PUBLICIDADE

Festa de um ano: vale a pena fazer?

Celebrar essa data tão marcante pode representar mais à família que ao próprio bebê

Um pouco antes de o bebê comemorar seu primeiro ano de vida, o assunto 'festa' costuma ganhar notoriedade. Em geral, as famílias gostam de celebrar a data e, algumas delas, não medem esforços para preparar uma comemoração repleta de requinte. Buffet, bolo, decoração, lembrancinha... A lista costuma ser bem maior que a inicial programada.

"A data representa um marco no desenvolvimento físico, cognitivo e emocional da criança. No decorrer desse um ano, o bebê cresceu e se desenvolveu. Por volta do seu primeiro aniversário, provavelmente já consegue dar os primeiros passinhos, consegue imitar alguns sons e falar as primeiras palavras", destaca Lis Caroline Martins Consani, coordenadora do curso de Psicologia da Anhanguera de Sorocaba.

Para a especialista, no entanto, mesmo sendo um momento marcante, pode ser celebrado de maneira simples. Por isso, mais que investir em uma festa grandiosa, é essencial preparar uma festa adequada ao bebê de um ano. Ou seja, com alimentação saudável, música infantil em um volume adequado e uma bagunça suportável.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"O bebê pode ficar assustado, chorar muito, não querer ir com ninguém, estranhar as pessoas e dormir, inclusive, na hora do parabéns", lembra a pedagoga Michelli Freitas, do Instituto de Educação e Análise do Comportamento (IEAC).

Planejando a primeira festinha

A especialista em primeira infância Ana Paula Iazbek, sócia-diretora do Espaço Educação Infantil, diz que os pais precisam dimensionar essa festa, mas evitar expectativas. É importante entender que o bebê, apesar de pequeno, é um ser que deve ter seus desejos e necessidades reconhecidos. "Ele não pode ser tratado como um bibelô", alerta Ana Paula.

Por isso, fazer a festa de um ano é válido desde que algumas regras sejam estabelecidas. É fundamental não deixar o pequeno estressado, assim como criar condições para que possa explorar o local com segurança e descansar quando for necessário.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Aposte também em uma roupa confortável, pois alguns pais gostam de escolher fantasias e acessórios que muitas vezes incomodam a criança", ensina Ana Paula.

E mesmo que a criança não tenha memórias desse evento, a festa pode contribuir de forma positiva para a dinâmica da família, pois representa um momento de união. "A comemoração tem impacto positivo no desenvolvimento da criança à medida que o ambiente familiar saudável é um fator importante", reforça Lis.

Para facilitar, as especialistas prepararam uma listinha para ajudar neste planejamento:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)