PUBLICIDADE

Bypass gástrico: como é feito e quem pode fazer a cirurgia

Técnica, que pode ser reversível, reduz o estômago do paciente e desvia a comida diretamente para o intestino

O bypass gástrico é um tipo de cirurgia bariátrica indicado para pacientes com obesidade de grau elevado ou associada a outras doenças. A técnica, que também é conhecida como Gastroplastia em Y de Roux (GYR), é a mais realizada no mundo, correspondendo a 75% dos procedimentos bariátricos.

Nesse método, a capacidade do estômago é reduzida para apenas 10% do volume total, restringindo a quantidade de comida que pode ser ingerida e desviando esses alimentos para a primeira porção do intestino, chamada duodeno, até a porção intermediária do órgão, chamada jejuno.

Como é feito o bypass gástrico?

O termo "bypass" significa desvio e é exatamente isso que é feito. Na cirurgia, o estômago do paciente é parcialmente grampeado, formando um pequeno reservatório gástrico - que diminui a capacidade do órgão de 1,5 litro para cerca de 100 ml.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em seguida, é feito um desvio no intestino delgado, em formato de "Y", que se liga a esse reservatório e configura uma longa alça alimentar, por onde a comida deve passar - o que reduz a absorção dos alimentos dentro do estômago.

Assim, além de reduzir o tamanho do estômago, o bypass consegue proporcionar uma maior perda de peso, porque também provoca alterações hormonais - uma vez que há a redução da grelina, hormônio da fome, produzido na parte do estômago que deixa de funcionar com a diminuição de seu tamanho.

Além da grelina, a cirurgia ainda provoca um aumento na produção de GLP1, hormônio da saciedade, porque a comida chega mais rapidamente ao intestino. Dessa maneira, o apetite do paciente é reduzido praticamente sem diarreia e desnutrição, e doenças associadas à obesidade apresentam rápida melhora.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Indicação do bypass gástrico

Qualquer tipo de cirurgia bariátrica só é indicado quando se constata intratabilidade clínica do paciente por, pelo menos, dois anos. No caso do bypass gástrico, ele é normalmente sugerido para pacientes com:

Tempo de internação e emagrecimento

Em geral, a internação para o procedimento de bypass gástrico costuma levar de dois a três dias. Já a cirurgia dura entre uma 1h e 1h30 e é feita por videolaparoscopia na grande maioria dos casos - o que torna o procedimento mais seguro, preciso e com menores complicações.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Após sua realização, é esperada uma perda de 35% a 45% do peso inicial do paciente no decorrer de aproximadamente um ano ou cerca de 75% a 100% do excesso de peso.

Bypass gástrico pelo SUS

Pessoas que receberam o diagnóstico de obesidade mórbida por um médico tem direito de realizar uma cirurgia bariátrica de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entretanto, o tempo de espera para fazer o procedimento na rede pública gira em torno de quatro a seis anos - prazo que varia conforme a região do país.

Além disso, os convênios particulares também oferecem cobertura para a realização de cirurgias bariátricas - uma vez que esse tipo de operação consta no rol de procedimentos obrigatórios da Agência Nacional de Saúde (ANS). Porém, existem algumas condições que qualificam ou não o paciente para isso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Riscos do bypass gástrico

Por ser um procedimento altamente invasivo e que provoca grandes alterações na fisiologia do paciente, o bypass gástrico pode apresentar riscos e complicações tanto durante quanto após a cirurgia. Alguns dos efeitos colaterais mais comuns são:

É fundamental que o paciente faça um acompanhamento pós-operatório adequado com uma equipe multidisciplinar especializada nesse tipo de cirurgia. Assim, ele poderá usufruir dos benefícios do procedimento de forma saudável e sem abrir mão de seu bem-estar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)