PUBLICIDADE

Perda de altura em mulheres aumenta chances de fraturar ossos

Sinal é um dos sintomas da osteoporose, doença que diminui a densidade óssea

Mulheres mais velhas que perderam mais de cinco centímetros de altura podem enfrentar maior risco de quebrar os ossos e morrerem, de acordo com estudo realizado pelo Kaiser Permanente Center for Health Research, nos Estados Unidos. Os resultados foram publicados no Journal of Bone and Mineral Research.

A análise envolveu 3.124 mulheres com 65 anos ou mais durante a metade dos anos 1980, quando foram recrutadas para o Study of Osteoporotic Fractures (SOF). O estudo aconteceu durante mais de duas décadas.

A perda de altura foi determinada comparando uma primeira consulta médica com outra realizada 15 anos mais tarde. Já as fraturas da coluna vertebral foram detectadas por meio de raios-X, e a densidade óssea foi medida usando um exame padrão para esse fim.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além das visitas ao médico, essas mulheres preencheram questionários sobre a sua saúde a cada quatro meses e informaram se quebraram o quadril ou outro osso. Para confirmar as mortes, os pesquisadores utilizaram registros públicos.

Ao final da análise, os pesquisadores concluíram que aquelas mulheres que perderam mais de cinco centímetros ao longo de 15 anos são 50% mais propensas a fraturas nos ossos e a morrerem nos cinco anos subsequentes - por causas comuns, como doenças cardiovasculares -, quando comparadas àquelas que perderam menos altura no mesmo período.

Os especialistas alertam que perder altura pode ser sinal de osteoporose, uma doença que enfraquece os ossos e pode levar a fraturas da coluna vertebral, quadris, pulsos e outros ossos. Estudos anteriores mostraram relação similar em homens: aqueles que perderam alguns centímetros possuem maior risco para doenças cardíacas e maior risco de fraturar o quadril.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Osteoporose pega, principalmente, coluna e quadril

Hoje, em todo o mundo, a estimativa é de que uma em cada três mulheres e um em cada cinco homens acima de 50 anos tenham osteoporose. As fraturas costumam ocorrer em quatro lugares: o primeiro é a coluna vertebral, especialmente as vértebras lombares que, na maioria das vezes, são indolores e podem levar a deformidades (como a formação de uma corcunda), sendo as principais causas de diminuição da altura dos pacientes com quadro de osteoporose.

O segundo é o quadril, que pode levar a imobilidade e até invalidez, dada a dificuldade de cicatrização das fraturas no local. Por último estão o pulso e o fêmur, que prejudicam bastante a independência no caso do idoso.

Existem dois tipos de osteoporose: a pós-menopausa e a senil. A primeira compromete as mulheres na época da menopausa, provocada pela restrição abrupta dos hormônios sexuais, com aumento da reabsorção do osso causada pela diminuição dos níveis de estrogênio no organismo. A osteoporose senil acomete a ambos os sexos e ocorre a partir dos 70 anos de idade, sendo causada pelo desequilíbrio provocado pela diminuição da absorção de cálcio pelo organismo , diz o médico. A osteoporose também favorece a fragilidade dentária levando a perda óssea e prejudicando a nutrição das pessoas com idade mais avançada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)