Rede social do "desabafo" presta apoio emocional coletivo

Criada para ajudar na saúde mental, plataforma Sunas é alternativa para quem precisa de amparo em momentos de crise

Saúde mental é um tema que vem ganhando cada vez mais espaço na vida das pessoas. De olho nessa tendência, uma nova rede social foi criada no início deste ano para ajudar a população a cuidar de seu estado emocional - especialmente neste momento de pandemia do novo coronavírus.

Batizada de Sunas, a plataforma tem como proposta reunir pessoas que vivenciaram experiências de vida parecidas para dividirem relatos de forma empática e, assim, conseguirem enfrentar obstáculos pessoais. Totalmente gratuita, ela ainda fornece acesso a profissionais da saúde, como psicólogos. Entenda como funciona:

Rede social focada em saúde mental

Criada em março de 2020, a Sunas é uma rede social com o objetivo de criar uma comunidade segura de pessoas que vivenciaram problemas parecidos, por meio de desabafos anônimos sobre as experiências pelas quais passaram ou que estão tendo no momento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para isso, basta que a pessoa crie um perfil na rede social - é preciso ser maior de 18 anos para usá-la. Feito o cadastro, o usuário pode escrever um relato sobre um tema que lhe aflige e que se encaixa nas mais de 10 categorias que são disponibilizadas na plataforma, como: luto, quarentena, relacionamentos, traumas, adversidades físicas, entre outras.

As interações, vale dizer, nem sempre são por meio de mensagens escritas, mas também por reações (similar a outras redes sociais existentes), que incluem frases como "Estou te ouvindo", "Estou pensando em você", "Eu te entendo" e "Você me ajudou".

Além disso, é preciso ficar atento às regras: no Sunas, não são permitidos relatos ou mesmo comentários inapropriados e informações equivocadas. Assim, todo conteúdo publicado pelos usuários da rede social passa por uma curadoria antes de ser aprovado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De forma geral, esses conteúdos não podem ser ofensivos, agressivos ou preconceituosos, devem preservar o anonimato do autor e ter um teor positivo e empático.

De acordo com Sarah Pires, fundadora e CEO do Sunas, a rede social chega, dessa maneira, como uma alternativa disponível para auxiliar as pessoas com questões referentes à saúde mental - especialmente aquelas que não têm acesso ao debate psicoterápico.

Plataforma não substitui tratamento

O Sunas também permite o cadastro de profissionais da saúde que desejam oferecer apoio e serviços na plataforma. Assim como os usuários, eles também podem publicar conteúdos que contenham informações relevantes - sem ser um texto que funcione como uma autopromoção ou propaganda.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É importante reforçar que a plataforma não deve ser compreendida como uma substituição ao tratamento psicoterápico ou de outros tipos. Na verdade, ela funciona como um espaço de apoio interpessoal que também pode conectar quem precisa de ajuda com aqueles que são especialistas no assunto.

"O Sunas faz isso democratizando o acesso à saúde mental de maneira gratuita, através dos grupos de partilha online, via plataforma de audioconferência, do acesso a conteúdos produzidos por profissionais da saúde e da comunidade com relatos anônimos, que estimulam a troca de experiências", reforça Sarah.

Como cuidar da saúde mental

7 formas de praticar a autoterapia e diminuir a ansiedade

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

7 aplicativos que te ajudam a cuidar da sua saúde mental

Meditação guiada: 9 aplicativos gratuitos para praticar