a um tumor, o tratamento mais recomendado é o cirúrgico. Porém, na maior parte dos casos, o tratamento pode ocorrer de forma clínica, através de medicações que inibem a produção do hormônio.

A ginecologista Ana ressalta que o histórico médico do paciente deve ser levado em consideração na hora de diagnosticar e tratar a alteração do hormônio, pois diversos antidepressivos e antipsicóticos tem como efeito colateral o aumento da prolactina.

Prolactina nos homens

O hormônio também está presente no organismo masculino. Entre suas funções, a prolactina age como um relaxante corporal após o orgasmo. Quando o valor da prolactina aumenta significamente, ela também pode causar consequências graves no corpo masculino.

"O seu aumento crônico também está associado com diminuição dos testículos e diminuição de hormônios sexuais masculinos", finaliza Ana Gouvêa.