PUBLICIDADE

Dieta Revolucionária do Dr. Atkins emagrece: será que é boa mesmo?

Apesar de garantir o emagrecimento, o método carece de vitaminas e minerais

A Dieta do Dr. Atkins foi a precursora de todas as chamadas dietas da moda. Lançada por três vezes - 1972, 1992 e 2002 - todas com um grande apelo de marketing. Nas três ocasiões foi chamada de a "Nova Dieta Revolucionária do Dr. Atkins", mesmo não havendo nenhum elemento novo nos relançamentos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A dieta promete perda de peso rápida e sem fome. Promessa que sempre despertou a atenção das pessoas. O livro do Dr. Atkins já vendeu mais de 10 milhões de cópias em todo o mundo. A proposta do cardiologista americano Dr. Robert Atkins é a de que deveríamos abolir todo tipo de carboidrato de nossa dieta, ou seja, pães, arroz, feijão e grãos, batatas, frutas, massas em geral, qualquer tipo de doces e a maior parte das verduras. Essa recomendação se baseia na conclusão de que os carboidratos são os responsáveis pelo ganho de peso das pessoas e que bastaria a retirada dos mesmos da dieta para alcançarmos o peso ideal.

Nessa dieta não há restrição de calorias e a pessoa pode comer a quantidade que quiser dos alimentos que não sejam carboidratos, ou seja, carnes, embutidos, bacon, queijos amarelos e ovos. Ou seja, a dieta é rica em proteínas e gorduras. Na verdade, a Dieta do Dr. Atkins emagrece muito e rapidamente. A perda de peso não ocorre pela suspensão dos carboidratos como proposto por ele e sim porque essa dieta é muito monótona e a grande quantidade de proteínas que ela possui induz à saciedade, fazendo com que as pessoas comam poucas calorias. Quem segue esta dieta não consegue comer muita carne e ovos sem arroz ou outro carboidrato. Também não consegue comer presunto e queijo, em grandes quantidades, sem pão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"A suspensão de frutas e legumes não garante a injestão recomendada de vitaminas e minerais"

Logo, a monotonia da dieta, aliada ao seu grande poder de saciedade faz com que a pessoa coma pouco. Por outro lado, a perda de peso não dura muito tempo, as pessoas que seguem a proposta revolucionária do médico logo voltam a ganhar peso, evidenciando a grande dificuldade de seguir uma dieta como esta.

Por que não é eficiente?

A pior parte da Dieta do Dr. Atkins é o seu alto teor de colesterol e de gorduras saturadas. Tudo o que não queremos para nossos pacientes, tudo o que há de mais contrário à idéia de saúde. Quando propomos uma dieta para emagrecer, não podemos esquecer os conceitos de nutrição e saúde, que devem ser levados em conta, além do desejo de emagrecer do paciente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Devido à suspensão de frutas e legumes, a Dieta do Dr. Atkins é falha no que se refere a vitaminas e minerais. E sabemos que a suplementação vitamínica não supre a falta de ingestão dos alimentos ricos nesses micronutrientes, lembrando também que a maior perda de peso que se consegue com esta dieta é à base da eliminação de água corporal e de massa magra. Desde que o Dr. Atkins lançou sua dieta sem carboidratos, em 1972, as dietas da moda viraram moda e nunca mais conseguimos tirar esse equívoco da cabeça das pessoas: a falsa idéia de que os carboidratos engordam e devem ser evitados.

Hoje, as dietas da moda são destaques na mídia, suas fórmulas são publicadas em livros que se tornam best sellers, são recomendadas por celebridades e passaram a fazer parte da vida das pessoas. Até que surja alguém ainda mais esperto e invente a próxima dieta da moda.

Sobre as dietas

Todas as dietas da moda emagrecem. Todas têm um valor calórico muito abaixo das reais necessidades calóricas das pessoas. É esta defasagem de calorias que faz as pessoas emagrecerem, mas sem compromisso com as suas necessidades nutricionais e sem respeito às preferências alimentares de cada um.

Na maioria das vezes, as dietas da moda são monótonas, de sabor tão ruim que quem as segue não vê a hora de terminar o regime para voltar a comer o que gosta. Estas características inviabilizam a manutenção do peso e não permitem que, após a perda de peso, o paciente siga se alimentando corretamente.

São necessários ainda muitos estudos científicos para avaliar a possível eficácia clínica e a segurança da Dieta do Dr. Atkins como ferramenta terapêutica na redução e manutenção de peso a longo prazo. Para o tratamento da obesidade, ainda é seguro afirmar que dietas hipocalóricas e balanceadas que proponham uma reeducação alimentar trazem os resultados mais eficazes e duradouros.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)