Arterioesclerose: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Arterioesclerose?

Sinônimos: endurecimento das artérias

Arterioesclerose ocorre quando as artérias que levam oxigênio e nutrientes a partir do coração para o restante do corpo tornam-se duras e estreitas. Isto faz com que o fluxo de sangue seja prejudicado. As artérias saudáveis são flexíveis, mas ao longo do tempo podem endurecer. Por isso, ateroesclerose é um problema muito associado ao envelhecimento.

Tipos

Existem cinco tipos de arterioesclerose. São eles:

  • Aterosclerose: ocorre quando a gordura, o colesterol e outras substâncias levam ao endurecimento e estreitamento das artérias. Ela pode ocorrer em qualquer parte do corpo, incluindo o coração, pernas e os rins
  • Doença arterial coronariana: Esta condição ocorre quando as artérias coronárias do coração tornam-se duras. As artérias coronárias são os vasos sanguíneos que fornecem oxigênio e sangue ao tecido muscular do coração
  • Doença da artéria carótida: As artérias carótidas são encontrados em seu pescoço e fornecem sangue para o cérebro. Estas artérias podem ser comprometidas se a placa se acumula em suas paredes. A falta de circulação pode causar uma diminuição de sangue e oxigênio para os tecidos e as células do cérebro
  • Doença arterial periférica: Suas pernas, braços e parte inferior do corpo dependem dessas artérias para fornecer sangue e oxigênio para os tecidos. Artérias endurecidas na região podem causar problemas de circulação nestas áreas do corpo
  • Doença renal: As artérias renais fornecem sangue para os rins. Rins filtram os resíduos e água extra a partir de seu sangue. Quando eles não podem filtrar adequadamente, os resíduos se acumulam dentro das artérias renais, tornando-os difíceis. Os vasos endurecidos podem levar à insuficiência renal.

Causas

A arterioesclerose ocorre quando as artérias se endurecem ou são bloqueadas por gordura, colesterol e outras substâncias.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco para a arterioesclerose são:

  • Tabagismo
  • Envelhecimento
  • Níveis de colesterol elevados
  • Pressão alta
  • Obesidade
  • Histórico familiar de arterioesclerose
  • Sedentarismo
  • Diabetes
  • Alimentação rica em gorduras saturadas e colesterol.

Sintomas

Sintomas de Arterioesclerose

Normalmente a pessoa não tem sintomas da arterioesclerose até que as artérias fiquem tão estreitas a ponto de prejudicar algum órgão ou outra parte do corpo. Neste caso, os sintomas irão depender da artéria estreitada ou obstruída.

Alguns sintomas são:

  • Dor no peito
  • Dor na perna ou em qualquer outro lugar em que a artéria estiver bloqueada
  • Fadiga
  • Confusão, caso o bloqueio seja no cérebro
  • Fraqueza muscular nas pernas por falta de circulação

Saber quais são os sintomas de um acidente vascular cerebral e de um ataque cardíaco também é importante, pois ambos podem ser causados por arterioesclerose.

Sintomas de um infarto:

Sintomas de um AVC:

  • Fraqueza ou dormência na face ou membros
  • Problemas na fala
  • Dificuldade em compreender a fala
  • Problemas na fala
  • Dificuldade em compreender a fala
  • Problemas de visão
  • Perda de equilíbrio
  • Dor de cabeça súbita e grave.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Se você acha que tem arterioesclerose, fale com o seu médico. Também preste atenção aos sintomas precoces de fluxo inadequado de sangue, tais como dor no peito (angina), dor nas pernas ou dormência. Diagnóstico e tratamento precoce podem impedir que aterioesclerose fique mais grave e prevenir um ataque cardíaco, acidente vascular cerebral ou outra emergência médica.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma arterioesclerose são:

  • Clínico geral
  • Cardiologista
  • Angiologista
  • Neurologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Você tem um histórico familiar de colesterol alto, pressão alta e outras doenças do coração?
  • Como são seus hábitos alimentares e de exercícios?
  • Você já fez algum teste de colesterol? Em caso afirmativo, qual foi o resultados do último teste?
  • Você sente desconforto no peito ou dor em suas pernas?
  • Você já teve um acidente vascular cerebral ou inexplicável dormência, formigamento, fraqueza de um lado do corpo ou dificuldade em falar?

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para arterioesclerose, algumas perguntas básicas incluem:

  • Quais os testes que preciso fazer?
  • Qual é o melhor tratamento?
  • Quais alimentos eu devo comer e quais devo evitar?
  • O que é um nível adequado de atividade física?
  • Quantas vezes eu preciso fazer o teste de colesterol?
  • Quais são as alternativas para a abordagem primária que você está sugerindo?
  • Tenho outras condições de saúde. Como posso gerenciá-los junto com este novo problema?
  • Existem restrições que preciso seguir?
  • Existe uma alternativa genérica para o medicamento que prescreve?
  • Existe algum material impresso ou um site em que possa me informar melhor?

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Diagnóstico de Arterioesclerose

Ao longo do exame físico, o médico irá procurar sinais de que as artérias estão estreitas ou endurecidas e por isso irá:

  • Checar a pulsação das artérias
  • Observar se há diminuição da pressão arterial no membro afetado
  • Observar se há um aneurisma atrás do seu joelho ou no seu abdômen
  • Observar se há má cicatrização de feridas na áreas onde o fluxo do sangue é restrito.

Dependendo do resultado do exame físico, seu médico pode pedir:

  • Exames de sangue: Eles irão identificar o aumento dos níveis de colesterol e de açúcar no sangue que podem aumentar o risco de arterioesclerose. Você precisa ficar sem comer ou beber qualquer coisa de 9 a 12 horas antes de seu exame de sangue
  • Ultrassom Doppler: O médico pode usar um dispositivo de ultrassom especial para medir a pressão arterial em vários pontos ao longo do seu braço e perna
  • Eletrocardiograma: Um eletrocardiograma registra como os sinais elétricos viajam através do coração. Um eletrocardiograma pode muitas vezes revelar evidências de um ataque cardíaco anterior. Se os seus sinais e sintomas ocorrem mais frequentemente durante o exercício, o seu médico pode pedir-lhe para andar em uma esteira ou andar de bicicleta estacionária durante um eletrocardiograma
  • Teste de esforço: Este teste é usado para reunir informações sobre quão bem o seu coração trabalha durante a atividade física. Isto porque o exercício faz seu coração bater mais forte e mais rápido do que normalmente ocorre nas atividades diárias, um teste ergométrico pode revelar problemas dentro de seu coração que podem não ser percebidos de outra forma. Um teste de esforço geralmente envolve andar em uma esteira ou andar de bicicleta estacionária, enquanto o seu ritmo cardíaco e da pressão arterial e respiração são monitoradas
  • Cateterismo e angiografia: Este teste pode mostrar se suas artérias coronárias são estreitadas ou bloqueadas. Um corante líquido é injetado nas artérias do seu coração através de um longo e fino tubo (cateter) que é alimentado por uma artéria, geralmente em seu pé, para as artérias em seu coração. Como o corante enche as artérias, as artérias tornam-se visíveis no raio- X
  • Outros exames de imagem: O seu médico pode usar o ultrassom, a tomografia computadorizada (TC) ou angiografia por ressonância magnética (ARM) para estudar suas artérias. Estes testes podem muitas vezes mostrar estreitamento e endurecimento das grandes artérias, bem como aneurismas e depósitos de cálcio nas paredes das artérias.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Arterioesclerose

É importante ter mudanças no estilo de vida, como manter uma dieta saudável e praticar exercícios. Medicamentos ou procedimentos cirúrgicos podem ser orientados.

Alguns medicamentos utilizados são:

  • Medicamentos para controlar os níveis de colesterol
  • Medicamentos anti-plaquetários, como aspirina, para reduzir a possibilidade das plaquetas se aglutinarem no estreitamento das artérias e formarem um coágulo que possa levar a um bloqueio
  • Medicamentos beta-bloqueadores: Estes medicamentos são comumente utilizados para a doença arterial coronária
  • Inibidores da enzima conversora de angiotensina: Estes medicamentos podem ajudar a diminuir a progressão da aterosclerose pelo abaixamento da pressão sanguínea e produzir outros efeitos benéficos sobre as artérias do coração
  • Bloqueadores de canais de cálcio: Esses medimantos são utilizados para tratar a angina
  • Diuréticos: Eles irão ajudar a reduzir a pressão arterial
  • Outros medicamentos: O seu médico pode sugerir certas medicações para controle dos fatores de risco específicos para a arterioesclerose, como a diabetes. Às vezes, os medicamentos específicos para o tratamento de sintomas da arterioesclerose, como dor na perna durante o exercício, são prescritos.

Às vezes, é necessário um tratamento mais agressivo. Se você tiver sintomas graves ou um bloqueio que ameaça a sobrevivência do tecido muscular ou de pele, você pode ser um candidato para um dos seguintes procedimentos cirúrgicos:

  • Angioplastia e colocação de stent: Neste procedimento, o médico insere um tubo longo e fino, cateter, na parte bloqueada ou estreitada de sua artéria. Um segundo cateter com um balão vazio passa por ele até a área estreita. O balão é então inflado, comprimindo os depósitos contra suas paredes da artéria. Um tubo de malha, stent, é normalmente deixado na artéria para ajudar a manter a artéria aberta
  • Endarterectomia: Em alguns casos, os depósitos de gordura devem ser removidos cirurgicamente a partir das paredes de uma artéria estreitada. Quando o procedimento é feito em artérias do pescoço (carótidas), ele é chamado de endarterectomia de carótida
  • Terapia trombolítica: Se você tiver uma artéria que está bloqueada por um coágulo de sangue, o médico pode usar uma droga para dissolver coágulos de quebrá-lo em pedaços
  • Cirurgia Bypass arterial: Consiste na construção de um conduto alternativo a artéria original.

Medicamentos para Arterioesclerose

Os medicamentos mais usados para o tratamento de arteriosclerose são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Mudanças nos seus hábitos de vida são essenciais para prevenir complicações. São elas:

  • Parar de fumar: O cigarro danifica suas artérias, se você fuma ou usa o tabaco de qualquer outra forma deve parar
  • Se exercitar com frequência: As atividades físicas melhoram a circulação, o que pode permitir a formação de um by-pass natural. Além disso, exercícios ajudam a baixar a pressão arterial e reduz o risco de diabetes. Se exercite entre 30 e 60 minutos na maioria dos dias da semana
  • Melhorar os hábitos alimentares: Uma alimentação saudável baseada em frutas, vegetais, alimentos integrais e carnes magras diminui o risco de complicações e pode até contribuir para a reversão do quadro
  • Manter um peso saudável: Emagrecer de forma saudável ajuda a baixar sua pressão arterial, regular os níveis de colesterol e a diminuir o risco de diabetes
  • Evitar o estresse: É importante conversar com seu médico sobre estratégias para reduzir o estresse.

Complicações possíveis

As complicações da arteioesclerose dependem de quais artérias são bloqueadas. Sendo que os problemas mais frequentes são:

Prevenção

Prevenção

As atitudes que ajudam a prevenir a arterioesclerose são as mesmas que ajudam no seu tratamento, são elas:

  • Parar de fumar
  • Ter uma alimentação saudável
  • Se exercitar regularmente
  • Manter um peso saudável.

Fontes e referências

  • Clínica Mayo