Prolapso retal: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Prolapso retal?

Prolapso retal é o extravasamento de parte do intestino para fora do organismo, pelo ânus. Nesses casos, parte do reto fica para fora.

PUBLICIDADE

Tipos

Há dois tipos de prolapso retal. Eles se dividem em:

  • Prolapso Total: no primeiro há o prolapso de todas as camadas do reto. Já no segundo, há o prolapso apenas da camada mais interna do reto, ou seja, a mucosa
  • Prolapso Parcial: também chamado de prolapso mucoso, o comprometimento pode ser circunferencial ou de apenas uma parte da mucosa retal.

O diagnóstico é feito durante o exame físico, solicitando ao paciente que realize um esforço evacuatório em posição ideal para este exame.

Causas

A causa do prolapso retal não é completamente compreendida, sendo que fatores congênitos e adquiridos parecem estar envolvidos no desenvolvimento desta entidade. Na criança a doença é incomum, sendo mais frequente em lactentes com fibrose cística. Na infância pode estar associada à diarreia, mais comumente nas verminoses, constipação, tosse crônica ou desnutrição.

Fatores de risco

Os fatores de risco conhecidos para prolapso retal se diferenciam entre adultos e crianças

No adulto:

  • Sexo feminino
  • Constipação
  • Doenças neurológicas
  • Nuliparidade (ausência de gestação)
  • Redundância do intestino grosso
  • Ânus dilatado (fraqueza muscular anal)
  • Cirurgias anais e intestinais
  • Alterações anatômicas.

Na criança:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Prolapso retal

Os sintomas mais comuns do prolapso retal são:

  • A principal queixa é referente ao prolapso por si próprio
  • Constipação intestinal
  • Incontinência fecal
  • Sangramento
  • Corrimento/muco.
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

A presença de qualquer estrutura que se exteriorize através do ânus implica na necessidade de se procurar um médico especialista. O sangramento é um sinal de alerta.

Diagnóstico de Prolapso retal

O diagnóstico do prolapso retal é clínico, através do exame físico. Os exames que podem ser feitos para acompanhamento de prolapso retal são:

  • Retossigmoidoscopia
  • Colonoscopia
  • Defecografia
  • Cinedefecografia por Ressonância Magnética
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Prolapso retal

Os medicamentos usados no tratamento do prolapso retal têm fins paliativos e adjuvantes ao tratamento, como aqueles que auxiliam no tratamento da constipação e da incontinência.

O tratamento cirúrgico é a principal modalidade de tratamento do prolapso retal. Há diversas técnicas possíveis de se aplicar. São elas:

  • Estreitamento do orifício anal: mais indicada para pacientes muito idosos, de elevado risco cirúrgico
  • Obliteração do Fundo-de-Saco Peritoneal de Douglas: esta técnica está praticamente em desuso
  • Restauração do assoalho pélvico: consiste na plicatura dos músculos elevadores do ânus, podendo ser pela via transabdominal ou perineal. Há elevado índice de recidivas
  • Ressecção Intestinal, que pode ser de duas formas: retossigmoidectomia abdominal com ou sem fixação do reto junto ao osso sacro (bastante efetiva, mas de grande porte e com risco potenciais de morbidades) e ressecção perineal do reto prolapsado (apesar de apresentar recidivas em número relativamente elevado, é um método mais simples e utilizado em pacientes sem condições de tolerar uma cirurgia abdominal)
  • Suspensão ou fixação do reto: consiste em suturar o reto junto ao periósteo do osso sacro, sustentando-o com pontos e suturas e /ou telas de material inerte. Normalmente aborda-se pela via videolaparoscópica. Costuma não haver grande número de recidivas
  • Combinações de dois ou mais dos métodos anteriores
  • Técnica do PPH. Grampeamento do reto por via anal. Adequado para o prolapso mucoso (parcial).

Quando o prolapso é parcial (prolapso mucoso), uma técnica de grande valia é a Ligadura Elástica. Além disso, pode-se tentar exercícios de fortalecimento perineal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Nos casos de prolapso retal que não podem ser submetidos a tratamentos intervencionistas, uma dieta rica em fibras e liquido para facilitar a evacuação e exercícios para fortalecer a musculatura do períneo são medidas auxiliares. A redução manual do prolapso pode ser tentada sempre que possível.

Complicações possíveis

Pode haver aumento progressivo do prolapso, sangramento e até mesmo encarceramento e gangrena do segmento prolapsado.

Expectativas

Os melhores índices de curabilidade se dão com as técnicas abdominais, com recidivas em torno de 2 a 10%. Nas crianças quase sempre há resolução espontânea do problema.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

O prolapso retal pode ser prevenido. Porém, mesmo com medidas dietéticas (fibras) e evitar grandes esforços evacuatórios, não há garantias de que o indivíduo predisposto não vá evoluir para o prolapso do reto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Fontes e referências

  • João Ricardo Duda, proctologista da Sociedade Brasileira de Coloproctologia e especialista Minha Vida (CRM-PR: 22961)