PUBLICIDADE

Distimia: o que é, sintomas e diagnóstico

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Visão Geral

O que é Distimia?

A distimia (CID 10. F34.1) é um tipo de depressão crônica, muitas vezes descrita como uma versão menos grave da doença, responsável por gerar sensações de tristeza, irritabilidade e humor deprimido.

“A maior característica da distimia é a durabilidade dos sintomas. Em adultos, são sintomas de rebaixamento de humor, observados por si próprio ou por terceiros, com duração de, no mínimo, dois anos. Nas crianças, um ano”, explica Gesika Amorim, médica especialista em neurodesenvolvimento.

O paciente com distimia pode perder o interesse nas atividades diárias normais, se sentir sem esperança, ter baixa produtividade, baixa autoestima e um sentimento geral de inadequação. Além disso, pessoas com distimia são consideradas excessivamente críticas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas

Não há uma causa única para a distimia. Segundo especialistas, a condição pode surgir devido fatores que se assemelham a depressão tradicional, tais como:

Além disso, é comum uma pessoa que tem um transtorno mental, como síndrome do pânico ou fobia, desenvolver sintomas depressivos. É o que os psiquiatras chamam de "comorbidade", quando dois ou mais quadros psiquiátricos se associam num mesmo indivíduo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Distimia

Os sintomas da distimia são os mesmos da depressão maior, mas em menor número e menos intensos. Os sinais podem incluir:

Em crianças, a distimia pode ocorrer juntamente com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), distúrbios de comportamento ou de aprendizagem, transtornos de ansiedade ou deficiências de desenvolvimento. Exemplos de sintomas distimia em crianças incluem:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Distimia

O diagnóstico de distimia é feito, exclusivamente, por profissionais de saúde mental, como psiquiatras e psicólogos. Para isso, é avaliado o histórico médico do paciente, seus hábitos de vida e se os sintomas estão presentes por um longo período de tempo.

Caso haja a suspeita de que os sintomas são resultado de uma condição física, como hipotireoidismo, alguns exames de sangue e imagem podem ser solicitados para descartar outras possibilidades.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Será feita então uma análise psicológica completa, incluindo uma discussão com profissional da área de psicologia ou psiquiatria sobre os sentimentos atuais e comportamento geral do paciente.

Teste online de distimia funciona?

De acordo com a neurologista Gesika Amorim, existe um grande perigo na realização de testes online. “É preciso um bom autoconhecimento para não mentir, omitir ou deturpar os fatos na realização desses testes diagnósticos. Quando o paciente está em sofrimento ou tem uma percepção alterada da realidade, ele tem uma chance de mitigar esses sintomas e mentir para si mesmo”.

O maior risco dos chamados "diagnóstico de revista” é que o paciente se auto sabote, achando que tem ou não a condição relatada no teste, o que pode dificultar o tratamento da condição.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

“A distimia é caracterizada pelo humor rebaixado, o humor levemente depressivo por um tempo prolongado, seja por uma auto observação ou a observação por terceiros. Muitas vezes, as pessoas não conseguem enxergar esses próprios sintomas. Os testes online são facas de dois gumes - se o paciente não consegue aceitar a doença, muitas vezes ele precisa da ajuda de outros. Esse não é o melhor caminho para conseguir identificar sintomas patológicos em você ou em qualquer outra patologia”, ressalta a especialista.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Distimia

Normalmente, o tratamento mais indicado para quadros de distimia consiste na combinação de medicamentos psiquiátricos e sessões de psicoterapia. Entretanto, a avaliação médica irá determinar qual a forma e a frequência mais indicadas para cada quadro.

Alguns dos fatores avaliados são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Psicoterapia para distimia

A psicoterapia ajuda a aprender sobre seus próprios sentimentos, pensamentos e comportamentos. A técnica permite que o paciente desenvolva habilidades de enfrentamento saudáveis, como a gestão do estresse. Outros benefícios do tratamento são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Remédios para distimia

A necessidade de medicação para o tratamento da distimia será avaliada pelo profissional de saúde. Normalmente, os remédios prescritos pelos médicos incluem:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar distimia são:

Referências

Fábio Roesler, psicólogo e Neuropsicólogo da Clínica de Cefaleia e Neurologia "Dr Edgard Raffaeli"

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Havard Health Publications

Gesika Amorim, médica especialista em Neurodesenvolvimento e Saúde Mental