PUBLICIDADE

Grávida pode tomar anestesia no dentista?

Entenda se a anestesia odontológica pode influenciar negativamente a saúde da gestante e do bebê

A saúde bucal da mulher grávida é um assunto muitas vezes subestimado. Até existem pessoas que acham que as idas ao dentista durante a gravidez podem ser arriscadas, especialmente quando se trata de procedimentos específicos e do uso de anestesia odontológica.

No entanto, consultar o dentista e aumentar os cuidados com a saúde bucal durante a gravidez é absolutamente essencial.

Quando se fala em melhorar o cuidado com os dentes, se fala em atendimento odontológico, que pode indicar a necessidade de uma anestesia local para algum tratamento. Entretanto, é preciso ter cautela e respeitar alguns limites.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Grávida pode tomar anestesia no dentista?

Sim, gestantes podem tomar anestesia odontológica normalmente, desde que essa não contenha substâncias vasoconstritoras.

É o que explica Alberto D'Áuria, médico ginecologista e obstetra da Maternidade Pro Matre Paulista: "a substância vasoconstritora provoca a contração e espasmo dos vasos e das artérias. Se aplicada na anestesia durante a gravidez pode ir para a placenta e causar vasoconstrição no órgão, reduzindo o fluxo de sangue e podendo colocar a vida do bebê em risco, dependendo da idade gestacional".

Assim, se essa substância cair na circulação da gestante, pode promover a constrição dos vasos, comprometendo a nutrição fetal através da placenta ou causando uma crise hipertensiva. A grávida que já tiver com a pressão acima dos níveis normais, pode até ter um quadro mais grave com relação ao aparelho circulatório.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Então uma anestesia que não tenha substância vasoconstritora não irá fazer mal para a gestante e nem para o feto.

"Hoje já existem anestesias que são feitas exatamente para gestantes e para pessoas com quadros de hipertensão, por exemplo", esclarece Alberto D'Áuria.

Entenda quando a grávida pode fazer tratamento nos dentes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pré-natal odontológico

Para obstetras e odontólogos, a boca da gestante é um alvo de muita atenção e cuidados. Isso porque, ao engravidar, a mulher recebe uma grande produção de hormônios, principalmente a progesterona, que causa retenção de líquidos e inchaços nos compartimentos do corpo, entre eles, a gengiva.

Com a gengiva inchada, a grávida tem maior tendência ao acúmulo de resíduo alimentar entre os dentes e a gengivite, chamada nesta fase de gengivite gravídica.

Somado a este fator, existe a alteração do pH bucal da grávida, o que também provoca algumas agressões aos próprios dentes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dor de dente na gravidez

O obstetra Alberto D'Áuria ainda atenta as grávidas sobre dor de dente na gravidez. Ela pode significar focos de infecção por bactérias, que ficam alojadas nas cáries e em dentes já comprometidos. Ao caírem na circulação, os micro-organismos podem levar a problemas mais graves.

Entre os problemas que uma infecção nos dentes pode causar está a endocardite, que acontece quando bactérias que entram na corrente sanguínea atingem o coração. Também é possível que a infecção atinja outros órgãos, prejudicando, consequentemente, a saúde do bebê.

Cuidados na gravidez

Gravidez, cuidado pré-natal e saúde bucal

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Gravidez aumenta a propensão às cáries e deixa as gengivas mais sensíveis

Dentes sensíveis durante a gravidez: o que esperar e como conviver