1 pessoa perguntou:

O que pode curar problemas de frigidez. No meu caso nem masturbaçao resolve, acho que o problema é psicológico. o que posso fazer?

  • Respondido em 05/02/2016
    Vanessa Giaretta Psicologia - CRP 07/18231/RS
    Olá,

    O prazer está mais ligado ao cérebro e a forma como interpretamos e damos sentidos às nossas experiências do que exatamente à estimulação dos órgãos sexuais. Portanto, se você já suspeita que algum entrave psicológico te atrapalha e te impede de sentir prazer com o sexo, o melhor seria buscar ajuda com um psicólogo para compreender o que se passa com você e viver de maneira mais realizada.

    PUBLICIDADE
  • Respondido em 05/02/2016
    Carlos César Petruy Psicologia - CRP 08/15211/PR
    Olá,

    Recomendo, caso a sua queixa não seja de ordem biológica, que busque auxílio de um profissional da área da saúde, preferencialmente um(a) psicólogo(a) especializado(a) na área da neuropsicologia e habilitado em EMDR.

    O psicólogo especializado em neuropsicologia fará uma avaliação de fatores psíquicos relacionados ao funcionamento neurológico que possam estar afetando a sua líbido.

    O psicólogo habilitado em EMDR trabalha com reprocessamento e dessensibilização, pela estimulação bilateral dos hemisférios cerebrais, de traumas ocorridos em algum momento da vida, muitas vezes não lembrados e inconscientes e/ou que a pessoa não relacione a queixa, fato que pode gerar desconfortos, bloqueando ou impedindo corpo de reagir de forma adequada a certos estímulos e/ou impedido uma qualidade de vida desejável.

    Atenciosamente,

    PUBLICIDADE
  • Respondido em 05/02/2016
    Dirk Belau Psicologia e Psicanálise - CRP 06/117170/SP
    Olá,

    você mesma acha que o problema é psicológico. Isto, infelizmente, ainda não diz muita coisa, pois o que é psicológico depende do sentido que a vida e as diferentes atividades fazem para você. Recomendo não acreditar em nenhuma explicação física assim, como neuro- ta-ta-ta. Você só vai perder tempo. Os neurônios são a memória de sentido, e nesta função eles mudam. Só que ninguém pode ler o sentido nos diretamente nos neurônios, já que não entendemos como eles funcionam. Estamos muito longe disso.

    Como a outra colega propôs, você pode entrar numa psicoterapia que lhe ajude lembrar o que lhe aconteceu na vida, principalmente na infância, o que pode ter inibido os seus sentimentos sexuais. Pode ser demorado, mas com certeza vai valer a pena. Quanto mais profundo, melhor. Recomendo evitar a psicoterapia cognitivo-comportamental, pois ela procura ficar na superfície para produzir resultados rápidos. No caso da sexualidade, isto não funciona duravelmente. Se estar sem paciência, procure a hipnose. Mas precisa de sorte para dar certo. Outrossim, a psicoterapia de diálogo, ou seja, humanista ou psicanalítica será inevitável.

    Para já mudar a sua abordagem, cuide para você ter o parceiro que tenha paciência com você. Vocês podem ter relações cada vez mais gratificantes se você tiver a impressão que o funcionamento "correto" não tem importância primária. A sexualidade pode ser praticada em qualquer nível de satisfação. Mesmo sem satisfação de um dos parceiros. Se tiver harmonia sentimental e entendimento mútuo, de repente acontecem milagres. Mas aqui também: paciência.

    Lhe desejo boa sorte no que você resolver fazer.

    PUBLICIDADE