Colesterol: você conhece os mitos e verdades sobre ele?

Descubra como fibras, fitoesteróis e carne vermelha estão relacionadas com as taxas

POR CAROLINA SERPEJANTE - ATUALIZADO EM 17/11/2016

Você sabia que o nosso corpo produz entre 70 e 80% de todo o colesterol necessário, e que o resto vem da nossa alimentação? Dessa forma, os níveis alterados de colesterol podem ser uma consequência genética, ou seja, pessoas que naturalmente produzem mais colesterol do que o normal. Caso contrário, o colesterol elevado é uma consequência direta dos excessos na alimentação. Existem dois tipos de colesterol: o LDL, que é o colesterol de baixa densidade, cuja função é levar a gordura do fígado para os tecidos; e o HDL, que é o colesterol de alta intensidade, cuja função é retirar o excesso de LDL dos tecidos e levá-los ao fígado, evitando que ele se acumule nas paredes das artérias. As quantidades recomendadas de colesterol são de 100 mg por decilitro de sangue para o LDL e 40 mg ou mais por decilitro para o HDL, sendo que o colesterol total deve estar abaixo dos 200 mg/dl. Quer saber como manter esses níveis sempre adequados? Confira:

1/7

A carne vermelha é a única vilã do colesterol alto.

2/7

Os fitoesteróis são eficientes para controlar o colesterol.

3/7

Uma alimentação rica em fibras ajuda a controlar o colesterol.

4/7

O colesterol alto aumenta o risco de infarto.

5/7

Só pessoas acima de peso que sofrem com colesterol alto.

6/7

Cortar a gordura da dieta basta para controlar o colesterol.

7/7

O uso de medicamentos e suplementos vitamínicos ajuda no controle do colesterol.