Saúde
Saúde

  • Saúde geral
  • Exames
  • Contracepção
  • Emagrecer
  • Imunidade
  • Plantas medicinais
  • Sono
  • Vacinas

  • doenças
  • Condições & Sintomas
  • Medicamentos & Tratamentos
Alimentação
Alimentação

  • Alimentação geral
  • Bebidas
  • Nutrientes
  • Plano alimentar
  • Suplemento

  • receitas
  • ingredientes
Beleza
Beleza

  • Beleza geral
  • Cabelo
  • Corpo
  • Maquiagem
  • Pele
  • Procedimento
  • Rosto
  • Unhas
Fitness
Fitness

  • Fitness geral
  • Esporte
  • Exercício
Família
Família

  • Família geral
  • Bebês
  • Gravidez
  • Amamentação
  • Crianças
  • Alimentação infantil
  • Fertilidade
  • Maternidade
Bem-Estar
Bem-Estar

  • Bem-estar geral
  • Comportamento
  • Cuidados com a casa
  • Relacionamento
  • Sexo
  • Vícios

Canais especiais
Canais especiais

  • Sinais Raros
  • Especial Queda e Afinamento Capilar
  • Especial Coronavírus
  • Especial Doação de Sangue
  • Especialistas
  • Quem somos
  • Políticas
  • Trabalhe conosco
  • Anuncie aqui
  • Fale conosco
  • Termos de Uso
  • Aviso Legal
  • Uso de Dados
  • Resposta do especialista

    Pessoas com hipertireoidismo podem perder peso como?

    Especialista consultado Dra. Roberta Stella Nutrição CRN 9788/SP

    Respondido em 5 de junho de 2014

    Sim, com a reposição hormonal, o metabolismo volta ao normal e a dificuldade inicial de eliminar peso devido ao hipotireoidismo não é observada. O metabolismo lento, ou hipotireoidismo, não é responsável pelo elevado ganho de peso. O ganho de peso observado em pessoas que possuem essa doença estará entre três a cinco quilos e, normalmente, não há aumento de gordura corporal, mas sim retenção hídrica (acúmulo de líquidos no organismo). Por isso, um aumento visível no peso dificilmente será causado pelo hipotireoidismo. A presença do hipotireoidismo, normalmente, não explica um ganho maior de 10 quilos ou ganho de 5% a 10% do peso corporal anterior do desenvolvimento da doença. O ganho excessivo de peso em pessoas que apresentam metabolismo lento está associado a diversos motivos, sendo o principal fator os hábitos alimentares não saudáveis, como escolhas inadequadas e quantidades excessivas de alimentos. Com o metabolismo desacelerado pelo hipotireoidismo, fica mais fácil ver os efeitos que uma má alimentação traz a nosso corpo. O que acontece na verdade é que a pessoa já possuía maus hábitos alimentares, mas só há um ganho de peso sensível quando a pessoa desenvolve a doença. Após o tratamento do hipotireoidismo, que é feito na maioria das vezes a partir de remédios que controlam os hormônios, o peso deve voltar ao normal, pois o inchaço não será mais observado. Se o peso não voltar ao anterior, provavelmente, ele é decorrente do excesso alimentar e da falta de hábitos saudáveis. É importante adotar uma alimentação variada e equilibrada, visando a adoção de um hábito alimentar saudável e que levará ao peso adequado.

    Respostas relacionadas ao mesmo tema
    Paloma perguntou

    Queria orientação sobre um anticoncepcional que não engorde, evite espinha, não provoque trombose?

    Para quem já tem problemas circulatórios, uso de hormônio não é aconselhado. Mas o anticoncepcional não é um vilão. O hormônio deve ser utilizado com orientação de um ginecologista e a mulher, que precisa fazer uso, deve tomar a dosagem de acordo com...

    [ Continuar lendo ]
    1 Pessoa perguntou

    Posso combinar o suco da aloe vera (babosa) em jejum ja que uso lazomprazol de 30mg todos os dias tambem em jejum??

    Use em tempos diferentes porque é melhoe.Mesmo produtos chamados naturais podem interferir com medicamentos.

    1 Pessoa perguntou

    Venho fazendo uso do suco da babosa para tratamento do refluxo, mais algumas semanas venho tendo dores de cabeça! Pode ser a Babosa?

    É difícil afirmar que a Babosa cause as dores de cabeça, mas recomendo que suspenda a ingestão do suco e verifique se melhora a dor.

    Publicidade

    Veja também

    Publicidade
    Publicidade

    Matérias relacionadas

    Enfermeira aplicando vacina em mulher idosa

    Vacina da gripe pode reduzir em 34% riscos cardiovasculares

    Foto ampliada de mulher tirando calcinha cor de rosa

    EUA aprovam calcinha protetora para sexo oral

    Mulher idosa loira vestindo camisa rosa e calça branca no chão apoiada em sua bengala. Seu óculos está no chão.

    Fratura de fêmur: por que a lesão pode ser grave em idosos?

    Mulher sentada em frente à uma janela, segurando uma caneca

    COVID longa: 50% dos pesquisados tiveram sequelas duradouras

    Enfermeira aplicando vacina em braço de gestante

    Entenda quais vacinas grávidas devem e quais não devem tomar

    Imagem de útero com fundo rosa e ferramentas

    Teste de Schiller positivo ou negativo: o que significa?

    Mais conteúdos