PUBLICIDADE

Oito mentiras que você conta para se enganar durante a dieta

Desculpas simples atrapalham a emagrecer e passam despercebidas na rotina

Você sabia que as mulheres contam, em média, 474 mentiras por ano relacionadas a seus hábitos alimentares? Quem faz essa afirmação é uma pesquisa feita pela empresa britânica Timex, que entrevistou 3000 mil mulheres. O estudo revelou que frases como "é só um pouquinho", "só saio da dieta em ocasiões especiais" ou "bebo vinho tinto porque faz bem à saúde" são algumas das mentirinhas preferidas das mulheres. Se você faz parte desse grupo e anda acreditando que esses escorregões não afetam o emagrecimento, saiba que seu corpo não concorda com isso - e a balança menos ainda. Separamos as mentiras mais comuns e conversamos com duas especialistas que explicam por que elas são o terror da sua dieta:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Toda a salada é saudável e não vai engordar

salada com bacon - Foto: Getty Images
salada com bacon - Foto: Getty Images

Apesar de saber que a salada é uma ótima fonte de nutrientes e o melhor jeito de começar uma refeição, você sempre corre o risco de errar na escolha dos ingredientes. "Normalmente optamos por molhos à base de maionese, queijos amarelos, azeitonas, batata palha e croutons são inimigos de uma salada magra", diz a nutricionista Mariana Ribeiro, do Rio de Janeiro. Se a salada for apenas parte do prato, ela deverá ser composta por duas folhas verdes escuras (endívia, rúcula, agrião, alface, escarola) e temperada com limão, azeite extra virgem (uma colher de sobremesa), alho e muitas das ervas, como manjericão, salsinha, orégano e sálvia. Caso a salada seja a refeição completa, acrescente alguma proteína, como peixe, ovos cozidos ou frango desfiado. "Comendo um bom prato de salada como esse, você tem mais saciedade e começa o segundo prato com menos avidez ou então fica satisfeito até a próxima refeição."

Bolo sem cobertura pode comer à vontade

três pequenos bolos de banana - Foto: Getty Images
três pequenos bolos de banana - Foto: Getty Images

É óbvio que bolos com recheios ou coberturas são muito mais calóricos. "Escolher o tipo de bolo evita alguns quilos a mais, receitas com farinha de aveia, quinua, amaranto ou farinha integral são mais saudáveis, assim como aqueles que reduzem ou substituem o açúcar branco por orgânico", aconselha a nutricionista Thatyana Freitas, da clínica Stesis, em São Paulo. "Mas isso não serve como desculpa para comer um bolo inteiro, pois um volume alto excede no valor calórico, ainda que contenha ingredientes magros", afirma a nutricionista Sandra da Silva Maria, da Clínica Gastro Obeso Center, em São Paulo. O ideal é sempre ingerir uma porção de 150 gramas - os sabores laranja, limão, cenoura ou fubá são os mais recomendados. "Vamos deixar bem claro que bolo deve ser consumido poucas vezes na semana e nunca diariamente', afirma Sandra. "Se o objetivo for manutenção de peso, de duas a três vezes na semana, se for dieta hipocalórica, uma vez na semana."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Se for light ou diet pode comer mais

mulher comparando dois produtos no mercado - Foto: Getty Images
mulher comparando dois produtos no mercado - Foto: Getty Images

Rótulos do tipo light ou diet não servem como justificativa para exageros. A nutricionista Sandra explica que alimentos diet geralmente são isentos de açúcar, sódio ou proteínas. "Para compensar a falta de açúcar, por exemplo, adiciona-se uma maior quantidade de gordura, para conservar o sabor, e os alimentos considerados diet são quase sempre mais calóricos que o normal, não sendo indicados para perda de peso", diz.

O mesmo vale para os alimentos light, que podem ter uma redução de calorias, açúcares, gorduras, sódio ou outro nutriente em relação ao produto original. No entanto, a diferença calórica entre um produto e outro pode ser muito pequena e o sabor pode ser compensado aumentando a quantidade de outros componentes. "O importante é consumir o produto em porções pequenas, seja normal, light ou diet, e ler o rótulo com atenção para verificar qual o componente está isento ou reduzido naquele produto", aconselha a especialista. Mariana Ribeiro completa dizendo que, ao ler um rótulo, você precisa ir além das calorias totais e avaliar a composição deste alimento no que se refere às gorduras, sódio, fibras, carboidratos e proteínas. "Às vezes as calorias não são muitas, mas há o predomínio de gorduras de má qualidade nutricional no alimento e isso deve contar na sua decisão."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que engorda no pão é mesmo o miolo

pão francês - Foto: Getty Images
pão francês - Foto: Getty Images

"O miolo é sempre acusado como vilão, mas ele e a casca têm a mesma quantidade de calorias", afirma Thatyana Freitas. "Ao retirá-lo, você está apenas comendo menos, e não diminuindo as calorias do pão." Faça a contas: sem o miolo, reduzimos a calorias do pão pela metade, de 135 para 67, aproximadamente - é como se você estivesse comendo meio pão. No fundo, é só a quantidade que muda. "Nesse caso, o melhor é optar pela versão integral, que tem mais fibras e ajuda na digestão, além de prolongar a saciedade e contribuir com o emagrecimento", aconselha a especialista.

Se eu malhei mais do que o normal, posso comer mais

halteres e maçã - Foto: Getty Images
halteres e maçã - Foto: Getty Images

"Quando o objetivo é perder peso, não há ginástica que funcione se você usar os exercícios como desculpa para exagerar nas refeições", diz a nutricionista Thatyana. Emagrecer é o resultado de um gasto de calorias superior àquelas consumidas. "Comer mais porque gastou mais só vai emperrar sua perda de peso", afirma a nutricionista Sandra.

Tomar cerveja na sexta feira pode

happy hour - Foto: Getty Images
happy hour - Foto: Getty Images

A cerveja pode até conter nutrientes, porém a ingestão elevada de álcool favorece a eliminação de vitaminas e minerais do nosso organismo pela urina. "Eles são fundamentais para oxidação de gordura e metabolização dos carboidratos, proteínas e lipídeos', diz a nutricionista Thatyana. Além disso, a nutricionista Mariana explica que 1g de álcool tem 7kcal, mais calorias do que em 1g de carboidrato ou proteína (4 kcal). Se você quer curtir o happy hour na sexta, procure beber entre um e dois copos de cerveja e maneire nos petiscos, dispensando as opções fritas.

Vinho pode, porque ele é saudável

duas taças de vinho tinto - Foto: Getty Images
duas taças de vinho tinto - Foto: Getty Images

O vinho tinto é rico em antioxidantes e antocianinas, compostos que protegem o sistema cardiovascular, previnem o diabetes, ajudam na digestão e combatem o envelhecimento precoce. No entanto, esses benefícios só são aproveitados se você consome a bebida com moderação e mantém outros hábitos saudáveis, como uma dieta adequada e a prática de exercícios físicos. A quantidade diária recomendada é de uma taça de vinho para mulheres e até duas para homens.

No fim de semana pode

mulher mancando data no calendário - Foto: Getty Images
mulher mancando data no calendário - Foto: Getty Images

A dieta deverá ser mantida até mesmo aos finais de semana ou nas ocasiões especiais, para que os resultados já alcançados não sejam perdidos. "As células de gordura de quem está em processo de emagrecimento absorvem e armazenam os nutrientes com mais facilidade, ou seja, se exagerar você pode engordar tudo o que emagreceu e mais um pouco no fim de semana", alerta a nutricionista Thatyana. Abrindo mão de dietas radicais, você não vai sentir necessidade de exagerar no fim de semana. Em ocasiões especiais, não saia de casa sem antes fazer um pequeno lanche, como um iogurte com cereais, ou uma fruta. "Lembrando que dentre as opções servidas nos eventos, vale escolher a mais saudável e consumir em pequenas quantidades, evitando petiscar de tudo o que for servido."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)