Shantala: o que é e como fazer a massagem em bebês

A massagem para bebês alivia cólicas e melhora o sono dos pequenos

O bebê passa quase 10 meses no útero da mãe em um ambiente escuro e envolto em um líquido quentinho. Quando ele vem para fora, as mudanças não param: a luz é forte, cortam o cordão umbilical, que fazia sua nutrição, e sua mãe o amamenta. O reflexo de sucção faz com que o bebê consiga sugar o seio da mãe, mas o alimento chega, pela primeira vez, ao estômago e intestino.

Assim, o bebê tem que se adaptar a diversas alterações no ambiente de uma só vez. Isso pode fazer com que o sono seja difícil e as dores, como cólicas, apareçam. Nessa situação, algumas técnicas ajudam a melhorar esta adaptação ao meio externo. Uma delas é a massagem shantala.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que é a massagem shantala?

Massagem para cólicas nos bebês

A shantala é uma técnica de massagem para bebês que promete aliviar as cólicas e aumentar o vínculo com os pais. Ela tem origem indiana e influência da medicina ayurvédica, também praticada na região.

"O fato de ser uma massagem completa ajuda o bebê a se sentir novamente dentro do útero, onde as necessidades dela eram totalmente atendidas. É uma sensação de completude, que ajuda ele lidar com a roupa, a fazer xixi, cocô... ajuda ele a estar mais adaptado", explica a massoterapeuta e instrutora de shantala Priscila Castanho, criadora da Abraço Materno.

Benefícios da shantala

A shantala é uma massagem que toca toda a pele dos bebês, desde os dedos dos pés até o rosto. Por isso, ela traz diversos benefícios:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A pediatra e homeopata Lílian Cristina Moreira explica: "Os vínculos afetivos são basicamente construídos através dos 5 sentidos: tato, visão, audição, olfato e paladar. Junto com a amamentação ao seio, a shantala é uma prática que irá somar e favorecer este vínculo essencial na saúde do bebê".

Benefícios da shantala para os pais

Os pais e cuidadores que fazem massagem shantala nos bebês também têm benefícios:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Não conseguimos lamber nossos bebês, como os animais, mas conseguimos massagear. Podemos nos fusionar com nossos bebês através da massagem", explica Priscila.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quem pode fazer shantala?

Os cuidadores mais próximos do bebê, como mãe, pai e avós, podem fazer a shantala nos pequenos. É importante lembrar que é uma massagem íntima.

Shantala é feita em todo o corpo do bebê, inclusive no rosto (Por Jarut/ Shutterstock)
Shantala é feita em todo o corpo do bebê, inclusive no rosto (Por Jarut/ Shutterstock)

De acordo com a pediatra Lilian, o bebê a partir de um mês de vida já pode receber a massagem e não há limite de idade.

Como fazer shantala?

Antes de fazer a shantala, é importante se certificar que o bebê não esteja nem com fome e nem com sono, pois ele precisa estar disponível para a interação. As crianças maiores, que já conseguem decidir o que gostam ou não, precisam querer receber a massagem.

A shantala é feita com um óleo. De acordo com a medicina ayurvédica, só é recomendado passar na pele o que podemos comer. Por isso, é interessante que a massagem use um óleo 100% vegetal.

Além disso, se o bebê já estiver levando a mão à boca, na fase oral, o óleo que tenha algum tipo de aditivo químico pode prejudicá-lo.

Também é importante que o bebê esteja deitado sobre as pernas da pessoa que está aplicando a massagem e que a mãe ou o pai permaneça com contato visual.

Passo a passo da shantala:

1 - Passe o óleo em suas mãos e esfregue-as. Lembre-se de passar o óleo novamente, sempre que começar a massagear uma nova região (exceto o rosto do bebê).

2 - Peito: Com as mãos bem relaxadas e os dedos unidos, posicione-as no centro do peito do bebê. Deslize, horizontalmente, a mão esquerda até a axila de mesmo lado. Simultaneamente, faça o mesmo movimento à direita.

3 - Mais uma vez, comece o movimento no centro do peito do bebê, mas agora termine em cada um dos ombros dele.

4 - Começando o movimento pelo centro do peito da criança, suba uma mão de cada vez (formando um X), até o final do ombro. Deixe seus dedos chegarem embaixo da orelha dele. Sempre que a massagem for feita em movimentos alternados, inicie pelo lado esquerdo do bebê, que é o lado mais receptivo.

5 - Braços: Faça um círculo com as suas mãos, como se fosse um bracelete. Com uma delas, segure o pulso do bebê. Enquanto isso, a outra mão vem de encontro àquela que está segurando o pulso, partindo do ombro. Quando as mãos se encontrarem, alterne-as, dando continuidade o movimento funciona como se o bracinho do bebê fosse uma corda, que você puxa para escalar uma parede.

6 - Faça um movimento de rosca (uma torção suave) com as duas mãos, iniciando pelo ombro e descendo até o pulso do bebê.

7 - Mãos: Apoie a mão do bebê, com a palma virada para cima, em uma das suas mãos. Use o seu polegar da outra para massagear a mãozinha dele, partindo do pulso e chegando até a ponta dos dedinhos.

8 - Deslize sua mão espalmada e com os dedos unidos por toda a mãozinha do bebê.

9 - Aperte delicadamente os dedinhos do bebê, um a um, começando pelo polegar.

10 - Abdome: Faça um movimento com as suas mãos em concha, da base das costelas até o começo dos genitais dele. Essa técnica é ótima para aliviar as dores da cólica. Se as dores forem muito fortes, intensifique o movimento. Tire ou afrouxe a fralda para esse movimento.

11 - Pernas: Faça um círculo com as suas mãos, como se fosse um bracelete. Com uma delas, segure o tornozelo do bebê. Enquanto isso, a outra mão vem de encontro àquela que está segurando o tornozelo, partindo da virilha. Quando as mãos se encontrarem, alterne-as, dando continuidade ao movimento, como no passo 5.

12 - Pés: Apoie o pé do bebê em uma das suas mãos. Com a outra, deslize o polegar, massageando a sola do pezinho.

13 - Deslize sua mão espalmada e com os dedos unidos por todo o pé do bebê, tanto a sola como o peito.

14 - Aperte delicadamente os dedinhos do pé do bebê, um a um, começando pelo polegar.

15 - Costas: Com o bebê de barriga pra baixo, passe as mãos por toda as costas do bebê, até os tornozelos.

16 - Rosto: Delicadamente, aperte as áreas do rosto do bebê com as pontas dos dedos.

Quanto tempo dura a shantala?

Todo o processo da shantala dura de 15 a 20 minutos, dependendo da velocidade dos movimentos e das interrupções, como para mamar ou trocar fraldas, por exemplo.

Existe alguma contraindicação?

Segundo a pediatra e homeopata Lílian Cristina Moreira, não há contraindicações da shantala para bebês saudáveis.

Referências: