PUBLICIDADE

Ajuste o visual para correr com segurança

Carregar garrafa de água na mão ou usar boné de aba larga são só algumas ameaças

Mais do que deixar os atletas estilosos, as roupas e os acessórios desenvolvidos para cada esporte melhoram o rendimento físico e evitam lesões. O tênis certo protege seus joelhos contra uma distensão, por exemplo, enquanto um simples boné usado de modo incorreto pode provocar horas de dores na coluna. Para acertar o passo na hora da corrida, cheque o certo e o errado no uso de tens, camiseta, boné e outros itens a seguir.

Escolha o melhor tecido

Tecidos sintéticos - Foto: Getty Images
Tecidos sintéticos - Foto: Getty Images

1. Camiseta de algodão

O personal trainer Carlos Klein, da equipe Movimente-se, diz que a camiseta básica de algodão não chega a ser uma inimiga da corrida, mas não é a mais indicada. "O tecido ideal é aquele que ajuda o corpo a trocar calor com o ambiente. O algodão puro é muito pesado, prende o suor e, por isso, fica encharcado facilmente", explica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Camiseta de tecido tecnológico

Os tecidos tecnológicos, feitos com fibras sintéticas, são mais leves e permitem um exercício livre de incômodos com o suor. A transpiração passa para fora do tecido rapidamente, mantendo o corpo seco. Prefira usar essas roupas, entretanto, apenas durante a prática dos exercícios. Alguns profissionais da saúde alertam que esses tecidos podem apresentar benzeno, substância alérgica para pessoas de pele mais sensível.

É melhor com ou sem camisa?

Sem camisa, mas com proteção do sol - Foto: Getty Images
Sem camisa, mas com proteção do sol - Foto: Getty Images

1. Correr sem camisa ou só de top, mas sem aquecimento

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Correr sem camisa é perigoso no sol, porque expõe demais a pele. E, quando o clima está ameno, o problema é perder calor e acabar com gripe. Mas, se você quer arriscar, lembre-se de espalhar protetor solar nas costas, nos ombros e na barriga, além de aquecer bem o corpo antes de tirar a camiseta.

2. Correr sem camisa ou só de top, com conforto térmico

Aquecendo bem o corpo antes de tirar a camiseta, as chances de ter resistência térmica e não ganhar uma gripe aumentam. A regatinha usada pelos atletas profissionais não esquenta o corpo, mas, antes de vesti-la, eles se aquecem com uma blusa de manga longa ou camiseta. E lembre-se: protetor solar sempre, mesmo nos dias nublados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Cuidados com o boné

Boné que não impede a visão - Foto: Getty Images
Boné que não impede a visão - Foto: Getty Images

1. Boné com aba muito baixa

O boné que atrapalha a visão acaba obrigando você a correr com a coluna flexionada para conseguir olhar para frente. Isso pode provocar uma sobrecarga nas vértebras e causar dores. O personal trainer Marcus Toledo, do SPA Sorocaba (SP), conta que bonés com tecidos muito quentes ou tocas de lã também impedem a transpiração na cabeça e podem esquentar muito a cabeça. "Se esse acessório for muito apertado, pode ainda provocar dores de cabeça", afirma. E não use bonés com a aba virada para trás ? o objetivo principal do acessório é proteger o rosto contra o sol, e não ser um acessório estético.

2. Boné de tecidos leves

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além de permitir boa visão quando a aba tem o ajuste adequado, o boné precisa ser de um tecido que favoreça a transpiração, como o sintético Dry Fit. "Modelos em rede ou uma viseira são as melhores opções. E use filtro solar na cabeça, se necessário", aconselha Carlos.

Tipo certo de meia

Tênis com meia - Foto: Getty Images
Tênis com meia - Foto: Getty Images

1. Meia comprida até o joelho

O uso de meião estilo futebol não é adequado para a corrida, porque esquenta demais as pernas e dificulta a transpiração - os jogadores usam o modelo em campo para prender as caneleiras. Já as meias de compressão ajudam a circulação do sangue nas pernas e, segundo o personal trainer Carlos Klein, são usadas por alguns atletas. Mas fale antes com o médico, para checar se você tem algum problema vascular que pode ser amenizado com as meias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Meia soquete ou curta

A meia ideal tem que deixar o pé confortável e evitar que ele sue demais ou fique esbarrando direto no tênis, o que provoca calos ou bolhas.

Correr sem meias pode?

Tênis - Foto: Getty Images
Tênis - Foto: Getty Images

1. Tênis sem meia

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Existem tênis especialmente feitos para o uso sem meia. Com exceção desses casos, a meia é fundamental para estabilizar os pés no tênis e evitar o aparecimento de bolhas.

2. Tênis com meia

Correr com meia, além de ajudar na prevenção do chulé, impede que o pé derrape dentro do tênis e protege as unhas contra o atrito na ponta do calçado. Se o pé escorrega demais no tênis, você pode compensar o desconforto forçando as articulações e se lesionar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como levar a água?

Suporte de água - Foto: Getty Images
Suporte de água - Foto: Getty Images

1. Correr com objetos na mão

Correr com o aparelho de música, celular ou a garrafa de água atrapalha o movimento dos braços. "Na corrida, os braços têm que fazer o movimento contrário da passada, para que o tronco faça uma pequena rotação. Objetos na mão podem atrapalhar essa mecânica", explica o personal trainer Carlos. Sem mexer os braços, você se cansa mais facilmente, além de correr mais devagar.

2. Objetos fixos no corpo e sem peso relevante

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O peso da garrafinha de água também pode prejudicar a postura ou pender o corpo mais para um lado. Em último caso, procure alternar a mão que segura a garrafinha ou dê um jeito de prendê-la ao corpo - nunca cheia demais, para não pesar e causar incômodo. "Há um suporte em forma de cinto que deixa a garrafa atrás do corpo, sem incomodar", conta Marcus Toledo. Só não dispense o hábito de beber água, que é essencial para hidratação.

Vale correr descalço?

Correr descalço - Foto: Getty Images
Correr descalço - Foto: Getty Images

1. Correr descalço ou de tênis inadequado

Correr descalço em qualquer tipo de piso ou sem ter treinado para isso pode provocar lesões."A fratura por estresse nos ossos do pé e a tendinite nos músculos do tornozelo são os maiores riscos", afirma o personal Carlos. Correr com calçados que não aguentam o impacto da pisada na corrida também aumenta os riscos de lesão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Correr descalço com preparação

Correr descalço pode trazer benefícios ao joelho, ao quadril e até à coluna, que são fortalecidos. Mas é preciso ter a musculatura do pé e do tornozelo preparada para isso. Por isso, vale começar a pensar, com o apoio de um professor de Educação Física, na adaptação do uso de tênis mais baixos, com sola maleável que permita a movimentação dos pés como se estivessem descalços.