Gasometria arterial: exame avalia função dos pulmões

Procedimento pode levantar suspeita para diagnóstico de doenças pulmonares

O que é?

Gasometria arterial - Foto: Getty Images
Gasometria arterial avalia funções pulmonares pela análise do sangue

A gasometria arterial mede o pH e os níveis de oxigênio e gás carbônico no sangue de uma artéria. Esse exame é utilizado para verificar se os seus pulmões são capazes de mover o oxigênio dos alvéolos para o sangue e remover o dióxido de carbono do sangue.

PUBLICIDADE

Quando as artérias passam pelos nossos pulmões, elas deixam o dióxido de carbono que é produzido na respiração celular e coletam o oxigênio que está nos alvéolos, para então levá-lo aos nossos órgãos. A gasometria arterial utiliza o sangue retirado de uma artéria, em que o oxigênio e o dióxido de carbono podem ser medidos antes de entrar nos tecidos corporais.

Os valores da gasometria arterial por si só não fornecem informações suficientes para diagnosticar uma doença. Eles não podem dizer se os níveis baixos são causados por problemas pulmonares ou cardíacos, mas por outro lado é ela que determina se um paciente tem ou não necessidade de suplementação de oxigênio.


Qual médico faz o exame?

O exame é realizado por meio de punção de ramo arterial, em geral da artéria radial, por um enfermeiro, com coleta subsequente de uma amostra de sangue.

Quando o exame é pedido?

Uma gasometria arterial pode ser pedida pelo médico para:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

- Verificar a gravidade de problemas respiratórios e doenças pulmonares, como fibrose cística ou DPOC; Verificar se o tratamento para uma determinada doença pulmonar está funcionando; Descobrir se você precisa de oxigênio extra ou ajuda com a respiração (ventilação mecânica); Verificar se você está recebendo a quantidade certa de oxigênio enquanto estiver recebendo oxigênio suplementar; Medir o pH no sangue de pessoas que têm insuficiência cardíaca, insuficiência renal, diabetes não controlada, distúrbios do sono e infecções graves, ou depois de uma overdose de drogas.

Uma gasometria arterial muitas vezes é feita em pacientes que estão no hospital com doença grave ou farão uma cirurgia. O teste pode medir o quão bem os pulmões e os rins da pessoa estão trabalhando e como o corpo está usando energia.

Contraindicações

A contraindicação maior do exame é a presença de doença arterial periférica grave.

Preparo para a gasometria arterial

Informe o seu médico se:

  • Tem problemas de sangramento ou toma anticoagulantes, como ácido acetilsalicílico ou varfarina
  • Toma outros medicamentos
  • É alérgico a algum medicamento, principalmente aqueles usados para anestesiar a pele
  • Se você estiver em terapia de oxigênio, o aparelho pode ser desligado por 20 minutos antes do exame de sangue. Se você não consegue respirar sem ajuda de aparelhos, ele não será desligado.
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Converse com seu médico sobre quaisquer preocupações que você tenha sobre a necessidade do exame, dos seus riscos, como ele será feito ou o que os resultados podem dizer.

Como é feito?

Uma amostra de sangue de uma artéria é normalmente feita a partir do interior do punho (artéria radial), mas também pode ser retirada a partir de uma artéria na virilha (artéria femoral) ou do lado de dentro do braço acima da prega do cotovelo (artéria braquial). Você ficará sentado com o braço estendido e seu pulso descansando em um pequeno travesseiro. O profissional de saúde pode pedir para que você abra e feche a mão. A gasometria arterial não será feita em um braço utilizado para diálise ou se há uma infecção ou inflamação na área do local de punção. Caso seja necessário retirar uma amostra da virilha, o profissional de saúde irá lhe posicionar da maneira mais confortável.

O profissional de saúde que retirar uma amostra de seu sangue irá:

- Limpar o local da agulha com álcool. Você pode receber um anestésico no local para diminuir a dor; Injetar a agulha no interior da artéria. Pode ser necessária mais de uma picada; Encher uma seringa com sangue. Certifique-se de respirar normalmente enquanto o seu sangue está sendo coletado; Colocar uma gaze ou bola de algodão no local da picada quando a agulha for removida; Colar um curativo sobre a área e aplicar uma pressão firme por cinco a 10 minutos (possivelmente mais se você tomar medicamentos para afinar o sangue ou se tem problemas hemorrágicos).

Se forem necessárias várias amostras de sangue, um tubo fino (cateter arterial) pode ser inserido na artéria.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Possíveis efeitos colaterais

Coleta de sangue de uma artéria é mais doloroso do que a coleta a partir de uma veia. A maioria das pessoas sente uma breve e forte dor na hora da coleta.

Se lhe for dada uma anestesia local, você pode não sentir nada no momento da punção, ou pode sentir uma breve picada quando a agulha atravessar a pele.

Embora os problemas sejam raros, ter cuidado com o braço ou perna em que foi feita a coleta é importante. Não levante peso ou transporte objetos com esses braços ou pernas por cerca de 24 horas após a gasometria arterial.

Possíveis complicações e riscos

Há poucas chances de complicação na retirada de uma amostra de sangue arterial. Entretanto, você pode ficar com um pequeno hematoma no local.

Você pode sentir tonturas, desmaios ou náuseas enquanto o sangue está sendo retirado a partir de sua artéria.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Hemorragia pode ser um problema para pessoas com distúrbios que tornam o sangue mais fino ou têm dificuldades de coagulação. Se você toma medicamentos para afinar o sangue ou tem alguma doença que afeta a coagulação, informe ao médico.

Em raras ocasiões, a agulha pode danificar um nervo ou artéria.

Periodicidade do exame

Não há uma periodicidade definida para a realização desse exame.

O que significa o resultado do exame?

A gasometria arterial irá mostrar:

  • Pressão parcial de oxigênio (PaO2): mede a pressão de oxigênio dissolvido no sangue e como o oxigénio é capaz de se mover a partir do espaço aéreo dos pulmões para o sangue
  • Pressão parcial de dióxido de carbono (PaCO2): mede a quantidade de dióxido de carbono que é dissolvido no sangue, e como o dióxido de carbono é capaz de se mover para fora do corpo
  • pH: mede íons de hidrogênio (H +) no sangue. O pH do sangue fica geralmente entre 7,35 e 7,45. Um pH inferior a 7,0 é chamado ácido e um pH maior do que 7,0 é chamada básico (alcalino). Sendo assim, o sangue deve ter um pH ligeiramente básico
  • Bicarbonato (HCO3): bicarbonato é um produto químico que impede o pH do sangue de se tornar muito ácido ou básico
  • Valores de conteúdo de oxigênio (O2CT) e saturação de oxigênio (O2Sat): o primeiro mede a quantidade de oxigênio no sangue daquela amostra, já o segundo mede quantas hemoglobinas (células dos glóbulos vermelhos) estão transportando oxigênio (O2).
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Resultados normais:

Os valores normais variam de laboratório para laboratório e dependem da posição com relação ao nível do mar. Além disso, o seu médico irá avaliar os seus resultados com base em sua saúde e outros fatores. Isto significa que um valor que está fora dos valores normais listados no exame pode ser normal para você.

Os valores da gasometria arterial por si só não fornecem informações suficientes para diagnosticar uma doença. Eles não podem dizer se os níveis baixos são causados por problemas pulmonares ou cardíacos. Por isso, a gasometria arterial é melhor aproveitada se feita em conjunto com outro exame, como a espirometria.

O que afeta o resultado do teste?

Muitas condições podem alterar os níveis de gases sanguíneos. O seu médico irá conversar com você sobre quaisquer resultados anormais. Algumas razões para os resultados estarem alterados ou você não conseguir fazer o teste:

  • Estar com febre ou com a temperatura corporal anormalmente baixa (hipotermia)
  • Ter uma doença que afeta a quantidade de oxigênio que é transportada no sangue, como anemia grave
  • Fumar ou respirar fumaça de cigarro pouco antes do exame, bem como inalar certos produtos químicos, como removedores de tinta.

Grávida pode fazer?

O exame pode ser feito por gestantes e o padrão de normalidade é similar. Assim como para os demais, a contraindicação maior do exame é a presença de doença arterial periférica grave.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Referências

Rogério de Souza, pneumologista assessor da área de Pneumologia do Fleury Medicina e Saúde

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.