PUBLICIDADE

Navegar na internet durante o trabalho pode significar insatisfação profissional

Estudo publicado pelo periódico Computers in Human Behavior aponta que navegar na internet pode ser uma resposta ao tédio em ambiente de trabalho

A internet é uma ferramenta útil para efetuarmos nossos deveres profissionais. Seja mandando e-mails, marcando reuniões, ou realizando entrevistas, estar conectado ao mundo online é essencial para quem mantém uma rotina de trabalho, seja em casa ou no escritório. Porém, ela também oferece distrações ao usuário, e segundo um estudo realizado pela universidade de Haifa, utilizá-la para fins pessoais durante os horários de ofício, pode significar que suas funções não preenchem suas necessidades de produtividade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como o estudo foi feito

Os estudiosos em parceria com a Universidade do Sul da Flórida, focaram em saber se navegar pela internet é prejudicial à produtividade, ou se era apenas uma resposta a monotonia e à falta de tarefas no ambiente de trabalho.

"Os motivos e as consequências para essa monotonia não são muito compreendidos. Por exemplo, o quanto é realmente prejudicial para o bem estar se sentir entediado no trabalho? Há maneiras de lidar com esse tédio no trabalho que impeçam os efeitos negativos sob o nosso bem estar?", indaga o psicólogo Shani Pindek, em entrevista ao site PsyPost.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Experimentos

Os pesquisadores entregaram um questionário para 463 funcionários que trabalhavam no sul dos Estados Unidos, em período integral. As questões foram formuladas para determinar o quanto os trabalhadores estavam entediados, e com qual frequência eles navegam na internet durante o expediente. Os participantes também foram questionados sobre sua jornada de trabalho, e o quanto eles praticavam comportamentos contraproducentes de forma geral.

Os resultados revelaram que o tédio e uma baixa carga de trabalho estavam significativamente correlacionados com o "cyberloafing", termo utilizado para referir-se à pessoas que fingem estar usando a internet no trabalho para fins profissionais, quando na verdade estão utilizando a rede para fins pessoais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Uma baixa carga de trabalho não está relacionada com atitudes contraproducentes. Porém, existe uma relação significativamente mais forte entre o "cyberloafing" e o tédio. Portanto, o ato de "scrollar" o seu Facebook ou Instagram em horário de expediente pode ser muito mais um mecanismo para que você consiga lidar com o tédio, do que uma sabotagem contra a sua própria produtividade.

Conclusões

O time de pesquisadores agora pretende, a partir de novas pesquisas, saber se o "cyberloafing" pode se tornar uma ferramenta para a redução de estresse no trabalho. "No futuro, planejamos examinar a relação entre o que as pessoas fazem na internet quando estão praticando o 'cyberloafing', e o que está acontecendo em seus trabalhos em termos de estresse", conclui Pindek em entrevista ao Psypost.