PUBLICIDADE

Idosos felizes vivem mais, diz estudo

Pesquisadores descobriram que considerar-se feliz baixava em 19% a chance de morrer no período pesquisado

A terceira idade é um momento em que a maioria das pessoas deseja estar sem preocupações, apenas colhendo os frutos do que plantou durante a vida. E esta felicidade pode contribuir até para que os idosos vivam mais. É o que sugere um estudo que usou dados de 4.478 idosos (maiores de 60 anos) de Cingapura. Aqueles que apresentavam maior felicidade tinham menores chances de morrer de qualquer causa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A pesquisa foi feita analisando dois indicadores de bem estar entre estes idosos. Um deles era uma pontuação de felicidade, variando 0 a 6, e o outro consistia em uma classificação entre feliz e triste. Depois, os pesquisadores da Escola de Medicina Duke-NUS também coletaram dados de mortalidade destes mesmos idosos que faleceram até 31 de dezembro de 2015.

A cada pontuação a mais na nota de felicidade de um idoso, a probabilidade de ter morrido por qualquer causa no período baixava em 9%. Esta probabilidade também era 19% mais baixa entre os que se declaravam felizes versus os que se consideravam infelizes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A correlação era forte em ambos os gêneros e nos dois grupos de idade: de 60 a 75 anos e mais velhos que 75.

Como se sentir feliz

Ser feliz, no entanto, não é uma tarefa simples. Até chegar a este estado, há um longo caminho de autoconhecimento. A psicóloga Adriana de Araújo deu algumas ideias mais práticas e simples que podem de aproximar da busca pela felicidade:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)