PUBLICIDADE

9 problemas que o refrigerante diet pode causar: depressão, enxaqueca e mais

Estudos apontam quais impactos na saúde podem estar relacionados ao consumo do refrigerante diet

Os refrigerantes dietéticos são constantemente consumidos como uma alternativa mais saudável em comparação com os refrigerantes açucarados. Porém, as consequências a longo prazo sugerem que seu consumo não seja uma opção tão saudável assim. Veja 7 impactos que o refrigerante diet pode gerar na sua saúde.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1- Dores de cabeça e enxaqueca

Um estudo realizado com 190 pacientes da Unidade de Dor de Cabeça do Centro Médico Montefiore, Nova York, aponta que o aspartame pode ser um importante desencadeador de dor de cabeça e enxaqueca em algumas pessoas.

Esses pacientes foram questionados sobre os efeitos do álcool, aspartame e carboidratos no desencadeamento das dores de cabeça. Dos 171 participantes que completaram a pesquisa, 49,7% associaram suas dores com o álcool, enquanto 8,2% relacionaram com o aspartame e 2,3% com o consumo de carboidratos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pacientes com quadros de enxaqueca relataram o aspartame como um fator desencadeante três vezes maior do que os pacientes com outros tipos de dor de cabeça.

2- Depressão

Algumas pesquisas notaram maiores índices de depressão entre aqueles que bebiam refrigerante diet diariamente. O consumo frequente de bebidas açucaradas, especialmente bebidas dietéticas, pode aumentar o risco de depressão entre os idosos, enquanto um estudo sugere que o consumo de café pode diminuir o risco.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Realizado com 263 mil pessoas com idades entre 50 e 71, a pesquisa analisou o consumo de bebidas como refrigerante, chá e café de cada participante. Após 10 anos, os participantes foram questionados se haviam sido diagnosticados com depressão. No total, 11.311 diagnósticos foram realizados.

O estudo constatou que as pessoas que bebiam refrigerante frequentemente eram 30% mais propensas a desenvolver depressão, se comparadas àquelas que não consumiam. Já as pessoas que consumiam, em média, 4 xícaras de café sem açúcar por dia, apresentavam uma probabilidade 10% menor de desenvolver depressão, em relação às pessoas que não consomem café.

Além disso, o risco aparentava ser maior para aqueles que consumiam o refrigerante diet no lugar do refrigerante açucarado.

3- Doenças cardiovasculares

Um estudo realizado pelo Centro Médico da Universidade de Columbia, em Nova York, examinou a relação entre o consumo regular de refrigerantes dietéticos com doenças cardiovasculares.

A análise foi feita com 2.564 participantes e a análise cruzou os dados de consumo médio de refrigerantes de cada um junto com o número de problemas cardiovasculares apresentados durante 10 anos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Já considerando as condições vasculares de cada participante e considerando níveis de colesterol e índice de massa corporal, os pesquisadores descobriram que aqueles que bebiam refrigerante diet diariamente apresentavam 43% mais chance de sofrer algum tipo de problema cardiovascular, em comparação com aqueles que não consumiam.

4- Parto prematuro

Um estudo realizado com aproximadamente 60.000 grávidas na Dinamarca, descobriu que as mulheres que consumiam refrigerante dietético diariamente tinham mais chance de ter um parto prematuro do que aquelas que não consumiram. Segundo pesquisadores, os riscos aumentam conforme o consumo.

Em contrapartida, eles não conseguiram determinar a causa específica para essa relação. Porém, alguns levantamentos anteriores realizados com animais, determinaram o aspartame como fator principal da causa.

5- Hipertensão

Consumidores de refrigerante diet estão mais propensos a terem pressão alta do que aqueles que não consomem. Embora os pesquisadores não tenham apontando uma razão específica, presume-se o fato de o refrigerante diet estar associado ao ganho de peso e, assim, ele pode estar contribuindo para a pressão alta.

Outra hipótese sugerida pelos pesquisadores é que o refrigerante diet contém muito sódio, que pode acabar desencadeando o aumento da pressão arterial.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

6- Doenças renais

Estudos observacionais apontam a relação entre o consumo do refrigerante diet com o desenvolvimento ou agravamento de doenças renais. A explicação dada pelos pesquisadores é de há um aumento na carga de ácido nos rins, devido ao alto teor de fósforo presente nos refrigerantes. Porém, eles ressaltam a necessidade de mais estudos.

7- Síndrome metabólica e Diabetes tipo 2

De acordo com os estudos realizados pelo Multi-Ethnic Study of Atherosclerosis (MESA), EUA, o consumo de refrigerante dietético está associado a síndrome metabólica incidente e diabetes tipo 2.

O consumo do refrigerante diet foi avaliado através de um questionário de frequência alimentar dos participantes. Através dele, pesquisadores associaram o consumo a um aumento de 36% de chances de desenvolver síndrome metabólica. Além disso, um risco de 67% de desenvolver diabetes tipo 2, comparando com o não consumo da bebida.