Saúde
Saúde

  • Saúde geral
  • Exames
  • Contracepção
  • Emagrecer
  • Imunidade
  • Plantas medicinais
  • Sono
  • Vacinas

  • doenças
  • Condições & Sintomas
  • Medicamentos & Tratamentos
Alimentação
Alimentação

  • Alimentação geral
  • Bebidas
  • Nutrientes
  • Plano alimentar
  • Suplemento

  • receitas
  • ingredientes
Beleza
Beleza

  • Beleza geral
  • Cabelo
  • Corpo
  • Maquiagem
  • Pele
  • Procedimento
  • Rosto
  • Unhas
Fitness
Fitness

  • Fitness geral
  • Esporte
  • Exercício
Família
Família

  • Família geral
  • Bebês
  • Gravidez
  • Amamentação
  • Crianças
  • Alimentação infantil
  • Fertilidade
  • Maternidade
Bem-Estar
Bem-Estar

  • Bem-estar geral
  • Comportamento
  • Cuidados com a casa
  • Relacionamento
  • Sexo
  • Vícios

Canais especiais
  • Saúde no Inverno
  • Especial Probióticos
  • Pele e suas condições
  • Especial Hiperpigmentação
  • Agosto Dourado
  • Especial Doação de Sangue
  • Especial Coronavírus
  • Especialistas
  • Quem somos
  • Políticas
  • Trabalhe conosco
  • Anuncie aqui
  • Fale conosco
  • Termos de Uso
  • Aviso Legal
  • Uso de Dados
  • Resposta do especialista

    A episiotomia é sempre uma violência obstétrica?

    Especialista consultado Dra. Hemmerson Henrique Magioni Ginecologia e Obstetrícia CRM 34455/MG

    Respondido em 29 de maio de 2019

    A episiotomia é uma intervenção médico-cirúrgica. O princípio da autonomia do paciente diz que nenhum paciente deve ser submetido a um procedimento cirúrgico sem o seu consentimento – seja esse consentimento prévio ou no momento em que ele se faz necessário.  A questão é que no Brasil esse procedimento passou a ser utilizado de forma rotineira, sem uma avaliação da sua real necessidade. Era uma prática aprendida nas escolas e nos livros de medicina. 
    Na última década, vem se estudando muito esse tema, pois a episiotomia se tornou uma das intervenções cirúrgicas mais realizadas no mundo. Esse procedimento realizado de forma padronizada em todas as mulheres chamou a atenção de muitos pesquisadores que hoje se dedicam a estudar o real benefício dessa prática. 
    A cada ano, os estudos científicos mostram que a episiotomia deve ser feita de maneira seletiva, ou seja, é recomendável apenas a um pequeno grupo de mulheres com necessidades específicas. 
    Seu uso rotineiro, caracterizado como uma prática não cientificamente comprovada, tem gerado interpretações no sentido de entendê-la como uma violência. Na verdade, um procedimento cirúrgico sendo realizado de forma rotineira e cientificamente desnecessária deveria ser caracterizado como má prática médica. E, se além disso, esse procedimento for realizado de forma desrespeitosa ou abusiva, podemos então classificá-lo com um ato de violência.

     

    Respostas relacionadas ao mesmo tema
    1 Pessoa perguntou

    Quais os sintomas e motivos para uma depressão pós-parto?

    Tudo isto varia muito de pessoa para pessoa, podendo ir desde falta de interesse no bebê, até depressão clínica real. O que é importante é que as vezes é difícil para a própria mãe perceber que algo está se passando, principalmente se for o primeiro...

    [ Continuar lendo ]
    1 Pessoa perguntou

    Minha mulher toma anticoncepcional de 21 pilular com intervalo de sete dias, mas na data esperada não desceu, so apontou é gravidez?

    As pílulas anticoncepcionais que são tomadas com intervalo (de 4, 6 ou 7 dias) costumam levar a um sangramento tipo menstruação após o final da cartela. Quando isso não acontece, pode ser gravidez ou não. O ideal é fazer um teste de urina (daqueles c...

    [ Continuar lendo ]
    1 Pessoa perguntou

    Impedir que a mulher se expresse (grite, por exemplo) ou repreendê-la por isso é violência obstétrica?

    Impedir uma mulher de se expressar na hora do parto com sons, gemidos e até gritos é, sim, uma ação desrespeitosa. Mais uma vez a gênese da questão nasce no entendimento científico. Durante as últimas décadas, as mulheres eram orientadas a não gritar...

    [ Continuar lendo ]
    Publicidade

    Veja também

    Publicidade
    Publicidade