PUBLICIDADE

"Tenho TDAH desde criança", revela a ginasta Simone Biles

Americana revelou o transtorno após receber autorização da Agência Mundial Antidoping para continuar seu tratamento

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

simone-biles - Foto: Instagram
simone-biles - Foto: Instagram

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico que aparece na infância e que na maioria dos casos acompanha o indivíduo por toda a vida. É o caso da ginasta americana Simone Biles, de 19 anos, que foi a grande estrela das últimas Olimpíadas Rio 2016.

"Tenho TDAH e não é vergonha me medicar para isso, não temo que as pessoas saibam", disse ela após ser incluída no programa de Isenções de Uso Terapêutico (TUE) da Agência Mundial Antidoping (WADA). Isso porque ela realiza o tratamento do transtorno com o uso de medicamentos.

Atletas que precisam usar qualquer medicamento, contínuo ou não, e que não seja autorizado pelo Código Antidoping, devem continuar seu tratamento após obter a Isenção de Uso Terapêutico, um tipo de autorização do órgão regulador.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para conceder a liberação, a Agência Mundial Antidoping analisa se o atleta terá sua saúde afetada sem a medicação, se o remédio não trará melhoras no desempenho do competidor, se não existem opções de tratamento alternativos, entre outros fatores.

"Eu tenho TDAH desde que era criança. Por favor, saibam que sou a favor do esporte limpo, que sempre segui as regras e que continuarei a fazer isso porque o fair play é fundamental no esporte e é muito importante para mim", escreveu Biles, dona de quatro medalhas de ouro (salto; equipes geral; solo e individual geral) e uma de bronze (trave olímpica).

O que é TDAH - Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade?

O TDAH é um transtorno neurobiológico e se caracteriza pela combinação de sintomas de desatenção, hiperatividade (inquietude motora) e impulsividade sendo a apresentação predominantemente desatenta conhecida por muitos como DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com a Associação Brasileira do Déficit de Atenção a prevalência do TDAH gira em torno de 3 a 5% da população infantil do Brasil e de vários países do mundo onde o transtorno já foi pesquisado. Nos adultos estima-se prevalência em aproximadamente 4%. Segundo o DSM-5, levantamentos populacionais sugerem que o TDAH ocorre na maioria das culturas em cerca de 5% das crianças e 2,5% dos adultos.

Segundo o DSM-5 (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais 5ª Ed. 2013), o TDAH é mais frequente no sexo masculino do que no feminino na população geral, na proporção de 2:1 em crianças e de 1,6:1 em adultos, com maiores chances de pessoas do sexo feminino se apresentarem primariamente com características de desatenção em comparação com as do sexo masculino.