PUBLICIDADE

Suplemento de cálcio pode dobrar risco de morte cardíaca em mulheres

Estudo diz que ingerir mais de 1.400mg do nutriente pode aumentar as chances

Pesquisadores da Universidade de Uppsala, na Suécia, descobriram que mulheres que tomam suplementos alimentares de cálcio em excesso têm mais chances de morrer em decorrência de doenças cardiovasculares. As novas descobertas vêm na esteira de outro estudo recente, no qual encontraram um risco aumentado de morte relacionado à ingestão de cálcio entre os homens, mas não haviam encontrado essa relação em mulheres. O novo relatório foi publicado dia 12 de fevereiro edição online do British Medical Journal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para chegar aos resultados, os pesquisadores analisaram dados de mais de 61 mil mulheres inscritas em um estudo sobre mamografias. Durante aproximadamente 19 anos de acompanhamento, aproximadamente 12 mil mulheres morreram - quase quatro mil por doenças cardiovasculares, 1.900 por doença cardíaca e 1.100 por AVC.

Os autores do estudo concluíram que as mulheres que tomavam mais de 1.400 miligramas de cálcio por dia tinham duas vezes mais chances de morrer do que as mulheres que ingeriram de 600 a 999 miligramas por dia ou não tomaram suplemento algum. Por outro lado, as mulheres que tomaram menos de 600 miligramas de cálcio por dia também tinham um risco aumentado de morte, se comparadas com aquelas que ingeriram quantidades dentro do estipulado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com os autores, o estudo mostra apenas uma relação entre os suplementos de cálcio e o risco de morte cardiovascular, porém não estabelece uma relação de causa e efeito. Os pesquisadores afirmam que é preciso se preocupar com o aumento da ingestão de cálcio não daqueles que estão recebendo o suficiente por meio da dieta, mas sim em pessoas com uma baixa ingestão do mineral. Eles também dizem que não há um único estudo que demonstre qualquer perigo ao corpo se o cálcio for conseguido a partir da dieta.

Evite sete erros ao tomar suplementos alimentares

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo dados de pesquisas feitas pelo IBGE, 98% da população brasileira não ingere a quantidade ideal de vitaminas por dia. Por esse motivo, suplementos alimentares fazem parte da nova pirâmide alimentar chamada Healthy Eating Pyramid, desenvolvida recentemente por cientistas da Universidade de Harvard (EUA). Mas, na hora de incluir os suplementos na dieta, é preciso tomar alguns cuidados para evitar problemas. Conversamos com especialistas e listamos os maiores erros na hora de ingerir suplementos alimentares:

Consumi-los sem aconselhamento médico

Equipe de saúde - foto: Gettty Images
Equipe de saúde - foto: Gettty Images

"Os suplementos são importantes, pois evitam a deficiência e o excesso de nutrientes. Mas é sempre bom lembrar que a quantidade e a variedade de suplementos alimentares devem ser indicadas por um profissional e somente em casos específicos", explica o nutrólogo Máximo Asinelli, da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição.

Não há estudos conclusivos sobre os efeitos colaterais da suplementação alimentar, mas há indícios de pessoas que fazem uso excessivo e que podem apresentar náuseas, tremores, aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial. Por isso, é importante que o consumo de suplementos seja feito sob a orientação de especialistas em esporte e nutrição.

Achar que apenas quem tem doenças precisa tomá-los

Mal estar - foto: Getty Images
Mal estar - foto: Getty Images

"Até uma pessoa livre de doenças e que pratica exercícios físicos, tem uma alimentação balanceada, não bebe e não fuma pode precisar de suplementação", diz o nutrólogo Wilson Rondó. De acordo com o especialista, cada pessoa possui um metabolismo diferente e, por isso, absorve de maneira específica cada tipo de nutriente.

"Além disso, muitos alimentos, que antes eram fontes de nutrientes, passam por tantos processos químicos que o seu consumo não consegue dar conta das necessidades diárias do organismo", completa o especialista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tomar mais do que o necessário

Remédio - foto: Getty Images
Remédio - foto: Getty Images

"Somente um profissional da área da saúde sabe quais são as doses de suplemento que uma pessoa deve tomar ou se elas são realmente necessárias. Proteínas, carboidratos e até vitaminas, se forem consumidos em doses muito grandes, podem causar efeitos prejudiciais ao organismo", diz o nutrólogo Roberto Navarro.

Não ler o rótulo do produto

Farmácia - foto: Getty Images
Farmácia - foto: Getty Images

Assim como em qualquer outro alimento industrializado, ler o rótulo dos suplementos alimentares que serão consumidos é muito importante. Essa pequena medida pode te proteger de uma série de problemas graves.

Um estudo feito pelo Intermountain Medical Center Heart Institute de Salt Lake City, nos Estados Unidos, mostrou que misturar alguns tipos de suplementos - principalmente aqueles que contêm substâncias como glucosamina/condroitina, óleo de peixe e coenzima Q10 - com o remédio anticoagulante Varfarina - medicamento usado para prevenir a formação de coágulos e evitar um derrame cerebral - pode reduzir o efeito desta medicação. "Esse tipo de informação normalmente está no rótulo do produto. É por isso que é tão importante ler a embalagem antes de comprar suplementos alimentares", alerta a nutricionista Roberta Stella, do Dieta e Saúde.

Consumir suplementos antes do treino para melhorar o desempenho

Corrida - foto: Getty Images
Corrida - foto: Getty Images

É muito comum pessoas utilizarem suplemento logo antes do treino, acreditando que ele irá rapidamente aumentar o desempenho do corpo. Segundo os especialistas, isso é um erro, já que a suplementação causa efeitos a longo prazo, e não imediato.

Usá-los como remédios

Suplemento como remédio  - foto: Getty Images
Suplemento como remédio - foto: Getty Images

Se feito com a orientação de um profissional, o consumo de suplementos alimentares fornece a quantidade adequada de nutrientes e substâncias que o organismo necessita para funcionar bem. "Com a quantidade certa de alguns nutrientes, como o zinco e a vitamina C, o corpo fica mais protegido de doenças infecciosas. Por isso, suplementos vitamínicos e minerais, muitas vezes, realmente deixam o corpo mais protegido contra doenças", explica a nutricionista Roberta Stella.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, eles não devem ser usados para combater doenças já instaladas no corpo, já que não possuem efeito alopático, ou seja, não produzem uma reação oposta aos sintomas dos doentes.

Usá-los para perder peso

Remédio para emagrecer - foto: Getty Images
Remédio para emagrecer - foto: Getty Images

Usar suplementos alimentares para tentar manter o peso ideal é cada vez mais comum. No entanto, fazer isso pode, na verdade, causar um aumento de peso, já que alguns suplementos contem uma grande quantidade de calorias. "Suplementos de carboidratos e proteínas apresentam calorias e, por isso, a utilização deles deve ser controlada para que a alimentação fique balanceada e não haja aumento de peso", alerta a nutricionista Roberta Stella.

O Institute for Nutrition and Psychology da University of Göttingen Medical School, na Alemanha, afirma que existem diversos tipos de suplementos emagrecedores, que prometem perda de peso. Porém, poucos desses suplementos foram submetidos a testes clínicos para determinar se eles realmente têm algum benefício e, por isso, os usuários não devem esperar grandes resultados.