Autoestima: como retomar o cuidado após os filhos?

A dedicação ao bebê é importante, assim como voltar a se olhar no espelho como a mulher além da mãe

Quando um bebê chega ao mundo, é frágil, indefeso e totalmente dependente dos pais, mas, principalmente da mãe. E ela, por ação principalmente dos hormônios, atende às necessidades do pequeno com dedicação exclusiva.

"A mãe 'regride' para se conectar com o bebê, ler seus sinais, entender seus pedidos", explica a psicóloga e psicanalista Gabriela Malzyner. "Este estágio de atenção máxima e de vínculo mãe-bebê é essencial para o desenvolvimento físico, emocional e psíquico dele", prossegue. Diante desse quadro, é normal que a mulher deixe os autocuidados de lado e perca um pouco de sua autoestima.

Aqui, o que colabora, negativamente, é um aspecto comportamental de nossos tempos destacado pela psicóloga Bianca Berselli dos Santos: "A comparação das redes sociais, em que mulheres maquiadas, de unhas feitas e rosto descansado postam fotos amamentando e sorrindo, coloca um peso grande em muitas mães, que podem estar vendo isso enquanto o bico do seio está rachado e mal dá tempo de tomar banho".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Já que não conseguem acompanhar o ritmo na aparência, elas acabam focando todas as energias em não deixar passar nenhum aspecto da "maternidade perfeita", como a amamentação, o desmame, a introdução alimentar e se esquecem dos cuidados com elas próprias, já que o "papel principal" está sendo cumprindo à risca.

Mas chega um momento em que o bebê não é mais tão dependente e a mãe sente a necessidade de se olhar como mulher novamente. Neste momento, ela pode se sentir meio perdida para fazer isso. Com a ajuda das psicólogas, recomendamos a seguir cinco formas de recuperar a autoestima e os cuidados depois de ter filhos. Veja abaixo!

Reserve um tempo para você

Não precisam ser as três ou quatro horas, mas pelo menos meia horinha por dia dedicada para os autocuidados. Pode ser uma hidratação caseira nos cabelos, tomar um café olhando para o nada, ver algum programa de TV, ouvir algumas músicas... Qualquer coisa que dê prazer para a mãe é bem-vinda e um momento ideal para isso é quando a criança está na creche, dormindo ou com alguém de confiança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saia de casa para se cuidar

Mesmo que você saiba fazer as unhas e tenha lindos esmaltes em casa, vá à manicure uma vez por quinzena. É uma oportunidade para ver outras pessoas, falar de assuntos diferentes do dia a dia em família, espairecer. Sua cabeça merece!

Adote alguma atividade física

Pode ser uma caminhada diária, podem ser aulas de alguma modalidade esportiva com a qual você se identifique. O importante é mexer o corpo e colocar endorfina, o hormônio do bem-estar, em circulação no organismo. Isso faz com que seu astral melhore e você se sinta motivada a fazer mais ainda por si.

Arrume-se mesmo que vá ficar em casa

Se você não trabalha fora, saiba que roupas bonitas não precisam ficar reservadas no armário para ocasiões especiais; vista-se bem para ficar em casa, para dar um pulinho no supermercado ou na farmácia, e logo perceberá como isso faz bem para a autoestima. Que fique claro que não estamos falando de vestidos de festa, mas de blusinhas, shorts, calças, saias, vestidos que você considere "roupa para sair".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Aceite dicas e ajudas

Pode ser que venha de uma amiga ou de alguém da família tanto um toque de que está na hora de você voltar a se cuidar quanto uma oferta de ajuda. Não encare isso de forma negativa, mas sim como uma atenção de alguém que lhe quer bem. Aceite as dicas e ajuda para poder deixar o filho em segurança com alguém enquanto você se resgata como pessoa.

A psicóloga Bianca Berselli dos Santos lembra que isso é importante tanto para a mulher quanto para a criança: "O bebê é mais feliz quando a mãe é feliz - o bem-estar dela é transferido para ele. Lembre-se de que o melhor para o pequeno é você estar bem, se amar. Resgatar-se e se cuidar é um favor que uma mulher faz para si e para o filho".