publicidade

O que é Distimia?

Sinônimos: Depressão crônica

A distimia é um tipo crônico de depressão no qual a pessoa fica triste regularmente. No entanto, os sintomas não são tão graves quanto os da depressão profunda.

Causas

A causa exata da distimia é desconhecida. Normalmente, ela é hereditária. A distimia ocorre com mais frequência em mulheres do que em homens e afeta cerca de 5% da população.

Muitas pessoas com distimia têm um problema médico de longo prazo ou outro transtorno mental, como ansiedade, abuso de álcool ou dependência de drogas. Cerca de metade das pessoas com distimia também terá um episódio de depressão profunda em algum momento de suas vidas.

A distimia em idosos é muitas vezes causada por:

  • Dificuldade de cuidar de si
  • Isolamento
  • Declínio mental
  • Doenças

Exames

Seu médico fará um histórico do seu humor e de outros sintomas de saúde mental. O médico também pode pedir exames de sangue e de urina para excluir causas médicas da depressão.

Sintomas de Distimia

O principal sintoma da distimia é um comportamento depressivo, negativo ou triste na maioria dos dias por, pelo menos, dois anos. Crianças e adolescentes podem se mostrar irritados, em vez de depressivos, por pelo menos um ano.

Além disso, dois ou mais dos seguintes sintomas estarão presentes em quase todas as vezes que a pessoa apresentar distimia:

  • Perda da esperança
  • Pouco ou muito sono
  • Baixa energia ou fadiga
  • Baixa autoestima
  • Perda ou aumento do apetite
  • Pouca concentração

As pessoas com distimia muitas vezes veem a si, o futuro, as outras pessoas ou os eventos da vida de forma negativa ou depressiva. Os problemas em geral parecem mais difíceis de resolver.

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta com seu médico se:

  • Você se sentir deprimido ou triste regularmente
  • Seus sintomas estiverem se agravando

Peça ajuda imediatamente se você ou uma pessoa que você conheça desenvolver esses sintomas, que são sinais de risco de suicídio:

  • Doar seus pertences ou falar sobre ir embora e a necessidade de "organizar as coisas"
  • Ter comportamentos autodestrutivos, como autoflagelação
  • Mudar de comportamento de forma repentina, principalmente ficar calmo depois de um período de ansiedade
  • Falar sobre morte ou suicídio ou até expressar o desejo de se ferir
  • Afastar-se dos amigos ou não ter vontade de sair

Tratamento de Distimia

O tratamento da distimia inclui terapia com medicamentos antidepressivos combinada a algum tipo de psicoterapia.

Muitas vezes, os medicamentos não funcionam tão bem para a distimia quanto funcionam para a depressão profunda. Depois de começar a tomar medicamentos, talvez você demore mais tempo para se sentir melhor.

Os seguintes medicamentos são usados para tratar a distimia:

  • Os inibidores seletivos de recaptação da serotonina (ISRS) são os medicamentos mais usados para a distimia. São eles: fluoxetina (Prozac), sertralina (Zoloft), paroxetina (Paxil), fluvoxamina (Luvox), citalopram (Celexa) e escitalopram (Lexapro).
  • Outros antidepressivos usados para tratar a distimia incluem: inibidores de recaptação da serotonina e norepinefrina (IRSNs), bupropiona (Wellbutrin), antidepressivos tricíclicos e inibidores da monoamina oxidase (IMAO).

As pessoas com distimia costumam ser beneficiadas por algum tipo de psicoterapia. A psicoterapia é um bom momento para conversar sobre sentimentos e pensamentos e, acima de tudo, para aprender maneiras de lidar com eles. Os tipos de psicoterapia incluem:

  • A terapia cognitivocomportamental (TCC) ensina às pessoas deprimidas algumas formas de corrigir pensamentos negativos. As pessoas podem aprender a ter consciência dos sintomas, aprender o que causa o agravamento da depressão e aprender a solucionar problemas.
  • A psicoterapia baseada em hipóteses ou psicodinâmica pode ajudar as pessoas com depressão a entender os fatores psicológicos que podem estar por trás de comportamentos, pensamentos e sentimentos depressivos.
  • Participar de um grupo de apoio formado por pessoas que já tenham passado por problemas como o seu também pode ajudar. Peça uma recomendação ao seu terapeuta ou médico.

PUBLICIDADE

Expectativas

A distimia é uma doença crônica que dura muitos anos. Embora algumas pessoas se recuperem completamente, outras continuam tendo alguns sintomas, mesmo com o tratamento.

Embora não sejam tão graves quanto da depressão profunda, os sintomas da distimia podem afetar a capacidade de a pessoa ter uma vida familiar e profissional normal.

A distimia também aumenta o risco de suicídio.

Complicações possíveis

Se não for tratada, a distimia pode se transformar em um episódio depressivo profundo. Isso é conhecido como "depressão dupla".

Fontes e referências:

  • Institute for Clinical Systems Improvement. Health Care Guidelines: Major Depression in Adults in Primary Care. 11th ed. 2008.

  • Stewart JW. Treating depression with atypical features. J Clin Psychiatry. 2007;68:25-29.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X