1 pessoa perguntou:

É normal um homem casado ver pornô todos os dias, várias vezes ao dia e deixar a mulher de lado?

  • Respondido em 26/12/2017
    Maris V Botari (Presencial e ONline) Psicologia - CRP 12167/SP
    Olá,

    Bom dia,

    Não é muito saudável.

    O Ideal é que o desejo sexual seja compartilhado pelo casal.

    Quer um conselho: busquem uma terapia de casal e uma individual para aprender a somar e dividir amor e prazer.

    att.

    PUBLICIDADE
  • Respondido em 27/12/2017
    Dirk Belau Psicologia e Psicanálise - CRP 06/117170/SP
    Olá,

    sim, é "normal" ver pornô, mas não é normal retirar a atenção da esposa. A indústria pornográfica é muito poderosa, pois ela mostra a sexualidade de maneira excitante ainda que irreal. Não deve-se esquecer que a forma dos atos sexuais na pornografia, tanto que a sensibilidade das pessoas para excitar-se por vê-los, depende da cultura geral na qual estamos vivendo. Nela, o desejo sexual na maioria dos casos se vincula com uma certa agressividade e com uma idéia de desempenho e sucesso, além disso frequentemente com uma vulgaridade que na vida real não se ousa. A intimidade do casal é outra coisa.

    Assim, apesar do seu marido (você está falando do seu marido?) se ocupar sexualmente a través dos vídeos pornô, isto não precisa significar deixar a mulher de lado. Se ele a deixa de lado, a causa disso não é necessariamente a pornografia. Pode ter outras causas e você ganharia se sensibilisando para esta possibilidade. Por exemplo uma certa falta de intimidade na relação do casal, talvez devido à educação um tanto brutal de um dos dois ou de ambos.

    Do outro lado, a pornografia costuma ocupar a pessoa sobretudo por uma certa fase e a deixa insatisfeita depois de um tempo, justamente pela falta de intimidade. No entanto, sabe-se que muitos homens casados costumam se masturbar frequentemente, com ou sem pornografia, pois a experiência sexual é simplesmente outra que no ato sexual com a esposa assim que a masturbação é o momento de realisar -- na fantasia -- desjos que com ela não se satisfazem. Mas como eu disse acima, não necessariamente diminuindo a atenção para a mulher.

    Concluo recomendando não culpar só a pornografia, mas procurar entender se na sua relação está faltando intimidade ou outra coisa. Você ganharia pouco se você conseguisse, por exemplo, obrigar o seu marida para fazer a promessa de deixar a pornografia de lado. Uma promessa assim não significaria já o reestabelecimento da vida íntima do casal. Não vai adiantar culpá-lo de qualquer coisa. Se você tem condições para consultar um profissional, seria preferível você se fortalecer nesta situação ao invés de procurar mudar o seu marido. Lhe desejo sucesso no que você fizer.

    PUBLICIDADE