PUBLICIDADE

Bons hábitos são determinantes para um envelhecimento saudável

Enquanto a genética também influencia em 25% no modo como os anos passam para a pessoa

Ficar velho é o temor de muitas pessoas. Todos querem viver por muito tempo, mas não querem envelhecer e arcar com suas consequências.

O processo de envelhecimento é contínuo, inexorável e inicia-se logo após o nascimento. Quem busca uma vida longa, envelhecerá, infelizmente o único método eficaz contra o envelhecimento é a morte prematura.

O Brasil está envelhecendo em ritmo acelerado. De acordo com a OMS, em 2025 o Brasil será o sexto pais do mundo em número de idosos, serão mais de 32 milhões de pessoas nesta faixa etária. Dados do censo 2010 confirmam esta tendência, enquanto a população de jovem vem decrescendo porcentualmente, a proporção dos maiores de 60 anos cresceu de 8,57% para 11,16% comparando com o último censo realizado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Não existe uma fórmula mágica ou fonte da juventude que combata o processo de envelhecer. Quem procura as terapias anti-envelhecimento geralmente se contenta com cuidados estéticos, entretanto para envelhecer bem não basta apenas isto.

O avanço da medicina e o desenvolvimento de novas tecnologias propiciaram o alongamento da vida, hoje é possível o controle de inúmeras doenças com medicações e procedimentos médicos. Porém muitas destas conquistas apenas prolongam a vida sem acrescentar qualidade ao período adicional.

A carga genética é responsável por parte do envelhecimento bem sucedido, cerca de um quarto deve-se aos fatores hereditários. Os outros determinantes são relacionados aos hábitos e cuidados preventivos realizados ao longo de vida que minimizam os efeitos deletérios do envelhecimento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O Japão possui uma das populações mais envelhecidas do planeta. Na província de Okinawa concentra-se o maior número de centenários do mundo, sendo que a grande maioria vive de forma autônoma e independente. Este grupo apresenta comportamentos que se repetem em outros grupos de grandes longevos existentes em outros continentes, como a boa alimentação e prática de atividade física.

Este estilo de vida é adotado ao longo da vida e mesmo nas idades mais avançadas não é abandonado. Os principais pontos em comum são bons hábitos alimentares, atividade física regular, a espiritualidade (independente da religião), e vida social ativa, com atividades familiares e sociais frequentes e rotineiras.

Para um envelhecimento ativo bem sucedido, a realização de check-ups anuais é fundamental, mas não basta. Não existem pílulas milagrosas ou polivitamínicos mágicos. Em alguns casos, o uso indiscriminado de vitaminas e medicações pode até levar a efeitos indesejados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quem quiser usufruir de uma velhice com qualidade de vida deve investir em sua poupança da saúde, que deve começar ainda na juventude. Quanto mais "créditos" forem acumulados, maiores serão as chances de viver no futuro com autonomia e independência. Portanto, a doção de hábitos saudáveis desde cedo.

Portanto, mantenha sua avaliação periódica de saúde em dia e cuide muito bem dos problemas de saúde já existentes, com seu médico de confiança. Além disso, adote hábitos alimentares saudáveis, pratique atividade física regular, exemplo trinta minutos diários de caminhada, e celebre a vida com os amigos e família!

Artigo escrito com a colaboração do geriatra Carlos André Uehara (CRM/SP 97211), médico do Instituto Longevità e geriatra pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)