PUBLICIDADE

Ascaridíase (lombriga): sintomas, como tratar e prevenção

Visão Geral

O que é ascaridíase?

A ascaridíase (CID 10 - B77) é uma infecção causada pelo verme nematelminto Ascaris lumbricoides, mais conhecido como lombriga. Seu hospedeiro é o ser humano, mas, ocasionalmente, pode aparecer em porcos pelo verme Ascaris suum. Pode causar tanto problemas respiratórios quanto intestinais, porém, em geral, a doença não apresenta sintomas.

A lombriga é um animal cilíndrico e alongado, que pode chegar até 40 cm de comprimento em sua fase adulta. As fêmeas, diferente dos machos, são maiores e mais robustas. Por ser um verme que se reproduz rapidamente, um único hospedeiro pode carregar até 600 lombrigas de uma só vez.

Causas

A contaminação acontece quando a pessoa entra em contato com os ovos do verme, geralmente ao ingerir água e alimentos contaminados ou ao colocar a mão contaminada na boca.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ciclo da lombriga

O ser humano é o único hospedeiro da lombriga, que ingere os ovos do verme através de água, alimentos e mãos contaminadas. Após ingeridos, os ovos migram para o intestino e ficam instalados lá até eclodirem. O tempo de incubação dos ovos até o desenvolvimento das larvas é de cerca de 20 dias.

As larvas entram em contato com as paredes do intestino e viajam até outros órgãos através das vias sanguíneas. No intestino, as lombrigas fêmeas fecundadas podem produzir até 200 mil ovos por dia, que geram larvas que crescem no organismo até virarem adultas.

Os ovos produzidos são liberados na natureza novamente através das fezes humanas, o que propicia a infecção de novos indivíduos. Este ciclo desde a ingestão dos ovos até a saída de larvas pelas fezes pode variar de 60 a 75 dias. Já a duração média de vida do verme adulto é de 12 meses.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Transmissão

Enquanto um paciente está com o verme e produzindo fezes com ovos, ele pode transmitir a doença. Quando os ovos embrionados encontram um meio favorável de desenvolvimento, eles podem permanecer viáveis e infectantes durante anos.

Portanto, o período de transmissibilidade é longo, principalmente se não for adotado um tratamento adequado. Assim, a ascaridíase é transmitida pela:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de ascaridíase

A ascaridíase é comumente assintomática, mas pode apresentar sintomas intestinais e respiratórios.

Sintomas intestinais

Além disso, as lombrigas podem invadir a mucosa intestinal, alcançar as vias sanguíneas e viajar para outros órgãos. É comum a migração para os pulmões, onde o verme fica alojado nos alvéolos e pode causar pneumonite.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas respiratórios

Visão Geral

Fatores de risco

Pela natureza do ciclo da lombriga, a doença ocorre mais frequentemente em locais com sistema sanitário deficiente e em crianças. Porém, todas as pessoas estão suscetíveis a contaminação, seja pela má higienização de alimentos ou ingestão de água contaminada.

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de ascaridíase

O diagnóstico de ascaridíase é confirmado com a eliminação de vermes visíveis ao olho nu através da boca, nariz e ânus. Pode-se ainda fazer um exame patológico das fezes para verificar a existência de ovos ou lombrigas adultas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Radiografias de tórax também podem demonstrar manchas no pulmão típicas de lombrigas. Além disso, larvas podem aparecer no escarro e o hemograma pode apontar um aumento de eosinófilos.

Qual médico consultar?

Se estiver com suspeita de ascaridíase, você pode consultar um:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de ascaridíase

O tratamento da ascaridíase contempla o uso de medicamentos para os sintomas e também para eliminar as lombrigas. Existem remédios específicos para a doença, como os anti-helmínticos, porém, eles só devem ser prescritos por um médico por conta de seus efeitos colaterais.

Por vezes, o médico pode optar pela associação de medicações para um tratamento seguro, já que as lombrigas podem se multiplicar em grande quantidade e tem a capacidade de causar obstruções ou migrar de forma desordenada pelo organismo.

Medicamentos para ascaridíase

Os remédios para lombriga mais utilizados são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique.

Complicações possíveis

Quando há grandes quantidades do verme no corpo da pessoa, eles podem começar a sair pela boca, nariz ou ânus. A obstrução intestinal também caracteriza um caso mais grave e ocorre mais frequentemente em crianças.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os parasitas podem ainda migrar para outros órgãos do sistema digestivo, pelas vias biliares, e causar inflamações nos ductos biliares e no fígado, como colecistite, pancreatite ou abscesso hepático. No entanto, estas apresentações são mais raras.

Além disso, a migração das larvas pode causar:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

As medidas de profilaxia da ascaridíase envolvem ações de higiene pessoal, de alimentos e saneamento básico. Entram como recomendações de prevenção:

Minha Vida
Minha Vida

Convivendo (prognóstico)

ascaridíase tem cura?

A ascaridíase pode ser totalmente curada através do tratamento adequado com vermicidas.

Referências

Jane Teixeira, gerente médica de produtos clínicos na Sharecare

André Augusto Pinto, cirurgião geral e cirurgião bariátrico da Clínica Gastro ABC

Renata Cruvinel Cuminale, gastroenterologista clínica da Clínica Gastro ABC - CRM: 89.424

Ligia Brito, clínico-geral do Hospital Edmundo Vasconcelos

Ministério da Saúde - Guia de bolso “Doenças Infecciosas e Parasitárias”