PUBLICIDADE

A forma como você anda diz muito sobre sua saúde

Pesquisas mostram expectativa de vida mais baixa para quem anda devagar; veja como calcular sua velocidade

Andar é a atividade física aeróbica mais comum de todas, pois as exercemos para nos locomovermos de um lugar para outro. A caminhada tem diversos benefícios, como emagrecer, evitar doenças cardíacas e diabetes, fortalecer ossos e músculos, melhorar o equilíbrio e o humor. Porém, estudos mostram que a forma como você anda também pode dizer muito sobre sua saúde.

Expectativa de vida

Sexo Ritmo Expectativa de vida
Mulher Lento 72 a 85 anos
Mulher Rápido até 88 anos
Homem Lento 65 a 81 anos
Homem Rápido 85 a 87 anos

Uma pesquisa publicada na Mayo Clinic Proceedings comparou dados de cerca de 475 mil pessoas ao longo de sete anos. Foram analisados ritmo de caminhada, IMC, circunferência da cintura e percentual de gordura corporal.

O ritmo da caminhada (dividido entre lento, médio e rápido) foi o aspecto mais alinhado à previsão de expectativa de vida dos indivíduos. O ritmo lento foi associado a uma expectativa mais curta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O estudo concluiu que uma mulher que anda lentamente pode viver entre 72 e 85 anos; enquanto uma mulher que caminha rápido pode viver até 88 anos. Entre o sexo masculino, os homens que têm passos mais lentos vivem entre 65 e 81 anos; já os caminhantes mais velozes, entre 85 e 81 anos.

Saúde do coração

Além de aumentar a expectativa de vida, o ritmo da sua caminhada pode ser um alerta sobre a saúde do seu coração. Publicado no British Journal of Sports Medicine, um estudo verificou que caminhantes em ritmo médio (cerca de 1,6 km em 20 minutos) tem 20% menos chances de mortalidade do que caminhantes lentos. Os pesquisadores associam a velocidade da caminhada à saúde cardiovascular.

Ser capaz de andar em um ritmo mais rápido indica que seu corpo está funcionando corretamente. Afinal, para manter uma velocidade mais alta, é preciso que a musculatura do seu corpo esteja fortificada, além de ter um melhor equilíbrio e resistência. Tudo isso indica uma melhor saúde cardiovascular, prevenindo riscos de infartos - que podem levar à morte.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Essa associação também foi analisada por uma pesquisa divulgada no European Heart Journal. Cientistas descobriram que caminhantes lentos eram duas vezes mais propensos a morrer de doenças cardíacas em comparação a quem anda rápido.

Caminhar rápido significa menos idas ao hospital

Se você odeia ir ao hospital, é melhor ficar atento aos seus passos. Outro estudo, desta vez publicado no jornal Blood, avaliou 450 pacientes com câncer no sangue.

A conclusão foi de que cada um metro reduzido por segundo na velocidade da caminhada significava uma maior taxa de mortalidade. Ainda, andar em ritmo mais lento também aumenta a possibilidade do paciente retornar ao hospital devido a recaídas e novas internações.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Cálculo de velocidade da caminhada

Se você chegou até aqui, provavelmente quer saber a velocidade dos seus passos. Então, faça o seguinte exercício, de acordo com cientistas:

As pesquisas apontam que pessoas com menos de 60 anos podem ser consideradas saudáveis se dão mais que 100 passos por minuto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Atenção!

Há cientistas que apontam que o cálculo pode ser falho em alguns casos, como a pacientes com câncer. Isso porque a velocidade de caminhada muda em quem sofre desta condição, pois estão perdendo a função a saúde no geral. Assim, mesmo que sejam caminhantes rápidos, a saúde ainda estará debilitada.

Alguns apontam também que ter uma velocidade de caminhada lenta não significa estritamente que você está fora de forma; mas, sim, que é uma boa ideia avaliar seu ritmo para que você possa se motivar a praticar mais exercícios.