PUBLICIDADE

Diabetes: sete hábitos que podem causar hipoglicemia

Jejum prolongado e não levar exercícios em conta são alguns erros

Tontura, mal estar, visão turva, sudorese, fome intensa, taquicardia e alteração do nível de consciência são sintomas do mal conhecido por hipoglicemia, recorrente entre pessoas com diabetes e caracterizada por níveis de glicose abaixo dos 60mg/dL - os valores ideais estão na faixa entre 70mg/dL e 99mg/dL. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, pelo menos metade dos portadores de diabetes tipo 1 sofrem episódios de hipoglicemia uma vez por mês, mal que também afeta alguns pacientes de diabetes tipo 2, ainda que mais raramente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dados divulgados em 2012 pela pesquisa Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), mostram que cerca de 5,6% da população brasileira adulta sofre de diabetes e, realmente, está preocupada em controlar o excesso de açúcar no sangue. "Entretanto, a falta de glicose pode causar danos como crises convulsivas e coma, que podem inclusive levar à morte", alerta o nutrólogo Gabriel Biancardi, do Hospital 9 de Julho, em São Paulo. No Dia Mundial do Diabetes (14 de Novembro), livre-se dos erros alimentares na hora de controlar o açúcar no sangue e evite a hipoglicemia:

Não comer nada antes de dormir

mulher tomando leite antes de dormir - Foto: Getty Images
mulher tomando leite antes de dormir - Foto: Getty Images

Durante as horas de sono, o portador de diabetes pode apresentar a chamada hipoglicemia noturna, episódio caracterizado por pesadelos, transpiração intensa e dor de cabeça ao levantar. "Para evitar a hipoglicemia noturna, o ideal é fazer um lanche antes de dormir, consumindo carboidratos e proteínas, como leite ou pão com queijo e presunto", afirma a nutricionista Deise Regina Baptista Mendonça, do Departamento de Nutrição e Metabolismo da Sociedade Brasileira de Diabetes. "A glicemia deve ser ajustada sempre para que fique em torno de 100 m/dl nesse período, mas não muito acima disso", afirma.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pular refeições

prato vazio  - Foto: Getty Images
prato vazio - Foto: Getty Images

Essa é uma das principais causas de hipoglicemia na pessoa com diabetes. Ficando longos períodos sem se alimentar, os níveis de açúcar no sangue caem naturalmente, mas não o suficiente para causar hipoglicemia em uma pessoa que mantem uma dieta saudável. Isso porque o organismo percebe a queda e diminui a produção de insulina, de modo que o açúcar seja usado de forma mais lenta, ou então começa a produzir o glucagon, hormônio que faz o fígado converter algum glicogênio em glicose, para então liberar o açúcar no sangue. "Esse sistema não funciona adequadamente quando se tem diabetes, dificultando esse equilíbrio dos níveis de açúcar no sangue e levando à hipoglicemia", afirma o endocrinologista Fernando Spagnoulo, responsável pelo Ambulatório de Endocrinologia do Centro Integrado de Saúde na Faculdade Anhembi Morumbi. Por isso, é de extrema importância comer a cada três horas sem pular nenhum lanche ou refeição principal.

Evitar carboidratos mesmo com exercícios

mulher cansada na academia - Foto: Getty Images
mulher cansada na academia - Foto: Getty Images

O nutriente mais controlado pela pessoa com diabetes é o carboidrato que, se ingerido em excesso, pode elevar rapidamente os níveis de açúcar no sangue. No entanto, para aqueles que praticam atividade física, a ingestão do carboidrato antes e depois dos exercícios é de extrema importância, do contrário pode haver um caso de hipoglicemia. "Se você já coordena sua alimentação com a atividade, mas fez mais exercícios do que o planejado no dia, o ideal é medir a glicemia para ver se é necessário consumir carboidratos extras", diz o nutrólogo Gabriel Biancardi, do Hospital 9 de Julho. "Exercícios aeróbicos de grande duração (como corrida e natação) tendem a baixar a glicemia, sendo necessária uma ingestão maior de alimentos, mas o ideal é sempre conversar com seu médico."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Só comer antes ou depois de se exercitar

homem fazendo musculação - Foto: Getty Images
homem fazendo musculação - Foto: Getty Images

Pessoas que sofrem mais facilmente com a hipoglicemia devem ficar atentas aos níveis de glicose no sangue mesmo durante a prática de exercícios. "Principalmente aqueles que passam longos períodos na academia, combinando musculação com outras atividades, devem verificar os níveis de glicose no sangue durante os intervalos e fazer um pequeno lanche, se necessário", diz o nutrólogo Gabriel. "Lembrando que a atividade física demanda muita energia do corpo e a glicose é a base desse fornecimento, evitando assim a baixa dos níveis e a hipoglicemia."

Ingerir álcool

homem bebendo cerveja - Foto: Getty Images
homem bebendo cerveja - Foto: Getty Images

Além de prejudicar a absorção de diversas vitaminas e minerais, o álcool pode causar hipoglicemias severas. Isso porque, para metabolizar o álcool, o fígado deixa de lado outras funções, como o fornecimento de glicose às células. "Além disso, o alcoolismo pode levar à cirrose e a outros problemas hepáticos, que também causam hipoglicemia", afirma o endocrinologista Fernando. Os especialistas explicam que, para evitar o problema, o ideal é evitar o álcool ou beber moderadamente, alimentando-se durante a ingestão, para evitar picos de insulina.

Aplicar mais insulina do que o necessário

mulher aplicando insulina - Foto: Getty Images
mulher aplicando insulina - Foto: Getty Images

A maioria dos episódios de hipoglicemia entre pessoas com diabetes acontece quando o paciente não balanceia corretamente a ingestão de açúcares e a aplicação de insulina, injetando mais do que o necessário e levando a um quadro hipoglicêmico. "A insulina aplicada tem que ser proporcional aos alimentos ingeridos", diz Fernando Spagnoulo. "Errar essa conta pode levar tanto ao exagero na aplicação da insulina quando ao fornecimento insuficiente, e ambos causam prejuízos."

Deixar a bolsa vazia

balas - Foto: Getty Images
balas - Foto: Getty Images

"Os portadores de diabetes devem carregar consigo balas de caramelo ou sachês de mel, para o caso de um início de crise ou a iminência de um período longo em jejum", diz a nutricionista Deise. Segundo a especialista, um simples docinho pode muitas vezes evitar o agravamento dos sintomas de hipoglicemia.