Glicerina: por que ela é importante para a pele de bebês e crianças?

Ingrediente estimula a barreira cutânea e previne a perda de água da derme

Com a chegada do bebê, toda a rotina da família se transforma. Mães e pais descobrem um novo mundo, com muitas alegrias, mas com muitas responsabilidades e dúvidas também. Como dar o primeiro banho? E quem vai trocar a primeira fralda? Todos esses anseios são absolutamente normais, acredite. E em meio a tantas dúvidas, surge um ponto muito importante, que vale a pena ter em mente: como cuidar da pele do bebê?

A pele, tanto em crianças como em adultos, é um órgão muito importante, que cumpre diferentes funções ao mesmo tempo. Ela é a nossa barreira cutânea, que protege, regula a temperatura, reforça o sistema imunológico e, principalmente, previne a perda de fluídos corporais, como a água. Apesar de sua importância ao longo da vida, é nos primeiros meses que a pele encontra-se mais frágil e, portanto, demanda alguns cuidados especiais.

Ao contrário do que se acreditava até algum tempo atrás, a criança não nasce com a pele "pronta". Imagine o cenário: o bebê fica imerso no líquido amniótico durante toda a sua formação, um meio bem diferente daquele que a espera após o nascimento. Por isso, ao nascer, sua pele passa por um progressivo processo de adaptação ao meio extrauterino.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No começo da vida, portanto, é natural que a pele do bebê seja mais frágil, fina e sensível, necessitando de cuidados específicos. Nessa fase, pode haver maior perda de água transepidérmica e maior absorção de agentes químicos, o que reforça a importância do uso de produtos específicos para a pele do bebê. Nessas horas, um ingrediente pode entrar em jogo e ajudar nos cuidados com a pele das crianças: a glicerina.

Para que serve a glicerina?

É provável que você já tenha lido esse nome no rótulo de algum produto. Mas você sabe exatamente o que é a glicerina e para que ela serve? A gente te conta mais sobre esse ingrediente, vamos lá: a glicerina, ou glicerol, é um composto natural derivado de óleos vegetais ou gordura animal. É um ingrediente translúcido, sem cor e de consistência viscosa, com um leve sabor adocicado.

O mais importante sobre a glicerina é que ela possui propriedades emolientes, lubrificantes, umectantes, hidratantes e higroscópicas. De forma geral, o glicerol é um agente hidratante que "puxa" água das camadas mais profundas da pele e do ar para a mais externa. De acordo com um estudo, o ingrediente é capaz de:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Isso quer dizer que podemos passar a glicerina pura na pele para aproveitar todos estes benefícios? Não é bem assim. O ideal é que o ingrediente esteja dissolvido em água ou combinado a outros elementos, em produtos como shampoos, condicionadores, sabonetes ou loções hidratantes. Dessa forma, é possível aproveitar de forma segura e eficaz todas as propriedades da glicerina, sem colocar em risco a integridade e saúde da pele do bebê.

Como usar a glicerina?

Como explicamos acima, apesar de todas as propriedades incríveis, a glicerina, quando utilizada isoladamente, não oferece nutrientes para manter a saúde da pele. Por isso, a recomendação é utilizar produtos que contem com este ativo hidratante na fórmula. Para bebês e crianças, também é importante optar por produtos específicos para a pele deles, que são diferentes daqueles que os adultos utilizam.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Foi pensando nisso que Baby Dove desenvolveu a nova linha Hidratação Glicerinada. Os produtos possuem até 3 vezes mais glicerina, comparado com os principais concorrentes do segmento, e têm pH neutro, o que é fundamental para manter o manto ácido protetor da superfície cutânea. A glicerina, considerada um ingrediente emoliente, aumenta ainda mais essa proteção natural, permitindo que a pele do bebê se desenvolva com força e saúde.

A linha Hidratação Glicerinada possui sabonete líquido da cabeça aos pés, shampoo e condicionador. Todos os produtos são hipoalergênicos, sem lágrimas e suaves, podendo ser utilizados até para o primeiro banho do recém-nascido. Evite buchas e outros acessórios abrasivos, que podem irritar a pele do bebê, e aproveite esse momento para criar uma conexão de carinho e intimidade com o pequeno.