PUBLICIDADE

Médicos descobrem lente de contato presa por 28 anos em olho de uma mulher

O incidente pode ter sido causado após uma partida de badminton em sua adolescência

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Se você usa lentes de contato provavelmente já teve medo delas ficarem presa em seus olhos e não conseguir retirá-las nunca mais, certo? Embora isso pareça impossível, um caso inacreditável envolvendo lentes de contato chocou médicos e internautas.

No início de agosto, o periódico BMJ Case Reports divulgou o caso de uma mulher que ficou com uma lente de contato escondida na pálpebra por quase três décadas. Aos 42 anos, a paciente deu entrada em um hospital de Dundee, na Escócia, com um inchaço na pálpebra superior do olho esquerdo, que também tinha uma ptose (queda).

Após serem feitos alguns exames, os oftalmologistas descobriram que se tratava de um cisto com cerca de 8 milímetros de diâmetro, formado por causa de uma lente de contato rígida gás-permeável que se incorporou ao tecido mole da pálpebra.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Durante a cirurgia, um cisto encapsulado foi encontrado dentro do tecido mole superior ao fórnice superior. Não havia sinais para sugerir lesão prévia da pálpebra ou do tarso. Na remoção, o cisto se rompeu e uma lente de contato dura foi extraída", revelaram os médicos no artigo.

De acordo com a publicação, a mulher sofreu um acidente com 14 anos. Ela estava jogando badminton quando a peteca bateu em seu olho esquerdo. Os especialistas supõem que, durante esse trauma, a lente caiu dentro olho e se perdeu, encontrando o caminho até a pálpebra.

Desde aquela época, a paciente parou de usar lentes de contato, o que confirma que o caso foi causado devido ao trágico incidente quando adolescente. "A migração espontânea de uma lente de contato dura para a pálpebra é uma ocorrência relativamente conhecida, mas só conseguimos encontrar quatro casos relatados de migração da lente secundária a traumas significativos", disseram.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo os pesquisadores, agora os oftalmologistas têm uma boa razão para verificarem corretamente os olhos dos pacientes após traumas na região.