Mau hálito pode indicar problemas como refluxo, doenças hepáticas e diabetes

Entenda os diferentes tipos de odor e quando é preciso ficar atendo ao sintoma

POR CAROLINA SERPEJANTE - ATUALIZADO EM 20/09/2016

É sabido que o mau hálito, também conhecido como halitose, acontece principalmente pela falta de higiene bucal. No Brasil, aproximadamente 30% da população sofre com este problema, segundo a Associação Brasileira de Halitose. Mas se a higiene bucal está sendo feita corretamente e o mau cheiro persiste, pode ser um alerta para outras condições, como uma inflamação, ou denunciam o agravamento de uma doença já instalada, como o câncer e a cirrose. Fique atento ao seu hálito e descubra se ele está indicando algum problema:

Gengivite e outras inflamações na via oral

Essas são as causas mais frequentes de halitose, e surgem como principal consequência da falta de higiene bucal. "A gengivite e outras inflamações na boca causam um acúmulo de bactérias no local, que atuam na área inflamada e em restos alimentares contidos na boca, provocando a liberação de gases com cheiro desagradável", diz o gastroenterologista Décio Chinzon, do Laboratório Pasteur, em Brasília. O hálito provocado pelas inflamações da via oral exala um cheiro de enxofre, em decorrência dos resíduos deixados pelas bactérias.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.