PUBLICIDADE

1 em cada 3 leitoras do Minha Vida já tiveram problemas no coração

Pesquisa do portal Minha Vida revela como anda o coração das mulheres

Você cuida da saúde do seu coração? Perto do dia da Mulher em 2018 fizemos uma pesquisa para saber como nossas leitoras cuidam desse aspecto de seu organismo. Confira a seguir os resultados:

Como anda o coração das mulheres?

Vida amorosa à parte, de acordo com a pesquisa, 17,8% das nossas leitoras possuem algum problema de saúde no coração atualmente, como hipertensão (pressão alta), infarto e arritmia cardíaca. Outras 18,1% já tiveram alguma condição cardíaca ao longo da vida.

A incidência de problemas no coração é maior com a idade. Apenas 20% das leitoras com menos de 18 anos já apresentaram alguma condição cardíaca. Por outro lado, mais de 60% das entrevistadas com 60 anos ou mais já tiveram problemas no coração.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Esse maior número de condições cardíacas associados à idade podem estar relacionados a diversos fatores que aparecem com o decorrer dos anos. Dentre eles está a menopausa. Ela é um processo natural do organismo feminino e marca o término do climatério, que é a transição entre o período fértil e o não fértil da mulher. Com a menopausa, a mulher passa a ser mais suscetível a problemas cardíacos.

Questão de histórico

Além disso, 84% das leitoras afirmaram que há casos de outras pessoas na família com problemas no coração. O histórico familiar também é determinante para a saúde do coração.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Verificar a incidência de doenças que afetam o coração em outros membros da família pode ajudar a pessoa a manter os bons hábitos desde cedo, se prevenindo contra uma doença que muitas vezes não apresenta qualquer sintoma.

Por isso, se você tem um parente com colesterol alto ou hipertensão, ou então é filho de uma pessoa que sofreu um infarto ou AVC, procure um médico para fazer exames - como ecocardiograma, contagem de colesterol, pressão arterial - e mude seus hábitos, como manter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios, antes que o problema agrave.

SAIBA MAIS: Doença cardíaca: conheça os sintomas e tratamentos para causa

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que afeta a saúde do coração?

Inúmeros fatores podem afetar a saúde de nosso coração, desde a alimentação até o histórico familiar de doenças cardíacas. No entanto, alguns pequenos hábitos do dia a dia que, a primeira vista podem não estar relacionados ao coração, podem contribuir para a saúde no longo prazo.

Dentre eles, a correria do dia a dia afeta diretamente nosso humor, a qualidade de nosso sono e como lidamos com o estresse de maneira geral. E no longo prazo, esses aspectos podem contribuir (ou prevenir) para o desenvolvimento de algumas condições do coração, como pressão alta, arritmias e até infarto.

Por exemplo, para as entrevistadas que consideram o estresse algo que prejudica sua saúde, 38% já apresentaram problemas cardíacos. Enquanto que para aquelas que afirmam que o estresse não é prejudicial, apenas 31% já tiveram alguma condição no coração.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Isso demonstra que a maneira como o estresse nos afeta pode ter um impacto sobre a nossa saúde. Segundo a cardiologista Maria Angela Plácido, quem vive uma rotina estressante libera altos níveis de hormônios que provocam instabilidade no organismo. A adrenalina é um deles."Ela atua aumentando os batimentos cardíacos e a pressão arterial, o que pode culminar em um ataque cardíaco e até levar à morte", explica.

Já o cortisol, outro hormônio liberado durante situações de estresse, pode causar mortes em pessoas que já tenham doenças cardiovasculares, segundo um estudo publicado no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.

Por isso, é importante encontrar um equilíbrio no cotidiano para evitar picos de estresse. E o primeiro passo é identificar o que nos deixa estressados, o que pode ajudar a solucionar os problemas e, assim, minimizar seus efeitos sobre a saúde. Para as nossas leitoras, problemas com dinheiro (51,3%), com relacionamentos (48,3%) e com a família (46,9%) são os principais responsáveis pelo estresse no dia a dia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sono de qualidade

O sono também é fundamental para a saúde do coração no longo prazo. De acordo com a OMS, o ideal é termos cerca de 8 horas de sono para repor as energias e descansar à noite. No entanto, apenas 28,9% das entrevistadas dormem 8 horas ou mais, enquanto que a grande maioria, 71,1% dorme 7 horas ou menos. Além disso, 73,6% afirmam que gostariam de dormir mais, pois acordam cansadas e querendo voltar a dormir.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), Artur Beltrame Ribeiro, quem sofre disfunções do sono apresenta mais variabilidade da pressão e o aumento está ligado à lesão dos órgãos-alvo, como coração, cérebro e rins.

Por fim, longas rotinas de trabalho também podem impactar a saúde cardíaca. A grande maioria das entrevistadas (45,3%) trabalha mais de 8 horas por dia e 78,2% têm afazeres domésticos, como cuidar dos filhos e arrumar a casa, após o expediente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Essa dupla jornada de trabalho pode fazer com que sobre pouco tempo para uma boa noite de sono e para o lazer, duas importantes válvulas de escape para o estresse e que podem trazer benefícios à saúde do coração no longo prazo.

Mas o que fazer para melhorar a saúde do coração?

Mesmo com a correria do dia a dia, é importante encontrar o equilíbrio necessário para que o estresse e a ansiedade não prejudiquem a saúde do coração no longo prazo.

Por isso, reunimos nesta matéria 12 hábitos que podem ajudar a proteger a saúde do coração.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sobre a pesquisa

Os dados são referentes à pesquisa "Saúde Cardíaca das Mulheres", feita pelo Minha Vida em março de 2018 com os leitores do portal. A base de análise é de 686 respostas válidas, composta apenas por mulheres, de todas as idades. Para saber mais, entre em contato pelo e-mail: pesquisa@minhavida.com.br