PUBLICIDADE

Apenas 5% das pessoas lavam as mãos corretamente, diz estudo

São necessários de 15 a 20 segundos de lavagem vigorosa para eliminar os germes

Lavar as mãos é o método mais simples e efetivo de reduzir a transmissão de doenças infecciosas. Quando esta higienização não é feita de maneira adequada, ela contribui para o surgimento de cerca de 50% das doenças transmitidas pela alimentação. As conclusões de um estudo realizado pela Michigan State University, nos Estados Unidos, traz números alarmantes sobre o que deveria ser uma preocupação de todos: apenas 5% das pessoas lavam as mãos corretamente. A pesquisa foi publicada pelo periódico Journal of Enviromental Health e divulgada em 10 de junho pela imprensa internacional.

O estudo foi baseado na observação do comportamento de 3.749 pessoas em banheiros públicos. Destes, 33% não usaram sabonete, 10% sequer lavaram as mãos e apenas 5% lavaram as mãos por tempo suficiente para eliminar todos os germes causadores de doenças. Em média, as pessoas lavaram suas mãos por apenas seis segundos. São necessários de 15 a 20 segundos de lavagem vigorosa das mãos com água e sabão para eliminar os germes.

Os homens se saíram pior que as mulheres ao lavar as mãos:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

- 50% dos homens não lavaram as mãos, entre as mulheres este número foi de 7%;

- Apenas 50% dos homens que lavaram as mãos usaram sabonete, o número foi de 78% para as mulheres.

Outros resultados incluem:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

- O número de pessoas que lavaram as mãos foi menor em situações em que a pia estava suja;

- A lavagem das mãos foi mais prevalente pela manhã, o que sugere, segundo os pesquisadores, que pessoas que saíram à noite estavam mais relaxadas e a lavagem das mãos deixou de ter importância;

- As pessoas estavam mais propensas a lavar as mãos se houvesse um sinal de encorajamento presente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Cuidados ao lavar as mãos

O hábito é tão simples, que muita gente nem dá atenção. Mas quem erra ou sequer lembra de lavar as mãos acaba suscetível a uma série de doenças, como diarreia e furúnculos. "Lavar as mãos é tão importante quanto se alimentar", afirma a infectologista Thaís Guimarães, coordenadora de divulgação da Sociedade Brasileira de Infectologia. O cuidado protege seu corpo contra uma série de bactérias, desde aquelas que buscam abrigo na camada de gordura que se forma sobre a pele até as outras que vêm parar em você por acidente como no contato com alguém doente. Quer proteger sua saúde? Então confira qual é a maneira correta de higienizar as mãos a seguir.

A hora certa

Lavagem das mãos - foto: Getty Images
Lavagem das mãos - foto: Getty Images

Há três situações em que você jamais pode deixar de lavar as mãos: após ir ao banheiro, antes e depois de comer e após assoar o nariz. "Isso livra seu corpo dos coliformes fecais, que podem causar diarréia e dos microorganismos que saem com a limpeza do nariz", afirma a infectologista. Antes das refeições, é importante lavar as mãos para que as bactérias não sejam levas à boca. Já ao término, o hábito evita que os germes formem morada na sua pele.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sabonete líquido por precaução

Sabonete líquido - foto: Getty Images
Sabonete líquido - foto: Getty Images

O sabonete em barra, ao formar rachaduras, pode abrigar muitas bactérias. A própria água da saboneteira, somada aos restos que se dissolveram, também é criadouro para os microorganismos. Por isso, prefira a versão líquida (a não ser que você esteja em casa e tenha uma barra de uso exclusivo).

Dispense a toalha de pano

Banheiro - foto: Getty Images
Banheiro - foto: Getty Images

Lavar bem as mãos e enxugá-las num tecido que já foi usado dezenas de vezes, por pessoas diferentes, é pior do que ficar sem se lavar. A toalha de pano, mantida úmida e num ambiente sem sol, é abrigo certo par os microorganismos. Tenha sua própria toalha ou só use papel descartável para enxugar suas mãos.

O melhor sabonete é aquele que faz espuma

Sabonete - foto: Getty Images
Sabonete - foto: Getty Images

A não ser que você esteja pensando em hidratação e outros benefícios, além da limpeza, pode usar qualquer sabonete que faça espuma para lavar as mãos, sem medo de errar. A higiene, como explica a médica da SBI, é resultado da sua ação de esfregar as palmas, o dorso e a região entre os dedos. Com a ajuda da espuma, o sabão retira a camada de oleosidade superficial da pele, onde se acumulam as bactérias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Raspe embaixo das unhas

Lavagem das mãos - foto: Getty Images
Lavagem das mãos - foto: Getty Images

A área precisa de atenção. Mas não porque concentra bactérias especiais, mais nocivas. O problema está na quantidade de microorganismos que fazem morada nesses cantinhos: o número é muito maior em relação àqueles que vivem sobre a pele.

Gel de limpeza na emergência

Gel de limpeza - foto: Getty Images
Gel de limpeza - foto: Getty Images

Da mesma forma que a água e o sabão, o álcool gel deixa suas mãos limpinhas (sem a necessidade de secá-las, porque o álcool evapora). O único desconforto é que, após dois ou três usos, as mãos começam a ficar pegajosas, por isso só conte com o produto em casos de emergência.

Enxágue bem

Lavagem das mãos - foto: Getty Images
Lavagem das mãos - foto: Getty Images

Por melhor que seja o sabonete da sua casa, o papel dele é somente fazer espuma e retirar a camada superficial de oleosidade - onde pode haver bactérias. Deixar um restinho do produto nas mãos só vai ressecar a pele, não traz nenhum benefício. Por isso, enxágue bem as mãos ao final da lavagem.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)