PUBLICIDADE

Como dar comida ao bebê: veja os tipos de introdução alimentar

Além da papinha, existem outras formas de oferecer os primeiros alimentos sólidos para seu filho

Foto: Julius Reque / Getty Images
Foto: Julius Reque / Getty Images

Existem diversas maneiras de começar a introdução alimentar, mas isso quem decide são os pais junto com a criança. É importante que ela seja respeitosa e mais prática para o responsável pela alimentação, além de ser feita após os sinais de que o bebê está pronto para comer.

Conhecer todas as opções é fundamental para optar pela que melhor vai se encaixar na rotina da família:

Introdução alimentar tradicional (Papinha)

Essa é a mais antiga e popular. Geralmente as mães se sentem mais seguras com este método que oferta o alimento amassado. Só é preciso ter atenção na consistência que precisa ir evoluindo aos poucos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Neste método, não se deve liquidificar ou processar os alimentos, amassá-los com o garfo já basta. Desde o início, a mastigação deve ser estimulada, pois auxilia no processo digestivo e também no desenvolvimento da fala.

Método BLW

O método que quer dizer Baby Led Weaning, que na tradução para português significa Desmame Guiado pelo Bebê, tem se tornado popular nos últimos anos, devido aos seus inúmeros benefícios.

Entre eles, maior aceitação da comida, favorece a autorregulação do apetite, proporciona autonomia ao bebê, desenvolve melhor os mecanismos de defesa contra engasgo, etc.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nesta opção é permitido que o bebê explore os alimentos e fique livre para experimentar e ingerir a quantidade que deseja. Os alimentos são dispostos de maneira que a criança possa manuseá-los e ingeri-los.

Uma dica é cortar os alimentos em formatos circulares no sentido do comprimento, em "formato de batata frita".

Método Bliss

O método que se chama Baby Led Introduction to Solids, que na tradução para o português quer dizer introdução de sólidos guiada pelo bebê. Não há muitas diferenças entre ele e o BLW, a não ser pelas maiores recomendações feitas através de estudos para garantir os nutrientes necessários ao bebê e uma maior segurança contra engasgos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Introdução Alimentar Participativa

O método é bem parecido com o Bliss e o BLW, porém, tem maior controle do cuidador. Ao mesmo tempo que os alimentos são oferecidos ao bebê para que explorem e comam com a própria mão, o cuidador também vai oferecendo com a colher (em uma textura diferente caso necessário). Assim a família que teme pela pouca quantidade de comida fica mais tranquila.

Na hora de escolher um dos métodos, teste! Sinta qual deles é o mais confortável para os pais e para o bebê, principalmente.

Assim que se iniciar a introdução alimentar, ofereça água nos intervalos das refeições em copos apropriados para não prejudicar a amamentação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ofereça água entre 30 e 40 minutos depois da refeição e/ou assim que a criança acordar. Não dê logo após a refeição, um ótimo horário para oferecer é durante o banho.

E não se esqueça, é importante estudar sobre manobras de desengasgo, para que caso aconteça, seja possível manter a calma e fazer o que é necessário para ajudar o bebê.