PUBLICIDADE

Estudo relaciona carne vermelha a câncer de intestino

Pesquisadores sugerem que consumo diário pode aumentar o risco de tumores

Vários estudos já revelaram que comer muita carne vermelha pode ser prejudicial à saúde. Agora, ela foi apontada como fator de risco para o câncer de intestino. É o que revela uma revisão de seis estudos científicos que será apresentada em junho no congresso da Sociedade Americana de Câncer, nos Estados Unidos, sob o comando de Alexandra Paola Zandonai, especialista em enfermagem oncológica pela Universidade de São Paulo (USP).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O estudo também revelou que quem consome carne bovina ou suína diariamente, em qualquer quantidade, pode ter 35% mais chances de desenvolver câncer de intestino grosso. Quando o consumo é de embutidos (salsicha, salame, presunto, linguiça, peito de peru), esse número sobe para 49%. Uma solução apontada por Alexandra Zandonai para amenizar o problema é substituir a carne vermelha pela branca - peixes e frango.

Prevenção de câncer de intestino pede exames

A endocrinologista Alessandra Rascovski explica que o câncer de intestino, como todos os outros, é favorecido na sua incidência pelo fator idade. Quem vive muito tempo provavelmente terá câncer, porque certas anormalidades na divisão celular vão se tornando mais frequentes, o que favorece o aparecimento do tumor maligno. Além disso, quanto mais idade, maior será a exposição da pessoa aos fatores de risco ambientais. A partir dos 40 anos e a cada década subsequente, dobra o risco desse tipo de câncer. Se você tiver parentes de primeiro e segundo graus que faleceram pela doença, após fazer 40 anos, agende sua colonoscopia!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quando fazer a colonoscopia?

A colonoscopia é um exame que detecta precocemente o câncer, quando ele já existe, e também o previne, pois permite a identificação e a retirada do pólipo antes que se torne um tumor maligno. Quem tem casos da doença em familiares de primeiro grau deve começar a fazer esse exame aos 40 anos. Quem não tem, aos 50, no máximo aos 60 anos.

Fast food, corantes, excesso de álcool e de cigarros são fatores que promovem o câncer de intestino. Por isso, seria excelente que todas as pessoas pudessem fazer uma colonoscopia preventiva por volta dos 50 anos. No entanto, aqueles que apresentam algum sintoma não têm escolha.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)