Fotofobia

Visão Geral

O que é Fotofobia?

Sinônimos: olhos sensíveis à luz

Fotofobia ou sensibilidade à luz é uma condição em que a pessoa não consegue olhar diretamente para luz ou ficar em ambientes claros, pois os olhos são agredidos. É um sintoma comum que está associado a várias condições diferentes, desde pequenas irritações até emergências médicas graves.

Os casos leves podem fazer o paciente olhar para baixo ou cerrar os olhos em uma sala bem iluminada. Em casos mais graves, essa condição provoca dor considerável quando os olhos estão expostos a quase qualquer tipo de luz.

Causas

Fotofobia não é uma doença, mas sim um sintoma de diversas outras condições. A sensibilidade à luz pode ser um sintoma de doenças que não afetam diretamente os olhos, tais como aquelas causadas por vírus ou então enxaqueca.

Pessoas com olhos de cor clara podem experimentar fotofobia com mais frequência, uma vez que os pigmentos dos olhos ajudam a proteger da luz forte. Dessa forma, quando menos pigmento têm os olhos, maiores as chances de agressão e sensibilidade.

Veja as causas oculares para fotofobia:

  • Olhos secos
  • Doenças da córnea
  • Uveíte
  • Blefarite
  • Conjuntivite
  • Irite (inflamação da íris)
  • Astenopia
  • Ceratoconjuntivite
  • Doenças da retina ou vítreo
  • Neurite óptica
  • Papiledema
  • Abrasão da córnea
  • Doença, lesão ou infecção nos olhos (como calázia, episclerite, glaucoma).

Conheça as causas não oculares relacionadas à fotofobia:

  • Enxaqueca
  • Blefaroespasmo
  • Depressão
  • Lesão na cabeça
  • Meningite
  • Tumores hipofisários
  • Hemorragia subaracnóidea
  • Albinismo
  • Drogas como anfetaminas, cocaína, fenilefrina, escopolamina, beladona, furosemida, quinina, tetraciclina e doxiciclina e vidarabina
  • Uso excessivo ou inadequado de lentes de contato
  • Intoxicação por mercúrio
  • Botulismo.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Nem sempre a fotofobia é assunto para consulta médica. No geral, pessoas com condições como albinismo ou olhos claros terão fotofobia normalmente, devendo tomar cuidados como o uso de óculos de sol. No entanto, quando a fotofobia está relacionada e outros episódios, como uma lesão na cabeça, ou é constante e causa dor, o ideal é buscar ajuda.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar as causas de fotofobia são:

  • Clínico geral
  • Oftalmologista
  • Neurologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Eles são contínuos ou ocasionais?
  • Quão graves são os seus sintomas?
  • Alguma coisa parece piorar os sintomas?
  • Alguma coisa parece melhorar os sintomas?
  • Alguém da sua família tem os mesmos sintomas?
  • Quais medicamentos você toma regularmente ou tomou recentemente?
  • Foi recentemente exposto a algum tipo de estresse mais grave do que o normal?

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para fotofobia, algumas perguntas básicas incluem:

  • O que provavelmente está causando os sintomas ou condição?
  • Quais são as outras causas possíveis para os sintomas ou condição?
  • Que tipos de testes são necessários?
  • Essa condição é temporária ou crônica?
  • Preciso fazer alguma restrição daqui em diante?
  • Há algum material impresso que eu posso levar comigo? Quais sites você recomenda?

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Tratamento e Cuidados

Cuidados

O melhor tratamento para fotofobia é descobrir o que está por trás do sintoma. Uma vez que se sabe a causa, o tratamento fará com que o sintoma desapareça na maioria dos casos.

Se você está ingerindo medicamentos que causam sensibilidade, converse com o médico ou médica e busque alternativas ao medicamento ou formas de controlar o sintoma.

Se você é naturalmente mais sensível à luz, tente evitar lugares muito iluminados e use óculos de sol com proteção contra os raios UV sempre que possível.

A manutenção das lentes de contato também é essencial para evitar a fotofobia. Faça a higiene adequada das lentes todos os dias e evite usá-las durante muitas horas seguidas.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais sobre

carregando...