PUBLICIDADE

Fenergan Expectorante Pediátrico (xarope)

Princípios ativos: cloridrato de prometazina, sulfoguaiacol

ESTE TEXTO FOI EXTRAÍDO MANUALMENTE. CONSULTE SEMPRE A BULA ORIGINAL

Reações adversas de Fenergan Expectorante Pediátrico

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento) 

Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)

 Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

 Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

 Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

 As reações adversas são originadas das propriedades farmacológicas da prometazina e podem, ou não, estar relacionadas com a dose administrada.

Algumas reações indesejadas foram observadas com o uso de FENERGAN EXPECTORANTE Pediátrico, tais como: sedação ou sonolência, mais acentuada no início do tratamento; secura da boca e de outras mucosas, constipação, alterações da acomodação visual, midríase (dilatação da pupila), palpitações, risco de retenção urinária; bradicardia (diminuição ou aumento na frequência do coração); taquicardia (aumento na frequência do coração; aumento ou diminuição da pressão arterial (mais comum com prometazina injetável), hipotensão ortostática (queda súbita de pressão sanguínea se está em pé); alterações do equilíbrio, vertigens, diminuição de memória ou da concentração; sintomas extrapiramidais, falta de coordenação motora, tremores (mais frequentemente no indivíduo idoso). Raramente foram descritos casos de discinesia tardia (movimentos repetitivos involuntários) após administração prolongada de certos anti-histamínicos; tontura. Confusão mental e alucinações. Mais raramente: agitação, nervosismo, insônia. Raramente náuseas e vômitos.

Também podem ocorrer: Eritema (pele avermelhada), eczema (lesões na pele), púrpura (extravasamento de sangue para fora dos capilares da pele ou mucosa formando manchas roxas) ; edema (inchaço), mais raramente edema de Quincke (caracterizado por inchaços na face, pescoço, mãos, pés, lábios, olhos); choque anafilático (reação alérgica grave); fotossensibilização (sensibilidade à luz). Foram relatados casos muito raros de reações alérgicas, incluindo urticária (erupção na pele, geralmente de origem alérgica, que causa coceira), erupções cutâneas, prurido (coceira) e anafilaxia (reação de hipersensibilidade, conhecida popularmente como alérgica); leucopenia (redução dos glóbulos brancos no sangue), neutropenia (diminuição do número de neutrófilos no sangue), e excepcionalmente agranulocitose (diminuição acentuada na contagem de células brancas do sangue); trombocitopenia (diminuição no número de plaquetas sanguíneas); anemia hemolítica (diminuição do número de glóbulos vermelhos do sangue em decorrência da destruição prematura dos mesmos)

Frequência desconhecida: Síndrome Neuroléptica Maligna

Informe ao seu médico ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.

Mais de: Fenergan Expectorante Pediátrico