PUBLICIDADE

Jurubeba ajuda a tratar problemas digestivos

Planta conta com princípios ativos amargos que estimulam a produção de secreções gástricas e biliares facilitando a digestão

A jurubeba (Solanum paniculatum) é uma planta com sabor amargo e inúmeras propriedades medicinais. Ela pode ser encontrada em regiões diversas do Brasil e também é conhecida como juribeba, jurupeba, jupeba, jubebe, urupeba, gerobeba, joá-manso, jurubebinha, dentre outros nomes. É facilmente identificada, possui pequenos frutos verdes e flores de cor branca ou lilás. Ela pode ser usada na culinária (frutos em conserva, azeite de jurubeba, curtida em vinho ou cachaça) e em forma de chá como auxiliar no tratamento de diversos problemas de saúde: diabetes, doenças do fígado, do sistema digestivo e do coração. A jurubeba pode ser comprada em alguns mercados regionais e lojas de produtos naturais, e suas partes consumíveis são as raízes, caule, folhas, flores e frutos

Nutrientes da Jurubeba

Segundo a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO) cem gramas de jurubeba (fruto) contêm 125 calorias, 23 gramas de carboidratos, 4,5 gramas de proteína, 4 gramas de lipídeos e 24 gramas de fibra insolúvel. O frutinho é rico em vitamina C, fósforo, cálcio, magnésio, manganês, vitamina B6 e B1, ferro e zinco.

Ação antioxidante da Jurubeba

Uma pesquisa publicada em 2013 na revista científica BioMed Research International mostrou que o fruto da jurubeba apresenta um alto valor antioxidante devido ao seu teor de polifenois e ácido ascórbico (vitamina C). Outros princípios ativos da planta são esteroides, saponinas, glicosídeos e alcaloides, presentes em maior quantidade nas folhas, raízes e caule.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na Farmacopeia Brasileira a jurubeba é registrada para auxiliar no tratamento contra anemia e para desordens hepáticas e digestivas. Os princípios ativos amargos estimulam a produção de secreções gástricas e biliares facilitando a digestão.

Principais ações da jurubeba: gastroprotetora (protege o trato gástrico), estimulante digestivo, carminativa (elimina gases) e antiulcerosa.

Principais usos da jurubeba: acelera a digestão e estimula a função digestiva, proporciona alívio da acidez estomacal (gastrite e úlcera), reduz gases e distensão abdominal, combate a dispepsia (dificuldade de digestão), melhora a produção de bile e a função hepática, protege o fígado, fortalece o coração, controla a glicose do sangue (diabetes).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Propriedades e ações da Jurubeba documentadas por pesquisa

Há uma pesquisa extensa sobre os efeitos da jurubeba comprovando a sua grande gama de ações na saúde humana: analgésica (alívio da dor), antiácida, antiulcerosa, cardiotônica (tonifica, equilibra, fortalece o coração), gastrotônica (tonifica, equilibra, fortalece o trato gástrico), gastroprotetora (protege o trato gástrico), hepatotônica (tonifica, equilibra, fortalece o fígado), hipotensora (diminui a pressão arterial).

Quanto e como usar a Jurubeba

A jurubeba pode ser usada de forma medicinal por um período de 15 a 21 dias, devendo haver um intervalo de pelo menos uma semana antes de recomeçar o uso do chá. Na forma culinária ela pode ser usada uma a duas vezes por semana, e a forma mais comum é a conserva dos frutinhos, que podem ser acrescentados em diversas preparações: pratos com arroz, lentilha, feijão, carnes, pescados, sopas. Use uma colher de chá da conserva para cada porção de alimento preparada. Por exemplo, se você vai preparar uma refeição para quatro pessoas acrescente quatro colheres de chá de jurubeba.

Receita de chá de jurubeba

Leve ao fogo meio litro de água com uma colher de sopa da planta seca e triturada. Deixe ferver em fogo baixo por dez minutos, então abafe por mais dez minutos. Depois é só coar e adoçar se preferir. Beba até duas xícaras por dia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Receita de conserva de jurubeba

1 xícara de frutos frescos de jurubeba

2 litros de água

Sal grosso (para escaldar)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1 xícara de vinagre de vinho branco

½ xícara de água

1 colher de sopa de açúcar

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1 colher de chá de sal marinho ou sal rosa

1 colher de chá de sementes de coentro

3 cravos

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2 dentes de alho cortados em fatias

1 pimenta dedo-de-moça cortada em rodelas

Coloque para ferver uma chaleira com dois litros de água e reserve. Lave as jurubebas, cubra com água fria, acrescente 1 colher de chá de sal e leve ao fogo. Quando ferver escorra, coloque mais água quente (da chaleira) com sal e repita a operação. Faça isto de 5 a 6 vezes para que a jurubeba fique menos amarga. Após escorrer pela última vez acrescente todos os outros ingredientes e deixe ferver por um a dois minutos. Coloque a preparação quente em um vidro de conserva aferventado e também ainda quente. Feche bem e guarde na geladeira. Espere curtir por pelo menos uma semana.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Artigo escrito pela Dra. Tamara Mazaracki - Nutrologa