Grávida é constrangida em cafeteria por sua escolha de bebida

Funcionário sugeriu que ela tomasse a opção descafeinada e insistiu que a cafeína faria mal ao bebê; veja se isso é verdade

Uma humorista norte-americana postou no Twitter o relato sobre uma situação que presenciou em uma cafeteria.

Segundo Tiffany Stevenson, o funcionário sugeriu que uma cliente, grávida, tomasse uma bebida descafeinada. Quando ela recusou, ele disse "Eu deveria prepará-la assim porque cafeína é ruim para o bebê". A moça ainda afirmou que só tomava um por dia, quando o homem insistiu: "Mas você não deveria".

O que a humorista achou curioso é que um homem, que não era médico, estava dizendo a uma grávida o que ela deveria ou não fazer, sem que sua opinião fosse solicitada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Café na gravidez

A cafeína realmente pode prejudicar o bebê, mas apenas se em excesso. De acordo com a nutricionista Danielle Fava, em resposta a uma leitora no nosso Pergunte ao Especialista, o melhor é evitar o excesso de cafeína na gestação. "Tomar cerca de 50 mL a 150 mL não fará mal, mas 300 mL pode ser excessivo. Alguns estudos apontam maior risco de o bebê nascer prematuro quando há ingestão excessiva de café na gravidez. Além disso, a cafeína pode comprometer o aporte de oxigênio para o bebê", explicou ela.